Undertale

A logo do jogo, como aparece dentro do jogo™.

Undertale (Aka cópia de Earthbound) é um RPG criado por Toby FoxWikipedia's W.svg e lançado por ele mesmo na Steam em 2015.

EnredoEditar

O jogo conta a história de um ser humano criança cabeçudo que caiu no buraco que levava ao subsolo, onde os monstros foram presos como resultado de uma treta que rolou entre eles e os seres humanos. O jogo começa depois desse enrolação toda e o resto é basicamente a gameplay, com diálogos dignos de JRPGS, ou seja, grandes para um caralho.

 
Microsoft Sans, personagem cancerígeno que tem uma música tema que gerou um monte de memes e covers e o caralho⁴. É irmão do Papauros.

Você pode escolher o nome da criança que caiu no buraco e é aí que se desenvolve pela primeira vez no jogo a ideia que Undertale trouxe como inovação: Sua liberdade de escolher o que você vai fazer, como vai agir e as consequências (ou não) disso.

Toby queria que seu jogo criasse simpatia com o jogador, então, suas escolhas realmente importam para o desenvolvimento da história e da gameplay, havendo três caminhos: Os monstros serem na verdade bonzinhos e você virar o vilão caso os mate (você é um monstro ao não gostar de monstros), todo mundo feliz porque você não matou ninguém ou o padrão mesmo, nada acontece.

PopularizaçãoEditar

O jogo ficou largado lá na steam por pouco mais de um mês, até que com toda a forçação vinda do YouTube[1], Cancro[2], Instacancro[3], Câncer[4] e Leddit[5] fizeram ele explodir em fama, atraindo fanfiqueiros, furries e crianças que não têm merda nenhuma pra fazer da vida e preferem ver teorias de Bendy And The Ink Machine do que estudar ou brincar na rua ou coisa do tipo.

ComunidadeEditar

Até hoje a comunidade do jogo é a mesma tendo o Amino e o Reddit[6] como a confraria de imbecis que gostam do jogo e se reúnem para fazerem fanarts pertubadoras, lerem fanfics ruins pra caralho ou qualquer outa merda sem nexo.

SalsaEditar