Abrir menu principal

Wikinet β

Tomás Turbando

Tomás Turbando, também estendido para Tomás Turbando Pinto, é um nome de duplo sentido usado por engraçadinhos para que jornalistas e apresentadores acabem caindo e pronunciando uma frase sexual. Caso você não tenha percebido, é uma fusão do nome "Tomás" com a frase "tô masturbando (o pinto)". Às vezes também se usa variações do nome e grafia, como "Thomas" ou "Tomas".

Foi usado pela primeira vez depois das Olimpíadas de 2008 (depois de agosto de 2008) e desde então em vários programas onde internautas podem mandar perguntas com nicks de sua escolha, e também em livestreams e outras coisas no mesmo formato.

Tomás Turbando (citado como Thomas Turbando Bustamante) ficou nacionalmente famoso quando o advogado da Dilma Rousseff no processo de impeachment, José Eduardo Cardozo, trocou o nome do jurista Thomas da Rosa Bustamante pelo personagem da piada. Bustamante não ficou chateado, e ainda acrescentou que o caso foi parar nos anais do Senado. Bustamante também declarou que Thomas Turbando era um dos apelidos (e um dos mais carinhosos) que ele recebia de seus alunos.[1]

Outros nomes trollsEditar

O sucesso de Tomás Turbando inspirou a criação de outros nomes trolls, tais como:

  • Paula Tejando ("pau latejando");
  • Jacinto Pinto Aquino Rego ("já sento o pinto aqui no rego");
  • Cuca Beludo ("cu cabeludo");
  • Oscar Alho ("os caralho");
  • Power Guido ("pau erguido");
  • entre outros.

Salsa

  Este artigo precisa de mais tirotela do Cardozo citando o Thomas Turbando
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais tirotela do Cardozo citando o Thomas Turbando.