Abrir menu principal

Wikinet β

PlayStation

Se a Sony errou em algo em relação ao PlayStation, foi no design. Feio pra CARALHO.

O Sony PlayStation (プレイステーション Pureisutēshon) (mudou seu nome para Sony PlayStation 1 depois que ganhou três irmãos) foi a primeira tentativa da Sony de fazer um console e por incrível que pareça, ao contrário da Apple, eles conseguiram fazer o console direito, mesmo sem precisar de um FPS de merda para salvar suas bundas que nem a Microsoft fez. Era um console de 32-bit e conseguiu vender mais de cem milhões de cópias, estuprando assim a concorrência. O console se tornou obsoleto com a introdução da nova geração de consoles e com o lançamento do PlayStation 2 e, em 2006, cessaram a fabricação do PlayStation.

O console foi inventado por um japonês e tem uma variedade massiva de gêneros. Há jogos sobre coisas como skate, corrida, plataforma e FPS/TPS sobre matar pessoas (quem não gosta de matar gente?). O sucesso do console no Brasil se deve ao fato de ter jogos de futebol, todo retardado fã de PlayStation tinha pelo menos 10 CDs de futebol e jogava todos regularmente, se não existissem jogos de futebol no PlayStation nem seria lançado o PlayStation 2 no Brasil.

Índice

HistóriaEditar

 
O protótipo resultado da parceria Sony e Nintendo.

Em 1980, a Sony estava com o pau durasso na tecnologia: fabricavam TVs, câmeras, Walkmans, etc.

A Nintendo também estava seguindo bem, dominando o setor dos videogames. Foi aí que viram que seria interessante usar CDs para armazenar os jogos, já que além de mais fáceis de trabalhar, tinham muito mais espaço. Pediram então para que a Sony fabricasse o SNES-CD, um leitor de CD para o Super Nintendo.

A Sony fez isso, com um disco que era um CD modificado, batizado de Super Disc. Nos termos do contrato, a Sony ficou como sendo dona da tecnologia, o que incomodou a Nintendo, que gostava de ser ditadora do hardware e do software dos consoles.

 
PSOne, o segundo modelo do PlayStation, tentativa da Sony de fazer um design mais bonitinho e, ao que aparenta, "fofinho"

Nessa parceria fabricaram um protótipo que lia CDs e cartuchos, com o nome da Sony, com o nome PlayStation mas com controles de SNES. Uma bela mistura.

Mas a Nintendo traiu a Sony e decidiu ir atrás da Philips, empresa concorrente da Sony que desenvolveu o CD junto com ela. A galera da Sony ficou putassa com a Nintendo e decidiu arrombar o mercado dos videogames, lançando em 1994 o primeiro PlayStation. Acessível, com bons gráficos (para a época, é claro), vários jogos, o PlayStation foi uma bomba no cu da Nintendo, que até tentou concorrer mas aí já tarde.

PSOneEditar

O PSOne é um redesign do modelo do PlayStation original. Foi lançado no mesmo ano que o PlayStation 2, o que não faz sentido nenhum pois as pessoas não iriam comprar essa porra e sim o PlayStation 2. Talvez a Sony estivesse tentando mostrar que ainda dava uma foda para o PS1 mesmo com o lançamento do PS2. Ou talvez estivessem inseguros quanto as vendas do PS2 e lançaram o PSOne para ter uma garantia de lucro.

A única diferença entre o PS1 e o PSOne é a aparência e a interface gráfica do usuário, mudanças totalmente inúteis e cosméticas. Bom, pelo menos com o PSOne não vai parecer que você tem um tijolo de cimento em sua sala.

A Sony também lançou uma televisãozinha LCD de 5 polegadas para ser plugada no PSOne e um adaptador, só que era inútil pois não tinha bateria e só funcionava plugando em uma tomada ou carro. Talvez a ideia não era fazer um portátil, e sim algo para os pais darem para seus filhos jogarem no carro e pararem de encher o saco.

ControleEditar

O controle do PlayStation é algo parecido com o do SNES só que com um design obviamente diferente, mas o esquema de botões é quase o mesmo. Conseguiu ser bem mais simples que o trambolho do Nintendo 64 que tem mais botões do que um teclado de computador. Consiste nas teclas X, O, quadrado, triângulo, os botões direcionais, start, select, R1, R2, L1 e L2. Em 1997 foi lançado o controle Dual Analog, que foi a tentativa da Sony de adicionar analógicos ao controle do PlayStation, que foram mais do que inúteis pois nenhum jogo requeria estas merdas. No Dual Analog também foi introduzida a vibração do controle, que os jogadores underages esfregavam no pênis para sentir tesão enquanto viam a bunda quadriculada da Lara Croft.

JogosEditar

 
Um típico jogo de PlayStation.

Alguns dos jogos mais populares do PlayStation, se os jogos populares já são esta merda, imagina os poucos vendidos.

  • Crash Bandicoot: O Mario da Sony. O jogo consiste em você controlar um furry por plataformas sem sentido pulando e "girando" para matar inimigos. Emocionante.
  • Gran Turismo: O jogo mais vendido do PlayStation, Gran Turismo, no começo era popular, mas com o passar do tempo foi sendo substituído pelo Need for Speed.
  • Crash Team Racing: O Super Mario Kart da Sony. Legal pra caralho, sério.
  • Final Fantasy: Uma bosta de RPG que só fez sucesso por ser o único (se ele não é o único, então pelo menos é o menos fail).
  • Winning Eleven: Um dos mais de 8000 jogos de futebol que existiam, não sei porque separar os jogos de futebol em títulos específicos, é tudo a mesma merda.
  • Tomb Raider: Um jogo difícil pra caralho (ele é difícil por ser tedioso, e quando tem alguma ação, como uma em que é necessário sacar sua arma, quase sempre você morre) em que você controla uma mulher que, segundo os seus fãs, é "gostosa" (a não ser que você tenha por figuras geométricas).
  • Grand Theft Auto: COMO EU PODERIA ESQUECER?
  • Resident Evil: Jogo em que você precisa tentar matar zumbis enquanto descobre qual o botão que serve para ir para frente.
  • Medal of Honor: Um jogo de guerra no qual você mata milhares de pessoas, mas nenhuma dessas pessoas mata você. A franquia foi estuprada pela franquia do Call of Duty no futuro.
  • Driver: A primeira coisa que se parecia com Grand Theft Auto na época. Todos os jogadores se achavam o máximo por conseguir roubar carros, e você nem podia guardá-los em uma garagem, era pegar e deu. Agora você pode viver uma vida nos jogos.
  • Tony Hawk's: Um jogo em que você pode quebrar todos os seus ossos, mas sem ferir nenhuma parte de seu corpo. O jogo consiste em andar de skate e fazer manobras que são sempre iguais, e assim ir para lugares diferentes para fazer as mesmas manobras.
  • LSD: Dream Emulator: Não chega nem perto de ser popular, mas vamos linkar por que tem um artigo grande aqui na Wikinet.

VídeosEditar

O PlayStation tinha uma intro inesquecível quando ligado.

Ver tambémEditar