Abrir menu principal

Wikinet β

Idade Média

Idade Média, que supostamente corresponde ao período entre a queda do Império Romano do Ocidente e a queda de Constantinopla (o fim do Império Romano do Oriente), que iria dos anos 476 a 1453, foi um período histórico inventado no século XVI pelo astrônomo francês Joseph Justus Scaliger.[1]

Uma das grandes contribuições da Idade Média aos séculos seguintes foi a invenção das freiras lésbicas.

De acordo com esta ficção, este foi um período em que não foi inventado nada, não houve grandes guerras, não houve grandes atos heroicos, em suma, mil anos em que não aconteceu porra nenhuma. Só para não dizer que não teve nadica de nada, teve alguns reis, a invenção do islamismo e conventos cheios de freiras lésbicas.

Na verdade, o que aconteceu neste período foi bem diferente desta ficção, pois foi a partir de cerca do 900 a.C. que surgiram os primeiros documentos históricos, no Antigo Egito,[2] e foi por esta época que nasceu e morreu Jesus Cristo.[1]

Mas como a História verdadeira não é ensinada na escola, apenas a ficção scaligeriana, então vamos fingir que a gente acredita e contar esta versão. Afinal, se a gente pode discutir sobre o Big Brother Brasil ou a novela das oito como se fossem coisas acontecendo de verdade e não como porras fictíceas, então não custa fazer um exercício de suspensão de crença e tratar a tal Idade Média como tento realmente ocorrido.

A Idade Média se divide entre Baixa Idade Média e Alta Idade Média. A Baixa é chamada assim porque as pessoas eram mais baixas, e tinha muito mais baixaria, já que ocorreu durante o período das Invasões Bárbaras, em que as cidades eram tomadas pelos bárbaros, que matavam os homens, estupravam as mulheres mas não escravizavam as crianças, porque a escravidão havia ficado mal na parada por causa do Cristianismo. Assim, as crianças sobreviviam, mas muito mal, e as que eram maiores e tinham maior necessidade de comida morriam, sobrevivendo apenas as menores, daí que a população diminuiu de estatura através da seleção natural.

A Alta Idade média, porém, foi o período seguinte, em que o Cristianismo finalmente se tornou a religião oficial de toda a Europa,[3] então as pessoas passaram a pensar em coisas mais altas, como evitar fazer as merdas que levam ao inferno, como dar a bunda, e fazer as coisas que levam ao céu, como matar e trucidar quem não é cristão e pagar o dízimo. Com o feudalismo, as famílias passaram a valorizar a porrada entre os cavaleiros, e os filhos que eram mais baixos eram mandados para a Igreja e não podiam casar nem ter filhos oficiais (mas podiam continuar tendo filhos da puta), então quem ficava era o mais alto dos filhos, e a população voltou a crescer, daí que esta porra se chamou Alta Idade Média.

A Alta Idade Média terminou com um dos eventos mundiais mais lulz de todos os tempos, que foi a Peste Negra, que matou entre 1/4 e 1/2 de toda a população da Europa, e logo em seguida veio o Renascimento, que, segundo a versão scaligeriana, foi quando a Europa passou a fazer copicola do que os gregos e romanos haviam feito mais de mil anos antes, deram um foda-se para a Igreja e voltaram a desenvolver a Ciência.

Na verdade, a Peste Negra foi provocada por causa da versão degenerada e europeia do Cristianismo, celebrado com muitas orgias e homossexualismo. Foi para eliminar a Peste que Josué invadiu a Europa, com ordens de matar todo mundo e queimar tudo, ou seja, não era apenas para matar os homens, não podiam estuprar as mulheres e escravizar as crianças (pois mulheres e crianças também estavam com a Peste).[4]

Depois que os tais 1/4 e 1/2 da população europeia foram exterminados, deixando só os brancos por lá, a Peste Negra foi vencida e as raças superiores puderam viver tranquilamente sem serem pesteados pelos negros durante um bom tempo.

A suposta Idade Média terminou com o Dilúvio de Noé, que corresponde à viagem que Colombo fez à América, e que havia sido antecipada no Livro do Apocalipse, escrito oito anos antes, em 1486.[4]

Salsa

  1. 1,0 1,1 How It Was In Reality, Epoch of the XII Century, por Anatoly Fomenko e G. V. Nosowsky, site Chronologia.
  2. How It Was In Reality, Epoch of the XI Century, por Anatoly Fomenko e G. V. Nosowsky, site Chronologia.
  3. Ah, esqueci de dizer. A Idade Média só ocorreu na Europa, e a História também só ocorreu na Europa, o resto do mundo que se foda.
  4. 4,0 4,1 How It Was In Reality, Epoch of the XV Century, por Anatoly Fomenko e G. V. Nosowsky, site Chronologia.