Emerson Eduardo Rodrigues

Emerson Eduardo Rodrigues
Emerson trabalhando.jpg
Nome realEmerson Eduardo Rodrigues (Setim)
ApelidosPor dogoleiros:
Pedola
Pedolão
Mijão
Mijola
Por ele mesmo:
Engenheiro Emerson
Capataz Sancto
Capataz da Senzala
Nascimento05/03/1978[1] (42 anos)
Curitiba
Logo do YouTube transparente.png Canalprincipal
canal de tutoriais
ResidênciaTarragona, Espanha
Conhecido(a) porJorgice
Brigar com Psy
Se gabar de sua vida
Enganar autoridades
Outros linksInstagram

UGETube
Twitch
VK
Blog
Grupo do Telegram
LinkedIn
cos.tv
Duna Press

Rumble
Altura1,85 m

Emerson Eduardo Rodrigues ou Emerson Eduardo Rodrigues Setim,[1][nota 1][nota 2] também chamado por vários outros nomes e alcunhas, é uma notória subcelebridade brasileira da internet conhecido por seus fãs, haters e curiosos.

Em 2012, ganhou fama no Brasil ao lado de Psycl0n (Marcelo Valle Silveira Mello), quando foram presos pela Polícia Federal na Operação Intolerância por criarem o blog Silvio Koerich, que continha jorgices atacando mulheres, gays, negros, entre outros. Essa prisão causou uma briga vitalícia entre os ex-amigos, tornando-os arquirrivais.

No auge da crise econômica e política (2014-18), viajou pelo Brasil e mundo à procura de trabalho, refúgio e seguidores da sua causa política, o que lhe rendeu muitos inimigos (haters), mas também alguns fãs e curiosos na internet.

Atualmente, Emerson vive em Tarragona, na região da Catalunha, e nega ser foragido da Justiça brasileira, como alguns alegam que seja. Tem também perfis em sites como VK e YouTube, onde é ativo e posta vídeos denunciando e acusando seus inúmeros desafetos em uma longa cruzada, além de falar de política e outros assuntos no meio dos seus discursos. Seus canais e perfis volta e meia são derrubados, mas ele sempre os recria. Ele se diz determinado a continuar denunciando todos os seus inimigos até o dia em que todos estiverem presos ou mortos. Se você nunca assistiu a um vídeo dele, pode assistir qualquer um aleatoriamente, pois em todos ele repete a mesma coisa.

Junto a Lola Aronovich, Emerson é uma das duas vítimas mais frequentes das jorgices do Dogolachan.

Hoje, Emerson afirma que suas principais redes são seu Instagram e seu VK. A partir de novembro de 2020, ele passou a usar seu canal no YouTube apenas como porta de entrada para as outras plataformas, devido à censura e derrubadas constantes de seu canal. Pretende fazer livres frequentes na Twitch.

Nomes e alcunhas

Seu nome de nascimento é Emerson Eduardo Rodrigues,[nota 2] porém, ao se casar com Franciele Aparecida Gonçalves Araújo Setim em 2012, adotou o último sobrenome da então esposa, tornando-se Emerson Eduardo Rodrigues Setim, nome que continuou usando mesmo após o divórcio. Ele é também referido por outras combinações desses quatro nomes, incluindo Emerson Setim, Emerson Eduardo, Emerson Rodrigues,[nota 2] ou até só Eduardo, como a Globo o chamou em 2019. Pela profissão, se intitula Engenheiro Emerson. Na vida pessoal, ele diz ser o Capataz Sancto ou Capataz da Senzala.

Se notabilizou por seus posts no Orkut e no BRchan em que afirmava beber diariamente a urina da namorada (que mais tarde revelou ser a amante Rafaela Almeida Vivas da Silva) que hoje é inimiga mortal. Ao relatar a história com a ex-amante, ganhou dos seus inimigos os maiores e mais notórios apelidos: Mijão e o famosérrimo Engenheiro Mijão.

Alegações de seu envolvimento em dezenas de crimes não solucionados em Curitiba e outras cidades brasileiras, incluindo até homicídios, circulam há anos na internet.[2] Segundo um dos rumores mais conhecidos, Emerson teria participado do assassinato de Rogério Gaspar em 2008.[3] Ele sempre negou qualquer envolvimento em crimes e atribui a morte de Rogério Gaspar a Ivan Fagundes Machado, um suposto amante de Rafaela Almeida Vivas da Silva (antes de Emerson se envolver com ela)[3] a mando da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus) e junto ao seu ex-cunhado Michael Oliveira.[4] Apesar de não haver evidências de nenhum dos dois ter matado Gaspar, seus inimigos criaram e espalharam uma famosa frase-meme atrelando seu nome: Emerson Eduardo Rodrigues Setim matou Rogério Gaspar.

Outra frase-meme explorável envolvendo seu nome é "O X da pedofilia Y", sendo Y alguma área e X uma pessoa ou coisa de destaque nessa área, como nos seguintes exemplos:

  • O William Bonner da pedofilia jornalística;
  • O Machado de Assis da pedofilia literária;
  • O Fernandinho Beira-Mar da pedofilia carcerária;
  • O Ashtar Sheran da pedofilia intergaláctica;
  • O Evelyn de Rothschild da pedofilia judaica;
  • O C++ da pedofilia programadora;
  • O viagra da pedofilia erétil;
  • etc.

No Dogolachan, o seu pior pesadelo, é por vezes referido como Pedola ou Pedolão, já que os dogoleiros adoram atrelar pedofilia às suas vítimas. No 55chan, é conhecido como O aiatolá da pedofilia brasileira, Aquele cujo nome não deve ser mencionado e O motivo das creches terem muros.

Biografia

Antes de 2010

 
Emerson criança

Emerson nasceu em Curitiba, em 5 de março de 1978, e é filho de Tereza Stafin Rodrigues e Campos Diogo Rodrigues.[1] Possui três irmãos: Halan Peterson Rodrigues, Diogo Henrique Rodrigues e Alison Thiago Rodrigues; todos eles possuem filhos. Os avós de Emerson (não se sabe se por parte de pai ou de mãe) são Félix von Stafen e Paulina Marcovicz.

Pouco se sabe o que Emerson fez na infância e juventude, mas sua mãe disse ao Profissão Repórter que na escola ele sofria bullying. Ele diz que apanhava e era humilhado pela própria mãe e revidava os ataques. Emerson fez o ensino médio no Colégio Estadual Júlia Wanderley e o curso técnico no CEFET de Curitiba (possivelmente o curso Engenharia Industrial Elétrica – ênfase Eletrônica/Telecomunicações) até o final dos anos 90.[5] Em 1987, ele chegou a cometer pequenos atos de vandalismo como cagar na mesa das garotas que zombavam dele.

 
Emerson no Em Nome Do Amor, em 1995.

Em 1995, aos 16 ou 17 anos, apareceu no Em Nome do Amor, um famoso de programa de TV da época apresentado por Silvio Santos no SBT, em que aconteciam reuniões de casais com a seguinte pergunta "É namoro ou amizade?". A garota com quem ele apareceu se negou a ficar com ele.[6] Nesse ano, também começou a ler as obras de Arthur Schoppenhauer, Johan Wolfgang Von Goethe, Imanuel Kant dentre outros, no instituto brasileiro germânico de Curitiba, o instituto Goethe. Tais obras teriam inspirado os livros que diz ter escrito como Nessahan Alita (que não é um pseudônimo, mas um significado: a verdade oculta). Ele também trabalhou com o pai em um restaurante italiano na rua Padre Germano Mayer.

 
Emerson Rodrigues como candidato a vereador.

Em 1996, passou a frequentar a Igreja Universal do Reino de Deus, na recém inaugurada Catedral da Fé. Durante o casamento do adepto Ivan Fagundes Machado, conheceu Rafaela Almeida Vivas da Silva, uma "branquela loira" filha de um pastor, por quem se apaixonou.

Numa madrugada de 1997, Emerson sentiu uma súbita vontade de passear e encontrou Rogério Gaspar, o gerente homossexual da Siemens, dirigindo um Escort XR3 branco pérola. Rogério se mostrou bem interessado nele e eles mantiveram contato pessoal e profissional até a morte de Rogério em 2008. Emerson, no entanto, diz que nunca teve um relacionamento amoroso com Rogério.

Quando Emerson se declarou para Rafaela, ela disse para ele dormir com Rogério Gaspar pois tinha nojo de pobre. Isso o motivou a subir na vida a qualquer custo e, desde então, passou a trabalhar em diversas empresas de telecomunicação ao redor do mundo, incluindo a Ericsson.[7]

Emerson admite que participava de movimentos nacional-socialistas nos anos 90. Segundo ele, eram grupos de estudo revisionista e não praticavam atos de violência. Ele deixou de frequentar os grupos por dois motivos: primeiro porque Rogério o proibiu e segundo porque uma das loiras do movimento, "Sieg Frida", o rejeitou de forma violenta para ficar com um negro, tendo inclusive sofrido represália de sua família.

Em 2000 (com 22 anos), talvez por influência do pastor Oliveira Filho, se candidatou a vereador (provavelmente de Curitiba) pelo Partido Liberal (PL), hoje extinto, com o nome de "Emerson Rodrigues" e o número 22133, mas felizmente não conseguiu se eleger. Ele diz que foi sabotado pelos colegas da igreja.[8]

No mesmo ano, casou-se com Fabiana de Oliveira, brasileira de etnia indígena que, segundo Emerson, era muito parecida com a cantora Beyoncé. O casamento durou até 2008, após diversas traições durante as viagens de serviço. A última foi no Rio de Janeiro, com a amante Rafaela (a sua paixão de adolescência que finalmente havia aceitado ficar com ele). A traída não quis saber da conversa dele e o expulsou de sua vida. Um tempo depois, ele tentou reatar com a ex-esposa, levando-a à Espanha para trabalhar como cuidadora de idosos, mas ela fugiu com um espanhol depois de um mês.[7][9]

Em 2007, Éucio Kusma, professor de inglês e parente do vereador Tito Kusma, apresentou a Emerson um homem chamado Gérson Trinkel, que trabalhava com manutenção de condomínios em Curitiba. Gérson então passou a ser sócio de Emerson e eles criaram a Projetel Instalações Telefônicas. No entanto, Gérson passou a perna nele na primeira vez, então Emerson saiu do negócio (tendo investido 50.000 reais no projeto). Eles voltariam a fazer sociedade nos Estados Unidos em 2016, onde foi a vez de Emerson passar a perna em Gérson em retaliação.

Em 2009, foi registrado no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro o processo nº 0176053-13.2009.8.19.0001 contra Emerson, por lesão corporal em decorrência de violência doméstica. O nome da pessoa lesada não consta nesse processo, que foi arquivado em 2012. No processo, Emerson diz que foi uma prostituta na qual não encostou um dedo.[10] No entanto, Emerson hoje diz que essa foi uma denúncia falsa feita por Rafaela e que ele na verdade apenas derrubou os livros dela na frente da Universidade Gama Filho, mas Rafaela e sua mãe resolveram o processar por agressão.

Ainda em 2009, Emerson diz ter passado um tempo na Espanha, onde teria estudado na Universidad Rey Juan Carlos.[11]

2010–11: BRchan e Silvio Koerich original

 
Suposta postagem de Emerson na época do Orkut ensinando a estuprar. Hoje, Emerson afirma que fizeram um perfil fake para difamá-lo.

Na rede social Orkut, Emerson (autoproclamado "Engenheiro Emerson") era dono de uma comunidade chamada Caixa Preta da Universal, onde denunciava os crimes dos pastores. Em 2010, conheceu e passou a frequentar as comunidades masculinistas, onde foi redpillado.[7] Sua suposta primeira artimanha na web foi quando postou, na comunidade "Elas preferem os canalhas!!!", um tópico intitulado "Dicas - dopar uma novinha para estuprar" no dia 5 de março de 2010 (na época, a palavra "novinha", que se refere a garotas atraentes menores de idade, era pouco conhecida). O tópico provocou uma avalanche de mensagens dos indignados na comunidade e depois foi excluído, porém um print de baixa qualidade (que exclui as drogas citadas como ferramentas de estupro) circula na internet até hoje. O print foi tirado por um desconhecido que ficou indignado e chegou a denunciar o perfil na época (mas nada ocorreu). Emerson sempre negou a autoria da postagem e a atribui ora a Rafaela, ora a Nando Moura, que teria(m) criado perfis falsos dele para difamá-lo.

Nessas comunidades, ele relatava os infortúnios que havia passado com as mulheres, inclusive tendo largado projetos e batido onze carros das empresas em que trabalhava por causa das chantagens emocionais e financeiras delas. Sobre a Rafaela, dizia que era um money slave dela e frequentemente era agredido e humilhado, fisicamente e psicologicamente, mas aceitava tudo por causa da paixão que nutria. Emerson havia abandonado um projeto na Irlanda para morar com Rafaela em hotéis de luxo no Rio de Janeiro. Porém, ela dizia que não iria beijá-lo por ter nojo da saliva dele, pois ele não era moreno como o namorado dela (o Ivan). Isso deixou Emerson em choque. Nos três primeiros dias, ela o fez dormir no chão e sem cobertor. Além disso, o fazia escovar os dentes a cada dez minutos.

Além do Orkut, Emerson também passou a frequentar chans (que permitem anonimato sem mostrar o IP), chegando a se identificar e descrever sua história. Ele se notabilizou por posts em que afirmou beber diariamente a urina de Rafaela.[7] Ao relatar a história com a então amante e sua vida privada, ganhou uns dos maiores e notórios apelidos pelos inimigos: Mijão, além do famosérrimo Engenheiro Mijão. Por causa dos apelidos, passou ser alvo de chacota e saiu do BRchan menos de um ano depois.

Depois de tomar a vermelhinha com os channers e os Homens Sanctos e recusar os fetiches cada vez mais bizarros de Rafaela, que iam do scat à feminizaçao, Emerson deu um basta e os dois acabaram brigando.[7]

Conversa entre Emerson e Silvio Koerich na comunidade OLODM do orkut

 
Emerson em 2011. Antes de ser preso, trabalhava na Ericsson.
Qual foi a maior merda que você fez na MATRIX

Tomar urina de puta.
Ver a tua loirinha linda que tu esperou 15 anos pra ter ela transando com um negrao pagodeiro do morro;
Apanhar no meio da rua e beijar os pés dela,
Ser money slave,
Aguentar chantagens emocionais e financeiras absurdas....
 
Eng Emerson
Bom, quando eu fui no Rio de Janeiro, logo depois que eu abandonei o projeto na Irlanda com a Ericsson, eu cheguei lá e ela disse que a gente poderia ter algo, mas nao iria me beijar porque tinha nojo da minha saliva.
Eu disse porque? Ela na lata me disse que era porque eu nao era moreno como o namorado dela. Naquela hora quase que tive um choque anafilático e uma embolia pulmonar sem nunca ter fumado na vida.
Eu realmente fiquei excessivamente depressivo. Mas eu vivia carregando as malas dela nas costas e isto eu me lembro bem, foi bem no período de fim de ano de 2008.
A gente ficava em hotéis no Rio de Janeiro, no Ibis e na Lapa e perto da ex casa do Getúlio..
Bom, estava ficando caro pra mim, já que o meu salário reduziu 3 vezes menos...ai propus ir para outro lugar.
Ela me veio com uma cobertura de 2k no Recreio dos Bandeirantes..Depois de muito me impor, alugamos.
Mas voltando a historia da lingua. Ela nos 3 primeiros dias me fez dormir no chao do hotel, enquanto ela dormia na cama, e detalhe, eu dormia sem cobertor e tinha que escovar meus dentes a cada dez minutos para ela checar se podia me beijar.
Isto foi uma coisa gradual, e para mim era completamente louco, afinal eu nunca tinha passado isto com mulher nenhuma...
Ai eu resolvi meter um chute na barraca, quando eu sai do hotel, ela me deu o primeiro beijo da vida, depois de 15 anos de idealizaçao. Quase desmaiei ( que coisa mais cretina..)
Mas eu idealizava ela muito..e ela se aproveitou disto..foi uma coisa gradual. Graças aos meus preceitos e ao fato de eu ter aguentado todas as pressoes e chantagens do Rogerio para dormir com ele, e nunca ter feito nada, a coisa nao partiu para inversao ou esta maldicao da feminizacao.
Era o que ela queria e insistia. Graças à Jesus Cristo isto nao aconteceu. Porque nem o teu blog me salvaria..
  
Eng Emerson
Analisando a história dela de psicose, ela já fazia isto com o ex marido dela pastor na Inglaterra...
A Inglaterra para quem nao sabe, é a terra destes fetichismos malditos, é a terra dos CUCK BOYS, CUCKOLDS...
Entao ela deve ter aprendido com alguma amiga lésbica lá...
E para piorar ela tinha uma IRMA do peito, filha de outro pastor que engravidou de um obreiro pé rapado e o pastor enxotou do México para morar no Rio de Janeiro, que era uma encolhedora de cérebros que adorava me perseguir e falar que eu nao prestava, que eu nao valia nada e etc..
Ela era psicológa ( todas estas psicólogas sao extremamente manipuladoras e sádicas, doentes ao quadrado )
 
Eng Emerson
EM OUTRO CASO
Para visitar uma mulher que eu idealizei, quando eu estava na Agroserra do Maranhao em 2007, em um projeto da Siemens, sai de Sao Raimundo das Mangabeiras, e fui até uma cidade chamada ITAQUI no interior do RS.
Chegando lá, a mulher tinha se mudado da cidade. Me enganou bonito. 7500 kilometros perdidos..

Eng Emerson
Ahh
Larguei vários projetos por vagabundas....
Hoje a minha vida profissional está em primeiro lugar.
Mulher é apenas detalhe.
Já investi em furadas com mulheres, sai da Guatemala só pra ver uma paraibana, deixei o meu cliente em uma conferência em El Salvador com um pessoal dos EUA falando sozinho para atender esta paraibana que estava fazendo chantagens emocionais por telefone...etc..
 
SILVIO
emerson,Ela keria que tu dormisse com um homem é isso? O Rogério?
 
Eng Emerson
Nao. O Rogerio foi antes. Mas em 1996, quando eu cheguei e falei com ela que eu gostava dela, ela me disse que eu dormisse com o gerente da Siemens que dava em cima de mim, porque pobre ela tinha nojo e nao queria por perto.
Sabendo que eles na Universal sao um bando de ignorantes sem instruçao alguma...e vem falar de pobre..extorquindo o povo é fácil ficar rico..
Eu nunca na minha vida fiz isto por questoes de cárater e de honra na familia.
E foi por causa desta palavra que me motivou à vencer na VIDA A QUALQUER CUSTO, permeando a máxima os FINS JUSTIFICAM OS MEIOS.
Capicci commendatore?
 
Eng Emerson
VISTA CHINESA E FLORESTA DA TIJUCA
Foi lá que ela obrigou a primeira vez a tomar urina dela.
Depois quando ela acordava de manha, ela me chamava para o banheiro e mandava eu deitar na hidro e urinava, isto nao era frequente...mas para mim era o nectar dela...
Hoje eu acho isto a coisa mais doentia que um ser humano pode fazer. Eu só fazia isto por causa da paixao que eu nutria pela diaba...
 
Eng Emerson
TELEMENSAGEM
Eu mandei para uma mina italiana metida a fodona da minha rua no Mossunguê, em Curitiba.
Ela jogou a cesta na frente da casa da minha mae..Foi a pior vergonha, porque o bairro inteiro começou a me zoar, e o pior, na época em 1995 eu nao tinha carro.
 
Eng Emerson
SILVIO SANTOS EM NOME DO AMOR
Eu fui no progama em nome do amor em 95 e tomei um fora lá.
Vou UPAR a foto agora no meu orkut..
 
Eng Emerson
COMPUTADORES E CELULARES QUEBRADOS
Segue a lista:
3 ACERS,
1 ACER FERRARI ONE,
1 MACBOOK EM VALENCIA QUANDO A MINHA EX FUGIU,
CELULARES NOKIA XPRESS MUSIC 5800 ( 4 )
E fora outros.....
 
Eng Emerson
QUEBRADOS POR CHANTAGEM PSICOLÓGICA
E carros que eu vivia batendo. Dei 11 perdas totais em carros da Equitel e Siemens por causa de chantagens de mulheres que viviam desligando o maldito telefone na minha cara.
E ainda fui enquadrado na Lei Maria da Penha Prostituta Vadia sem sequer ter encostado um dedo na piranha
 
Eng Emerson
fio terra eu sempre achei coisa de gay.....isto nao fazia nao...mas tomei altas porradas da mulher no meio da rua, beijei os pes dela na rua ( no shopping RIO SUL em BOTAFOGO inclusive alguns companheiros de trabalho vendo ) abri conta conjunta no HSBC PREMIER com ela ( me roubou ao todo 12.000 reais ) tomava tapa dela do nada..era humilhado por ela, ela me cuspia na cara do nada...
 
Eng Emerson
E o pior: Tentei reatar com a minha ex esposa, levei ela para a España, ela depois de 1 mes me enganou e fugiu com um Español.
Até hoje eu nao vi mais a cara dela..
 
Eng Emerson
Ela me cuspia catarros e dava bofetoes na minha cara quando estava cavalgando..ela tinha uns tetoes maiores do que o silvio.
 
Eng Emerson
Rogério
Isto nao foi nada, ela fazia isto comigo direto, mal acordava de manha...ahh, deixa pra lá senao acabo falando merda..
E fora os tapoes que dava na minha cara, a escarrada que ela fazia quando estava trepando, podia pensar que era fetiche ou cosa che, mas a questao é que ela realmente me odiava eu acredito e queria me usar como capacho dela...e money slave mesmo..
Mas ela era excessivamente bipolar....tinha momentos em que ela era extremamente impositiva e que nao tinha como escapar das chantagens emocionais/financeiras que ela fazia...ai ficava pequeno...


Ele também passou a frequentar o blog masculinista e antifeminista do Silvio Koerich. Nos comentários, alegava ter "porte de arma federal", pois seus inimigos da Igreja Universal teriam tentado o matar cinco vezes. Também dizia ter um Audi A4 de 220 mil reais.[12] Algum tempo depois, nesses comentários, conheceu Marcelo Valle Silveira Mello, o Psycl0n. Começaram a interagir por e-mail e mensagens privadas, tornando-se amigos e parceiros.[7] Os comentários deles nas postagens do blog chamavam mais atenção do que outros por serem pesados demais e acabaram sendo censurados pelo blogueiro, que passou a exigir aprovação de comentários, prejudicando outros usuários. A insistência deles fez Koerich banir seus IPs do site no início de 2011.

2011–12: Silvio Koerich falso

 
Emerson na praia de Pipa, em Natal, 2011. Emerson afirma que esta foto foi tirada num passeio que fazia junto a Juliana Pinheiro Viana, uma farmacêutica de Campo Grande que estava traindo seu marido com ele.[4]
 
Foto de Rafaela Almeida Vivas da Silva com chifres e rabo desenhados por Emerson.

Para provocar Emerson, que estava a trabalho na Índia, Rafaela enviou um vídeo de 18 minutos onde aparecia sendo gangbangeada por vários negros e dizendo que todo homem branco devia ser sodomizado. Ao ver o vídeo, Emerson testemunhou o feitiço se virar contra o feiticeiro (já que tinha traído a esposa com Rafaela em 2008) e teve um ataque de raiva. Gravou um famoso vídeo de 11 minutos, que depois ficaria conhecido como "vídeo da Índia", em que faz várias declarações preconceituosas sobre o país, além de expressar racismo contra os negros, dizendo que não passam de "animais com os mesmos direitos que o homem branco" para enviar a ela como resposta. Nele, Emerson diz:

Quando o Brasil se tornar isso [a Índia] porque todas as loiras miscigenadoras vão trepar um dia com um macaco e não vai ter mais brancos que nem eu, homens limpos, homens trabalhadores, aí eu quero ver o que vai acontecer.

O estado inerente do preto é a sujeira; o estado inerente da mulher é a prostituição […] e o estado do homem branco é o trabalho.

Entre outras afirmações de cunho racista e misógino, que ele diz ter se arrependido depois (ver Curiosidades).


editar
Nessa época, Emerson estava sofrendo ataques de diversas comunidades do Orkut, supostamente a mando da ex-amante Rafaela. Marcelo, com quem tinha amizade na época, teria feito os ataques pararem através dos seus serviços de hacker e "assassino de reputações". Em retribuição, Emerson o contratou em sua empresa TOP CELL Networks para o cargo de Especialista em Segurança de TI, mas logo se arrependeu, quando o viu no aeroporto, e após comentários do pai. Além disso, Marcelo teria peidado durante um almoço de negócios.

Com o Massacre de Realengo em 7 de abril de 2011, Silvio Koerich parou de fazer postagens em seu blog devido a acusações de que ele teria indiretamente motivado o ataque.[nota 3] Três meses depois (julho), sem dar nenhum motivo, o blogueiro fez um último post anunciando o encerramento das atividades. No entanto, manteve todas as postagens no ar para preservar a história e futuras pesquisas no blog.

 
Print parcial do blog falso Silvio Koerich em 22 de setembro de 2011.

Ao mesmo tempo, com seus contatos pessoais, Emerson e Marcelo decidiram se vingar de Silvio Koerich por tê-los banido. Criaram duas cópias baratas hospedadas na Malásia, .org e .com, do blog original que era no Blogspot com o mesmo nome (caso um caísse, o outro era usado).[7][6] Mas essas versões, além de serem antifeministas, eram cheias de jorgices (assuntos chocantes) para quem não tinha estômago ou costume de ler tantas barbaridades (tchê!): a defesa de estupro (contra mulheres e crianças), racismo (contra os negros), pedofilia (com meninas), xenofobia (contra nordestinos e nortistas brasileiros), antissemitismo (contra os judeus), supremacia branca e nazismo, islamismo (sim, defendiam essa prática, apesar da defesa do cristianismo), massacres e violência (contra universitários, animais, homossexuais, esquerdistas, comunistas), atentados contra a Rede Globo de Televisão por promover Jean Wyllys e os esquerdistas[nota 4] e autoridades oficiais (da Justiça, Ministério Público e a Polícia Federal). Os dois blogs falsos começaram a funcionar cerca de três meses depois do verdadeiro anunciar o fim das atividades.

Um dos textos que Emerson enviou neste blog foi o infame "Manifesto da terra arrasada", que teria sido escrito para ser um contraponto ao SCUM Manifesto . Em meio à shitstorm do blog, Emerson conheceu e começou a namorar uma mulher chamada Franciele Aparecida Gonçalves Araújo Setim, sobrinha do prefeito de São José dos Pinhais (conhecida por dogoleiros como Pardiele).[3] Pouco depois, o vídeo racista gravado por Emerson na Índia foi postado no YouTube, não se sabe ao certo por quem, se por Marcelo ou pelo próprio Emerson. Franciele brigou com Emerson e mandou ele apagar o vídeo, ou pedir para que Marcelo apagasse, o que foi feito dois dias depois. Mas o vídeo continuou sendo repostado, por Rafaela ou por outras pessoas revoltadas. Além disso, Marcelo modificava os artigos que Emerson escrevia para o blog para aumentar ainda mais a jorgice. Por causa do vídeo e dos artigos jorges, o blog ficou ainda mais em destaque.

 
Emerson, visivelmente feliz, ao se casar oficialmente com Franciele no cartório.

Os blogs jorges começaram a ser denunciados em meados de novembro por causa de postagens reproduzidas nas redes sociais (Orkut, Twitter e Facebook) e depois na imprensa brasileira nos primeiros dias de dezembro. O blog chamou atenção da blogueira feminista Lola Aronovich, que até então não os conhecia, e do grupo hacktivista Anonymous e começou a receber denúncias na Polícia Federal. O Anonymous Brasil (que vivia sua era de ouro) tentou derrubar os blogs duas vezes no final de dezembro e, apesar de não ter conseguido,[6] obteve as identidades dos responsáveis e expôs os dados pessoais de Emerson e Marcelo na internet.[nota 5]

Em dezembro, ao saber que o blog fake estava dando mais atenção do que o original, o verdadeiro Silvio Koerich decidiu tirar seu blog do ar por definitivo, apagando todas as postagens. Apresentou-se na polícia negando a autoria das postagens criminosas e auxiliou as autoridades policiais na identificação dos suspeitos que estavam assassinando sua reputação e a do seu blog verdadeiro. Apesar de estar fora do ar, os fãs do do blog original conseguiram salvar todas as postagens e disponibilizaram-nas na internet.

Nessa época, surgiram dois perfis polêmicos no Twitter: Sophia Fernandes (@SophiaOfDreams) e Karine Melchior (@KarineMels2), que postaram ofensas contra nordestinos. O primeiro terminou sendo hackeado por três grupos de hackers (que alguns acusam de terem criado o perfil para simular as ofensas) e o segundo terminou sendo suspenso (antes da suspensão, o perfil era provavelmente controlado pela dupla e seus comparsas).



Em 12 de novembro,[13][14][15][16][17] os grupos hackers AntiSecBrTeam e iPiratesGroup, que atuam no Twitter, vazaram dados pessoais de Emerson, então desconhecido, como sendo o responsável pelo blog Silvio Koerich.[18][19]

Em 12 de janeiro de 2012, ainda em meio à polêmica do blog, Emerson casou-se de novo, desta vez com Franciele.

Enquanto isso, o blog já acumulava 70 mil denúncias na Safernet .

2012–13: Prisão

 
Emerson sendo preso em 22 de março de 2012.

editar

 
Capa do Correio Braziliense em 23 de março de 2012

Em 22 de março, dois dias depois de uma postagem no blog prometendo um massacre no carnaval igual ao de Realengo aos alunos do curso de ciências sociais da Universidade de Brasília, que chamavam "reduto de esquerda", além de extrapolar em diversos assuntos tão absurdos que queimaram a reputação do blog original,[7] a Polícia Federal resolveu executar uma operação (Operação Intolerância) e prendeu Emerson (que ainda estava em lua de mel) e Marcelo em Curitiba.[20] Os policiais encontraram um mapa apontando uma casa de festas frequentada pelos universitários no Lago Sul, local onde poderia ocorrer a matança (segundo Psy, era só um desenho aleatório feito pela vó dele).[21] Uma terceira pessoa ligada ao blog (supostamente o Kyo) teria sido presa, mas foi solta logo em seguida.

No dia da Operação Intolerância, onze viaturas federais chegaram às portas do apartamento de Emerson. O alemão Ralf Gimbel, com quem Emerson estava para fechar negócio, estava lá com ele. Emerson diz que o agente da Federal que o prendeu estava cheirado de cocaína e iria matá-lo e alegar resistência a prisão, mas não o fez pois Míriam Regina Longo teria gritado que havia uma testemunha ao ver Gimbel. Emerson diz que o motivo de quererem o matar seria as denúncias que ele estava fazendo contra a IURD.

Quando Emerson e Marcelo foram presos, Marcelo já chegou na carceragem bravo e zombando da Polícia Federal ("Polícia Federal, chupa o meu pau!"). Marcelo tinha certeza de que sairia pela porta da frente e dizia que Emerson ficaria com fama de cagueta e seria estuprado ou assassinado na cadeia. No entanto, segundo Emerson, o único que foi estuprado foi o próprio Marcelo, primeiro por um contrabandista desdentado e depois pelo Tio Billy, um negro grande, num presídio em Piraquara.

Outros detentos que ficaram presos junto a Emerson:

  • Léo, segurança da Centronic, acusado de matar um pichador em Curitiba. Ele foi absolvido por não haver provas contra ele e pediu uma indenização para o Estado. Perdeu a mulher enquanto preso.
  • Márcio Adriano Stocco, que também ficou com Marcelo e o teria visto sendo estuprado.
  • Éder Conde, traficante que foi preso com a Miss Curitiba no Aeroporto de Curitiba (a prisão deles saiu no Gazeta do Povo). Paulo Hernani de Menezes Júnior era seu advogado e amigo. Em junho de 2012, ele ligou para o presídio de Marcelo e descobriram a cela dele. Tio Billy atendeu e disse que Psy era sua mulher e o estava "mamando".
  • Jeferson de Lima Zanúncio, acusado falsamente pela mulher, Cassilda de Lima Zanúncio, de ter estuprado a filha pequena deles e condenado a 12 anos mesmo com exames comprovando sua inocência (ironicamente, sua mulher morreu no dia da mentira, 1º de abril de 2013).

Toda a imprensa brasileira repercutiu o caso e Marcelo e Emerson tiveram seus rostos e nomes expostos pela grande mídia. O jornal Correio Braziliense (de Brasília) dedicou a capa inteira do dia 23 de março sobre o caso. No BRchan, foi postado um tópico pinado com a música Ritmo de Festa do Silvio Santos para falar sobre a prisão dos dois. Neste tópico, foi criada uma música em homenagem à dupla para a Coletânea Lulz. Enquanto isso, o blog jorge Silvio Koerich permaneceu online com as postagens até a empresa responsável pela manutenção dos sites retirá-los de serviço, mas não do ar, em meados de abril.

Apesar das mais de 8000 jorgices cometidas, oficialmente, a prisão da dupla foi "apenas" por racismo e CP. O suposto CP, no caso, seriam meros nudes baixados no próprio Google Images.

 
Mugshot de 2012.

Segundo Emerson, o verdadeiro motivo da Operação Intolerância teria sido desviar a atenção de Eduardo Gaievski , pedófilo e assessor de Gleisi Hoffmann, o que serviu para atrasar a prisão do político.[22] Os perfis de Emerson nas redes sociais no Twitter e Facebook (ID ou emerson.e.rodrigues) foram suspensos na época, mas o canal do YouTube que ele usava na época continua no ar até hoje, porém sem vídeos.

Marcelo alegou que apenas administrava a hospedagem do blog e que o autor das postagens teria sido o Ministro Cláudio (o mais provável é que mais de uma pessoa controlava o perfil, pois ele continuou postando depois da prisão dos suspeitos).[23] Emerson disse que as postagens dele no blog eram alteradas por Marcelo e que elas seriam apenas para rebater os ataques que vinha sofrendo da Rafaela após ela descobrir que ele era o verdadeiro Nessahan Alita. Disse também que Cleber Monteiro Muniz (o "falso" NA) seria o verdadeiro Silvio Koerich, e disse ainda que Cleber foi orientado por ela a fechar o blog original, para que fosse criada a segunda versão mais escabrosa para atrelá-lo.[24]

Na tentativa de se safar da cadeia durante o julgamento e a condenação, Emerson e Marcelo botaram a culpa um no outro de ser o criador do site (mesmo eles tendo criado juntos), o que fez com que cada um tivesse seu advogado de defesa e a eterna rivalidade entre os dois começasse. Diante da gravidade das postagens criminosas, o caso foi colocado em segredo de justiça, o que contribuiu para que a operação policial e os envolvidos fossem esquecidos nos noticiários no decorrer do ano.[nota 6]

Em novembro, dois vídeos postados no YouTube (logo suspensos) mostraram prints vazados de páginas do processo contra os envolvidos, que estava em segredo judicial, provavelmente por algum integrante ligado ao caso. A promotoria pública no Paraná determinou investigação do vazamento do caso, mas parece que não deu em nada. Emerson diz ter recebido informações de dentro da Polícia Federal que foram Míriam Regina Longo e Fernando Encinas que soltaram esses dados a mando de Flúvio Cardinelli García. Ele também afirma que Lola Aronovich obteve acesso em primeira mão aos documentos vazados pois o blog dela foi o primeiro lugar onde apareceram essas informações.[24]

Em 7 de fevereiro de 2013, Emerson e Marcelo, já presos definitivamente, foram condenados a quase sete anos de prisão (na teoria, seriam soltos somente em 2019). Segundo relatos de Emerson, Manuela d'Ávila visitou a dupla no primeiro dia de prisão e Marcelo teria chamado a política de "gostosa". Em retribuição, Manuela teria dito "apodreça na cadeia". Logo em seguida, depois de Marcelo ter confessado aos presidiários ser o dono do site, teria sido espancado por eles e depois estuprado por um negro contrabandista desdentado e depois por um negro de 2,06m de altura chamado Tio Billy. Ainda segundo Emerson, Marcelo teria sido obrigado a dormir no boi (buraco sanitário) e a ser acordado com jatos de urina dos presos. O preso Márcio Adriano Stocco teria presenciado tais cenas.[25][26]

Já o Marcelo dizia que Emerson tinha que pagar sacola (mandar familiar trazer comida) pros outros presos, ou eles o matariam. Arranjou inimizades lá dentro, pois dedurou um esquema de celular no presídio. Ele também disse que jamais foi preso com os presos comuns, pois tinha nível superior (e ele tem), enquanto Emerson não.

Três meses depois, Maria do Rosário teria entrado com um nome falso ("Drª Luciana Silva"), se passando por uma advogada, na prisão em que Emerson e Marcelo estavam e falado com o advogado de ambos em tentativa de o chantagear e prolongar o tempo dos dois na cadeia. Ela teria prometido fazer da vida deles um inferno lá dentro e ameaçado articular uma rebelião em que seriam mortos.

No entanto, em 15 de maio de 2013, ambos foram soltos pela Justiça para responderem em liberdade e continuaram a brigar. A soltura foi graças à legislação brasileira muito branda em relação a esses crimes e por terem cumprido um sexto da pena (1/6), como também indulto presidencial.[nota 7] Ao contrário da mega cobertura que imprensa deu na prisão da dupla, a soltura deles não teve nenhuma cobertura dos mesmos órgãos.[nota 6]


Emerson afirma que, na época da Operação Intolerância, três amigos negros seus testemunharam a seu favor:

  • Márcio Vinícius Coltro;
  • Marcelo Alves, negrão rastafári, amigo de infância;
  • Marcos Trindade Cardoso, judeu e negro.

Franciele grávida e separação

 
Suposta postagem de Emerson em 2014 em que ataca a ex-mulher, negros e homossexuais. Emerson diz que ele nunca pensou assim e que criaram um perfil fake para atribuir a postagem a ele.

Em fevereiro de 2013, Franciele Setim anunciou que estava grávida, tendo engravidado em uma das visitas íntimas a Emerson. Segundo rumores, Emerson se enfureceu ao descobrir que Franciele estava esperando uma menina ao invés de um menino, fazendo com que ele passasse a pedir que ela fizesse aborto para não ter que sustentar menina, para a indignação dela. Emerson, no entanto, nega que esses rumores sejam verdade, dizendo que o print onde ele relata este ocorrido no Facebook é falso (ou montagem, ou perfil fake). Ele enfatiza que pensava e ainda pensa justamente o contrário: prefere uma filha menina a um menino pois meninas são mais carinhosas com os pais.

O casal Emerson e Franciele Setim se separaria oficialmente apenas em setembro de 2014. Apesar de rumores dizerem que o motivo foi Emerson saber que a filha seria menina, Emerson afirma que o culpado da separação foi Matheus Sathler, então candidato a deputado federal e proponente do "kit macho" (uma resposta ao "kit gay"). Sathler contou com a ajuda gratuita de Emerson na sua campanha, em que Emerson atacou rivais seus como Erika Kokay e esquerdistas. Emerson diz que foi cantado por Sathler, segundo ele um homossexual enrustido que saía com travestis (tendo sido denunciado, inclusive, pelo falecido pastor Joide Miranda). Por revolta de não ter suas cantadas correspondidas por Emerson, Sathler teria pego cópias de conversas de Emerson no WhatsApp com várias de suas amantes loiras de Brasília e as mandado para Franciele, levando à separação dos dois.

Emerson diz que se orgulha muito de sua filha e que "bandidos na Internet" tentam colocar nela a memória falsa de que ele não a quis, dizendo que isso não faz o menor sentido, pois ele conversa com a filha todos os dias pelo WhatsApp, paga escola e presentes para ela e lhe envia o equivalente a 1000 reais mensais para seu mantimento. Ele afirma que Franciele também tentava fazer alienação parental, mas parou com isso ao perceber que prejudicaria a própria filha. Uma vez, quando seu pai o visitou na cadeia, Emerson disse que amaria seu filho sendo menino ou menina, mas no fundo preferia uma menina, que pretende orientar sua filha de forma excelente quando ela crescer e que se orgulha dela se parecer com ele.

Devido a um doxxing desatualizado, enquanto estava preso, a casa onde ele viveu com Fabiana, em Colombo, foi depredada. Várias pichações foram feitas tanto do lado de dentro quanto do lado de fora da residência, além das paredes e do teto que terem sido quebrados e incendiados.[27] Pessoas que viram a casa sendo queimada relataram que os incendiários estavam em um carro preto, com adesivos sindicais.[9] A casa em questão está localizada na Rua da Goiabeira, 48.

No dia 6 de junho de 2013, 22 dias depois da soltura, o pai de Emerson, que já estava doente há anos, morreu. Na certidão de óbito, consta que a causa da morte foi uma cardiopatia isquêmica .[28] Após ser solto e perder seu pai, Emerson criou um novo perfil no Facebook (que já estava ganhando o espaço do Orkut), pois o anterior havia sido suspenso após a notícia da prisão, dando sinal de que ele tentaria reconstruir a vida e esquecer os casos Silvio Koerich e o BRchan. Foi nessa época que voltou a se meter na política, desta vez como ativista político, criando seu blog, hoje abandonado.

Em meados do ano, a então pouco conhecida blogueira feminista Lola Aronovich fez diversas denúncias públicas sobre as ações da dupla Emerson e Marcelo, além de outros comparsas, quando soube que eles foram soltos: postagens de vídeos racistas, conteúdos com apologia a crimes e criminosos em redes sociais, ameaças contra a vida de pessoas etc., mas tinha um problema: ela preferiu atacar só Emerson. As postagens foram o suficiente para fazer com que ele voltasse a ser alvo de ataques na internet, o que o fez entrar na Justiça contra a blogueira. Na tentativa de se safar da Justiça, ela arrolou o então deputado federal Jean Wyllys para servir de testemunha, mas não adiantou, pois perdeu em todas as decisões judiciais e em 26 de novembro, ela foi condenada a indenizá-lo. O processo foi um dos principais motivos que o levou a odiar a blogueira e mais ainda o político desde então.


2013–16: Ativismo político

 
Emerson junto aos pais de Franciele Aparecida Gonçalves Araújo Setim e a filha de poucos meses de idade em 2014.

No dia dia 4 de julho, a única filha de Emerson, batizada de Izabella Rodrigues Von Stafin Setim, nasceu, fruto das visitas conjugais a ele na cadeia.[29] Nessa época, também passou a ser voluntário por um mês na ONG Anjos, focada na ressocialização de ex-detentos e reinserção deles no mercado de trabalho e na sociedade.[30]

 
Perfil de Emerson Eduardo Rodrigues em 2014.

Em meados de 2013, após os protestos nacionais que quase derrubaram o governo Dilma Rousseff e governos estaduais e municipais, passou a seguir o perfil de Olavo de Carvalho no Facebook e fazer comentários lá, além de participar de comunidades antipetistas e pró-tucanas para defender a direita. Algum tempo depois, segundo relatos, tornou-se moderador do grupo criado por Carvalho na rede social citada,[7] o que ele nega. No início do ano seguinte, foi entrevistado pelo blogueiro Roberto Barricelli.[31][32][33]

Em 2014, no entanto, Olavo de Carvalho recebeu informações e denúncias de outros membros do grupo sobre o passado duvidoso do novo moderador. Ao ter este conhecimento, inclusive com provas, Carvalho tirou Emerson do cargo de moderador, expulsou-o do grupo e bloqueou seu perfil, impedindo qualquer contato. Ao saber de sua expulsão e bloqueio, Emerson decidiu se vingar fazendo graves denúncias caluniosas contra Olavo, incluindo desde fraude até pedofilia, acusações das quais ele nunca mostrou provas. Além de se tornar um desafeto dele, fez ganhar milhares de desafetos que seguem Olavo, os chamados "olavetes".

Após ficar menos de um mês desempregado depois de sair da cadeia, conseguiu uma indicação para trabalhar na Quasar Eletrotécnica, que prestava serviço para a Positivo Tecnologia, que pegava os serviços de reparação, manutenção, troubleshooting e limpeza de placas para o Tribunal de Justiça do Paraná. Emerson diz que foi um funcionário exemplar na Quasar, tendo ganhado o prêmio de funcionário do mês sete vezes (em todos os sete meses que trabalhou lá) e que seus três chefes eram negros e ele se dava bem com eles. No entanto, no quarto mês, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Psytoré descobriu que Emerson estava trabalhando na Quasar e fez a empresa perder o contato com a Positivo, fazendo de tudo para Emerson ser demitido (o plano dele era fazer Emerson ficar desempregado, parar de pagar pensão para a filha a ser preso).

Após trabalhar na Quasar, ele foi indicado para a Dataprom, onde passou em todos os testes. Em 2014, Quando foi trabalhar no turno da noite nessa empresa, conheceu o chefe do turno da noite, que era um ativista do movimento negro e gay, e por causa dele perdeu o emprego. Após isso, ficou sete meses desempregado.

Emerson se orgulha muito de sua carreira de engenheiro e afirma que seu currículo inclui:

  • mais 60 projetos como engenheiro no exterior;
  • 10 registros no Brasil em empresas como Ericsson, Huawei, Alcatel e Nokia-Siemens;
  • técnico sênior em telecomunicações e mecatrônica;
  • engenheiro da agrosserra no Maranhão;
  • e atualmente um projeto como engenheiro principal de implantação de tecnologias para a indústria 4.0 (5G, Ethernet, PROFIBUS, entre outras coisas).
 
Emerson e o padre Pedro Stepien.

Algum tempo depois, apresentou-se no Facebook como "Assessor Parlamentar/Jurídico do Dr. Matheus Sathler", candidato a deputado federal pelo PSDB no Distrito Federal e autor do polêmico "Kit Macho" (em oposição ao outro polêmico "Kit Gay" de Fernando Haddad), além de apoiar a candidatura dele.[7][34] Na época, Emerson e Matheus Sathler aparecem em fotos no Facebook sendo abençoados pelo padre Pedro Stepien (que é contra qualquer direito civil para LGBTs e considera a homossexualidade uma patologia mental), enquanto outra foto mostra Emerson e Stepien com miniaturas de bebês. Não se sabe como Emerson se tornou assessor parlamentar e jurídico de um candidato a deputado federal. Mesmo sem Sathler ter ganhado a eleição naquele ano, é um feito e tanto. Emerson se afastou de Sathler após o candidato causar a separação entre ele e Franciele mandando à sua então esposa conversas íntimas dele com outras mulheres. Roberto Lacerda Barriccelli, que entrevistou Emerson na época, também é prova do que Sathler fez.

Nessa época, Daniela Schwery, então candidata a deputada estadual do PSDB por São Paulo, ajudou Emerson lhe passando informações sobre Carla Zambelli. No entanto, compraram o silêncio de Schwery e ela acabou se unindo com Lola Aronovich e Jean Wyllys, se entregando à esquerda total. Emerson diz que antes disso acontecer ele chegou a ter relações sexuais com Schwery num motel.

 
Emerson com o livro e a camisa anti-PT e Dilma às vésperas das eleições de 2014, mais gordo do que antes.

Emerson participou de campanhas eleitorais em Curitiba, onde apoiou a reeleição de Beto Richa, governador do Paraná, e a candidatura presidencial de Aécio Neves (ambos do PSDB) contra Dilma Rousseff (PT).[nota 8] Foi na mesma época em que Emerson usou o livro "Assassinatos de Reputações" (escrito por Romeu Tuma Júnior) para denunciar que ele teria sido alvo de difamação em 2012. (Há uma foto em que ele aparece com Beto Richa.)[35] Ao mesmo tempo, passou a anunciar em seus vídeos e postagens nas redes sociais que estaria escrevendo um livro que desmascararia a chamada "falsa direita", intitulado Os Sofistas da Direita: Falsos Defensores da Liberdade, além de defender intervenção militar.[nota 9]

 
Emerson trabalhando. Segundo Emerson, essa foto foi tirada em 2014 na Ericsson com dois advogados, quando fechou um contrato com a Alternate Communications do Canadá.[4] Outras teorias dizem que a foto foi tirada em 2011 ou 2016.

Em 17 de outubro, enquanto protestava contra Dilma Rousseff (PT) durante ato da campanha petista em Curitiba, foi brutalmente agredido por militantes do PT, recebendo chutes, socos, empurrões e sendo derrubado, além de ter sua camiseta verde-amarela rasgada e arrancada. O espancamento só parou depois de intervenções de populares alheios ao ato pró-Dilma que o socorreram. Ele estava aturdido, com hematomas e grogue. A informação da agressão contra ele foi postada no Blog do Tupan.[36] Nem o blogueiro, nem os populares que o agrediram e nem os que o socorreram, reconheceram o homem que tinha sido preso em 2012.[7]

Depois das eleições de 2014, ele passou a fazer contatos com diversos sites, jornalistas e blogueiros (entre eles o então desconhecido blogueiro Robson Otto Aguiar),[7] ligados à direita e aos críticos da esquerda brasileira. Na época, ele reduziu sua exposição na internet devido a problemas pessoais. Ele foi obrigado a pagar a pensão atrasada da filha após o divórcio. Foi nessa época que fez, supostamente, uma postagem preconceituosa no Facebook em que admitiu ter humilhado e agredido a então esposa após saber que teria filha, afirmando que preferia ter filho, além de fazer discriminação contra negros e homossexuais. A turma do Dogolachan soube disso e usou o fato para atacar a filha, tornando-a vítima de montagens grotescas de estupro entre os desafetos que angariou dentro do próprio grupo.

Em 23 de fevereiro de 2015, começou a postar em seu blog pessoal denúncias contra diversas pessoas,[7] além de defender a Nova Direita, que começou a surgir com os protestos após a reeleição de Dilma Rousseff (2014) e crescer no decorrer de 2015. Participou em Curitiba de manifestações contra o governo corruPTo e impopular de Dilma, além de fazer postagens nas redes sociais para recrutar seguidores e conseguir contatos com os intervencionistas e direitistas (que também não sabiam do seu passado) para fazer entrevistas e ganhar espaço. Nessa época, passou a apoiar a campanha de Jair Bolsonaro para presidente da República.

Em 24 de março, foi entrevistado pelo site Ceticismo Político do Luciano Henrique Ayan, que publicou a entrevista na qual era apontado como uns expoentes da Nova Direita, que surgiu logo após a reeleição de Dilma Rousseff em 2014[37][38] (a Nova Direita desapareceu do cenário brasileiro por torno de 2017, após ser acusada de ser uma falsa direita, a qual mais tarde passou ser chamada de Nova Esquerda). No entanto, a entrevista provocou críticas por seus alguns leitores que o conheciam há anos: tinha sido preso pela Polícia Federal em 2012 na Operação Intolerância e outros crimes. Mesmo os leitores que nem sabiam do passado de Emerson se depararam com os comentários negativos contra o entrevistado, decidindo pesquisar mais informações dele na internet e acabando por descobrir tudo. Diante das reações, Luciano Ayan decidiu despublicar a entrevista, dando o seguinte motivo:[39]

Devido à extensa polêmica causada pela série de acusações de lado a lado (Emerson X seus oponentes, sejam de direita ou esquerda), este blogueiro tomou a decisão de manter a entrevista despublicada até o dia 29/03 (temporariamente).

Neste interim, estarei fazendo questões adicionais ao Emerson. Quando a entrevista for republicada, será junto a essas questões adicionais. Acusações que estão sendo feitas a ele estarão todas contempladas. Nas questões adicionais, Emerson prometeu que irá fornecer provas para todas as alegações que fez, incluindo relacionadas a um ex-sócio, ao seu ex-funcionário, a acusações adicionais sobre ele, a questão dos direitos de autor, etc, etc.

Estou fazendo isso por questões de tempo indisponível para administrar toda essa polêmica, única e exclusivamente. Todo o espaço cedido ao Emerson continuará, mas peço esses dias de hiato, para que os esclarecimentos possam ser feitos.

Peço que todas as partes respeitem minha decisão, pois há um limite para o caos. Até mesmo para um blogueiro acostumado à polêmica.

Neste meio tempo, estou convidando oponentes de Emerson para que nenhuma questão deixe de ser respondida.

No entanto, antes de chegar o dia 29 de março, o site fez nova atualização:[40][41]

Entrevista: Emerson Eduardo Rodrigues Setim

A entrevista com Emerson segue “guardada”, e farei uma avaliação de sua publicação, com as novas questões neste final de semana.

Entretanto, independente disso, provei aqui um ponto meu a respeito de alguns comportamentos padronizados. Não digo que estou decepcionado, mas digamos que me surpreendi com algumas dimensões da histeria.

No fim das contas, o blogueiro acabou apagando definitivamente a entrevista.[42] Ela pode ser lida no blog de Emerson.

Em 3 de abril, mudou-se para Manila (capital das Filipinas),[43] mas sem nenhum motivo aparente, voltou ao Brasil em uma data não especificada.

Entre julho e agosto do mesmo ano, Robson Otto Aguiar publicou uma série de entrevistas com Emerson em seu blog e seu canal no YouTube.[7] Em uma delas, Emerson afirmou ter sido alvo de fraude e perseguição pela quadrilha liderada por Psy. As postagens foram suficientes para que o blogueiro se tornasse uma vítima da quadrilha, que atribuiu a ele uma série de postagens do infame blog do Tio Astolfo (outro blog similar ao do Silvio Koerich). Ele chegou a receber ameaças de morte de muita gente indignada que acreditou que ele realmente fosse o responsável pelas postagens jorges, o que se agravou com uma reportagem no R7 afirmando que ele foi o verdadeiro autor do blog (razão pela qual ele foi obrigado a acionar a justiça). Seus dados pessoais foram divulgados no blog em que desafiou a polícia, mas depois o blog foi tirado do ar. Consequentemente, a casa de Fabiana em Colombo (interior do Paraná), onde Emerson também residia,[44] foi depredada por uma multidão furiosa, como relata Coelho em um áudio enviado para ele.[45]

Em meados do ano, a tal "Nova Direita" que surgiu no final de 2014 começou a ser questionada, após ser denunciada por manifestantes, dentro e fora da internet, que se mostraram descontentes com as atitudes do PSDB, que era o principal partido de oposição ao PT desde 2003, além de incluir o pessoal antipetista e os liberais. Quando começou a se falar na possibilidade de impeachment, políticos famosos do PSDB (como José Serra, Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso, Aloysio Nunes, entre outros) se negaram a apoiar o afastamento de Dilma Rousseff, defendendo que ela ficasse até o fim do mandato em 1º de janeiro de 2019.[nota 10]

No entanto, o grupo político brasileiro que se dizia "Nova Direita" (que tinha como a liderança o PSDB e o pessoal liberal) que visava combater a esquerda nas manifestações, na prática era o contrário: ele necessitava da esquerda para manter a "falsa briga" e enganar eleitores com a polarização vermelho (petistas) e azul (tucanos), o que fez o partido começar a ser pejorativamente chamado de "falsa direita". As críticas ao grupo aumentaram com o impeachment questionável pelo qual Dilma foi afastada da presidência, mas poupada nos direitos políticos, enquanto Michel Temer & Companhia mantiveram as velhas práticas de governos anteriores: corrupção, cargos em troca de votos, alianças com países duvidosos seja de direita ou esquerda (aliadas ao globalismo), críticas veladas ao nacionalismo e ao populismo (que surgiam com a crise de partidos tradicionais que comandavam os países há décadas), entre outros. Na época, Emerson se aproveitou para denunciar a tal "falsa direita" e os seus desafetos e não o PSDB, o que gerou certa polêmica.

Entre janeiro e maio de 2016, pelo segundo ano seguido, participou das manifestações contra o governo corruPTo e impopular da Dilma Rousseff, que, além de agravar a crise econômica, fez politicagem ao tentar colocar seu mentor Lula como ministro-chefe da Casa da mãe Joana Civil para obter foro privilegiado, o que não deu certo devido ao fim do sigilo telefônico que veio à tona após o fim do segredo judicial e dezenas de liminares judiciais pra impedir essa nomeação controversa. Aproveitando os protestos e postagens nas redes sociais, Emerson conseguiu reunir novos seguidores sem conhecimento da sua má reputação, que o largavam sempre que descobriam a verdade.

Ainda em 2016, Emerson entrou com um processo para poder visitar sua filha esporadicamente. A disputa é extensa: Emerson registrou, em março de 2016, um B.O. contra seu ex-sogro, pai de Franciele, por ele tê-lo ameaçado após uma discussão entre Emerson e ela. Franciele também tem boletins contra Emerson; em um deles, ela relata ter se encontrado com Emerson num terminal de ônibus, com dizeres de discussão de fatos acontecidos no casamento, irritando Izabella, filha do casal. Ela ainda relata que, ao pegar o celular para ligar para alguém, Emerson teria a impedido e a chamado de "vagabunda" e "filha da puta", e dito que a mataria se sua filha não estivesse ali. Emerson disse que ela havia o chamado de corno. Franciele teria recebido uma medida protetiva após suas denúncias, o que impede Emerson de se aproximar a um raio de 200 metros dela, além de não poder contatar nem ela nem qualquer familiar dela por qualquer meio de comunicação.[29]

Na metade do ano, passou a apoiar a campanha que levou Donald Trump à presidência dos Estados Unidos ao derrotar Hillary Clinton, vista como a queridinha pela imprensa americana e internacional. (As notícias desfavoráveis ao candidato do Partido Republicano e a favor do Partido Democrata seriam mais tarde definidas por Trump e seus apoiadores como fake news).

Em 30 de agosto, Emerson foi chamado de "psicopata" após ser removido de um grupo do WhatsApp que fazia parte. Ele registrou um B.O. no dia seguinte ao ocorrido.[46]

editar
No dia 11 de setembro de 2015, Emerson, Psy e Ivandro Biscaia (segundo outras fontes, o terceiro homem era Coelho, mas Emerson diz que Coelho estava nos Estados Unidos) viajaram de carro de Curitiba até o Rio de Janeiro. Emerson cedeu o seu Astra para a viagem e dirigiu e Marcelo pagou a gasolina. Como Emerson corria muito com o carro, Marcelo acabou vomitando nas costas de Ivandro, que teve que mudar de lugar.

Emerson tinha dito aos dois que ele só iria ao Rio para tirar o visto de seu passaporte, mas em algum momento depois, Marcelo descobriu que Emerson na verdade pretendia ver o então deputado federal Jair Bolsonaro num encontro que já estava marcado para o dia seguinte. Irado com a descoberta, Marcelo a contou para Ivandro e os dois resolveram se vingar secretamente: segundo rumores, descobriram o telefone da equipe de Bolsonaro e um deles (provavelmente Marcelo) informou aos assessores do então deputado tudo sobre o passado negro de Emerson, tendo inclusive pedido para pesquisarem o nome dele no Google. No entanto, Emerson diz que ele chegou falar no telefone com Bolsonaro ao lado de Ivandro Biscaia.

No dia do tal encontro, Bolsonaro não quis receber Emerson, para o seu desapontamento. Tem uma entrevista onde o Bolsonaro reconhece isso, mas não diz o nome do Emerson, mas apenas "o sujeito lá de Curitiba, acusado de pedofilia". Enquanto isso, segundo Emerson, Psy teria ido se encontrar com um comparsa chamado Kurt. Os três voltaram para Curitiba de carro.

Quando o Felipe Neto postou o fatídico vídeo dos chans (13 de setembro), Marcelo redirecionou a home do Dogolachan para o vídeo do Emerson na Índia. Emerson ficou pistolaço e começou a perseguir Marcelo pelas ruas de Curitiba, ficava em frente à casa dele, etc., sempre gravando aqueles vídeos retardados dele. Irritado com a perseguição, Marcelo revelou pra ele o que tinha feito na viagem ao Rio de Janeiro: que ele e Ivandro fizeram com que Bolsonaro não quisesse se encontrar com Emerson, além de mostrar o vídeo que fizeram falando mal de Izabella (a filha do Emerson). As revelações foram o estopim da nova briga entre Emerson e Marcelo, dessa vez envolvendo também Ivandro. Eles ficaram de mal e viraram inimigos mortais de novo. Desde então, a dupla dinâmica das jorgices nunca mais se falou.

 
Emerson, visivelmente mais rechonchudo, e Marcelo no Bar do Alemão em Curitiba em 2015. Segundo ele, estava fingindo ser amigo para coletar informações do Marcelo (um false flag, como ele diz)

Em novembro, passaram a circular na internet fotos, provavelmente tiradas em outubro, mostrando Emerson e Marcelo juntos pela primeira vez desde a prisão em 2012, no Bar do Alemão em Curitiba. Uma delas mostra Marcelo fazendo a saudação nazista. Em outra, Emerson e Marcelo aparecem juntos com "Coelho" (José Guilhermes Fernandes Zaccarini) e também fora do bar sorridentes. Na época, Marcelo tinha ido morar em Curitiba e até deu o seu PS3 para o Emerson. Até o surgimento das fotos, muitos acreditaram por mais de dois anos que a dupla não se falava desde que foram presos e que por isso se tornaram inimigos mortais, tendo cada um seu advogado de defesa. Alega-se que Coelho pode ter sido o responsável pela reaproximação da dupla ou que eles simplesmente fingiram que estavam brigados para cair fora da cadeia. Emerson afirma que esse encontro foi um false flag em que ele fingiu uma reaproximação a Marcelo para poder ganhar sua confiança e coletar informações para ferrá-lo depois. Inimigos e antigos seguidores de ambos aproveitaram esta oportunidade e usaram as fotos deles juntos no Bar do Alemão para atacar a dupla e afirmar que a briga entre eles é uma farsa.


Nessa época, após ver as fotos de Emerson junto com Marcelo, Robson Otto Aguiar se sentiu enganado por Emerson e rompeu todos os vínculos com ele. Ao saber do rompimento, Emerson passou a atacar Robson.

Nesse mesmo mês, Emerson doou metade de um terreno seu em Colombo para Fabiana, sua ex-esposa.[44] Ele relata, no entanto, que ele colocou a conta de luz no nome dela, mas depois a conta retornou para o nome dele, o que posteriormente o fez ficar com o nome sujo no Serasa por não pagar uma das contas.[47]

Em outubro, um fato chamou atenção dos dogoleiros, fãs, haters e curiosos: Emerson passou a desferir ataques contra Jair Bolsonaro nas redes sociais sob alegação que ele fosse da falsa direita e passou a defender intervenção militar no Brasil.[7] Tal feito indignou os seguidores de Bolsonaro nas redes sociais, que passaram a então questionar os motivos de Emerson fazer isso. Ao pesquisarem o passado dele na internet, se depararam com as notícias do blog que o levou para a cadeia em 2012. Mais uma vez, se valeu de acusações e ameaças, o mesmo modus operandi contra Olavo de Carvalho.

2016–17: Saída do Brasil para os Estados Unidos

 
Emerson em Chicago em 2017, antes de ser enviado para o centro de imigrantes/penitenciária.

No final de novembro de 2016, em um vídeo postado no YouTube, surpreendeu seus fãs, haters e curiosos na internet ao anunciar que estava nos Estados Unidos para pedir asilo político, sob alegação de que estava sendo perseguido pela esquerda e a falsa direita no Brasil. De acordo com sua conta antiga do Facebook, hoje suspensa, tinha chegado em Las Vegas em 16 de novembro, alguns dias antes.[48] Lá, ele ficou num hotel caríssimo.

Em 3 de janeiro de 2017, Emerson mudou-se de Las Vegas para Chicago[48][49] e, um mês depois no dia 3 de fevereiro, foi a Boston.[50] Ele tentou se casar com uma mórmon para conseguir o Green Card, mas desistiu ao descobrir que ela tinha ficado com um imigrante mexicano ilegal.

Uma vez, Emerson foi se encontrar com uma advogada chamada Tia Hailwood (ele queria ajuda no seu caso de asilo) na perigosa zona sul de Chicago. Emerson andava com o peito estufado e cabeça alta e um negro veio para cima dele. Uma patrulha de fronteira parou lá e prendeu o agressor. Na volta, ele entrou numa outra rua e quatro ou cinco negros foram para cima dele. Ele acelerou a caminhonete e foi embora, sentindo que eles atacaram o veículo. Emerson ia muito ao norte de Chicago, onde havia muitos polacos e ucranianos, para buscar uma mulher branca, mas desistiu porque viu que as brancas americanas eram ou muito degeneradas ou muito tímidas.

Nas primeiras semanas de 2017, um áudio atribuído a Emerson falando sobre Zaccarini começou a circular nos chans e provocou grande polêmica. Ele falou em querer estabelecer paz com seu desafeto e que, em troca, seu advogado Gogola "daria sumiço" nos diversos processos sob investigação em que é citado. No entanto, essa tal paz nunca aconteceu e eles voltaram a brigar.

Desde que começou a viajar pelos Estados Unidos e morar em diversos endereços pelo país, passou a fazer vídeos ao vivo (que na época ainda não eram chamados de lives) denunciando a esquerda e a falsa direita no Brasil. Isso incluiu difamar e xingar (e muito) Jair Bolsonaro. Suas ofensas também foram direcionadas a Olavo de Carvalho. Ele chegou a dizer que invadiria a residência do ex-astrólogo, que também morava no país, como também de líderes da esquerda como Jean Wyllys.

Nessa época, tentou aproximar-se do blogueiro brasileiro Julio Severo, um ativista pró-família e conservador que havia deixado o Brasil em 2009 por causa de perseguições de ordem jurídica e política. De acordo com postagens do próprio blogueiro nas redes sociais, foram duas vezes que ele propôs encontrar-se, mas Julio recusou o convite ao pesquisar e saber de seu passado duvidoso (talvez por evitar que acontecesse a ele o mesmo que aconteceu a Robson Otto Aguiar). Com a recusa, passou a fazer ameaças e acusações falsas (o mesmo modus operandi de sempre) ao gravar dois vídeos contra Julio Severo. Seguidores de Emerson nas redes sociais se revoltaram com essa atitude, decidindo deixar de segui-lo, lhe rendendo ainda mais desafetos dentro e fora da internet.[7] Emerson atacou Julio Severo, que ele acredita ser homossexual, por promover o livro The Pink Swastika de Scott Lively, que relata homossexualidade no partido nazista. Emerson, que diz que sempre foi um "entusiasta do heterossexualismo", diz rejeitar essas ideias.

Em março, Emerson sabotou a viagem de Psy do Brasil para Auckland, Nova Zelândia, com escala no Chile (supostamente a férias, mas segundo Emerson, Marcelo estava tentando fugir do Brasil). Christina "Chris" Storrer Clark, amiga de Emerson, fez denúncias para as autoridades chilenas e neo-zelandesas, o que fez Psy ser barrado no aeroporto no Chile e se enfurecer com o desafeto após descobrir o ocorrido.

Em maio, morando em Illinois, Emerson entrou com uma denúncia nos Estados Unidos contra Coelho, relatando que ele estava ameaçando de morte Emerson e sua família.[51]

Maio de 2017: Ataque das impressoras

  Veja mais do mesmo em Ataque das impressoras
Na manhã do dia 27 de maio, centenas de impressoras nos EUA receberam falsas ameaças de bombas em nome de "Emerson Eduardo Rodrigues Setim", acionando esquadrões antibombas e causando grandes prejuízos em feiras de agricultores. Os channers brasileiros atribuem a autoria das ameaças a Psycl0n e seu bando, que teriam se aproveitado de uma falha técnica nessas impressoras e a usado para encaminharem as ameaças em nome de Emerson em um trote informático. Foi a partir daí que Emerson começou a ter problemas no país, onde tentava reconstruir sua vida, quando começaram a surgir denúncias de outros crimes.

No dia, Emerson ligou para os agentes para informá-los que ele não era responsável e que estavam tentando incriminá-lo. O agente Kevin Stoll teria dito "Emerson, first of all, please keep safe, okay?". Eles marcaram de se encontrar Chicago e conversaram. O agente Brian Rafferty, parente do cantor Gerry Rafferty,[nota 11] disse que se Emerson estivesse por trás dos ataques, nunca mais veria a luz do sol novamente. Emerson foi inocentado pelo juiz Samuel Coole no dia 21 de julho de 2017 e deferiu sua partida voluntária, mas Emerson ainda estava sob investigação. Ele pediu para ser enviado ao Brasil under safe guard, tanto que dois agentes do Serviço Secreto entrariam com ele no Brasil.

 
Print da prisão.

Após este inusitado trote, Emerson parou de fazer postagens e vídeos nas redes sociais e em menos uma semana, no início de junho, suas contas desapareceram (tendo sido suspensas ou tiradas do ar pelo próprio usuário),[7] com a exceção da conta "Emerson Eduardo Rodrigues", que está no ar até hoje, porém desatualizada, após conseguir mais de 2000 seguidores. Como ele praticamente sumiu da internet sem deixar rastros, surgiu uma avalanche de fake news nos chans sobre o que teria acontecido.[7] Surgiram boatos de que ele estaria preso, pois, de acordo com o Reddit, ele tinha sido preso antes do dia 3 de junho, na cadeia de Pulaski Country Jail[52] que pode ser vista aqui.

De acordo com as denúncias, ele teria praticado golpes e estelionatos em diversas cidades americanas contra imigrantes brasileiros que viviam legalmente,[53] o que desmancharia suas alegações como asilado político no final de 2016.[nota 12][7] Na época, especularam que Emerson estava com seu visto vencido, mas posteriormente ele mostrou que seu visto só expira em 2026, para desmentir as especulações.[54][55]

Em 15 de agosto, o blogueiro Robson Otto Aguiar publicou em seu blog que Emerson estava preso há três meses nos Estados Unidos.[7][56] O blogueiro não informou como obteve esta informação, mas suspeita-se que a recebeu de uma fonte anônima que monitora ações da quadrilha que difama famosos na internet.[56] No início, ele estava na cadeia Michenry Country Adult Correctional Facility e depois foi transferido para a Kankakee Country Jail,[56] além de ser transferido para outras cadeias em diversos condados (equivalente aos municípios americanos).[53]

De acordo com o blogueiro, o autoproclamado selfmade man tinha sido preso "há três meses" por autoridades americanas ligadas ao ICE (U.S. Immigration and Customs Enforcement), uma autarquia federal criada após os ataques do 11 de setembro que combate a imigração ilegal no país (o que supõe que ele fora preso por imigração ilegal) e citando as duas cadeias americanas em que ele esteve (havendo as transferências por conta de ter cometido outros crimes de imigrar ilegalmente).[56][53]

O mais irônico nesta prisão: o presidente Donald Trump, por quem Emerson nutria admiração, estava determinado em reprimir a imigração ilegal, acabar com imigração descontrolada e expulsar os ilegais no país, provocando uma queda de pessoas que tentavam entrar ilegalmente através do México, para o desespero dos coiotes e a mídia pró-imigração.[nota 12]

2017–18: Saída dos EUA, retorno ao Brasil e repúdio pela direita e intervencionistas

 
"Still Proudly Trump Supporter", diz ele.

No final de setembro de 2017, após cumprir pena de quatro meses de cadeia por imigração ilegal e supostamente por ter enganado brasileiros e autoridades americanas, ele teria sido expulso do país e proibido de voltar lá por cinco anos (2017–22). Emerson, no entanto, alega que não foi expulso, mas que saiu do país voluntariamente. Para corroborar com sua alegação de saída voluntária, ele apresenta um documento com o título de "Voluntary Departure", que certificaria que ele teria decidido ir embora do país por conta própria, e não por ter sido forçado a isso. O documento limita sua saída do país para o dia 30 de setembro de 2017 no máximo.[57][7][nota 12][nota 13]

Para explicar seu sumiço nas redes sociais, disse ter ajudado autoridades americanas (incluindo o FBI) a denunciar o crime organizado infiltrado na política brasileira, com conluio das autoridades judiciárias e políticas, além de alegar que tinha sido julgado e declarado inocente no país. Ele teria se encontrado com o investigador T. Todd Tumbleson e apresentado provas. Voltou às redes sociais (YouTube, Twitter e Facebook) fazendo vídeos difamando e acusando a esquerda e a direita de diversos crimes, denunciando o Dogolachan, e reafirmando a sua defesa da intervenção militar no Brasil.

 
Emerson com Rita Ligesky

Após chegar no Brasil dos EUA ao final de setembro de 2017, Emerson começou a usar um site de relacionamentos onde conheceu Rita Hilgemberg Ligesky, 49 anos, uma professora de educação física divorciada da rede pública de ensino com dois filhos policiais e com olhos claros. Eles combinaram de se encontrar em Ponta Grossa. Eles tiveram um bom relacionamento e um caso logo no primeiro dia. Rita convidou Emerson para passar férias com ela no Rio de Janeiro, onde eles passeavam nas praias direto e continuavam tendo relações sexuais.

Em outubro, Emerson conseguiu empregos em empresas de telefonia móvel, porém por curto tempo. Nessa época, Emerson estava sendo atacado por Marcelo e contou a situação para Rita. Segundo Emerson, Rita sugeriu um plano para acabar com Marcelo e lhe apresentou seu sobrinho Cléber Ligieski, policial militar em Curitiba. Ainda segundo Emerson, ele e Cléber marcaram uma pizza na casa de Rita, onde Cléber falou que havia um grupo de extermínio no aquartelamento do portão que poderia acabar com Marcelo (isso estaria registrado em conversas de WhatsApp, as quais Emerson posteriormente denunciaria para o MPF e o GAECO).

Em janeiro de 2018, conforme planejado já antes, o "judeu da seringa" se encontrou com Emerson em Curitiba e eles planejaram atacar Marcelo na rua para lhe dar uma injeção de insulina e provocar um choque anafilático. O ataque ocorreu; no entanto, como o agressor aplicou a insulina no pescoço em vez da barriga, Marcelo sobreviveu e relatou o caso de agressão no Dogolachan. Após isso, Cléber Ligieski deu com a língua nos dentes e contou toda a história para Marcelo e para José Ligieski, irmão de Rita e professor de história e espanhol. Eles então armaram uma situação onde tiraram Emerson da casa de Rita uma semana antes do casamento marcado deles. Eles obrigaram Rita a não casar com Emerson por ele ser um anticomunista (e eles serem uma família de comunistas).

Se valendo de acusações e ameaças, o mesmo modus operandi contra Olavo de Carvalho e Julio Severo, voltou a atacar não só Jair Bolsonaro, mas também diversos famosos: os familiares de Bolsonaro, dezenas de políticos, intervencionistas e até o então juiz Sérgio Moro e a Lava Jato, o que lhe rendeu ainda mais desafetos.[7] Entre os novos alvos estavam Joice Hasselmann, com quem alega ter tido um relacionamento sexual selvagem (apesar dela ser casada há mais de 10 anos) e Carla Zambelli, ex-ativista do infame grupo feminista FEMEN.[58]

Os constantes ataques contra indivíduos da direita, esquerda e intervencionistas (após ganhar os seguidores), sob alegações sem provas que eles eram ou se vendiam ao "sistema" (o establishment) da esquerda e a falsa direita, chamando-os de "quinta coluna", fizeram-no alvo de dezenas de processos judiciais no Brasil.[7] Isto atraiu a ira dos seguidores das vítimas, que inicialmente não sabiam do seu passado e o viam como desde um petista a um intervencionista, mas que, depois de pesquisarem seu nome, descobriram que ele tinha sido preso duas vezes.

Por causa de ataques incoerentes motivados por suas crenças partidárias e políticas controversas, conseguiu a proeza de entrar em uma inédita galeria de indivíduos brasileiros "repudiados tanto pela direita como pela esquerda". Desde então, passou a ser repudiado por ser considerado um agente da desinformação (desinformante) e foi expulso de todos os contatos possíveis que tinha nas redes sociais, tornando-se uns dos ativistas políticos mais odiados da internet brasileira.[7]

A galeria é referente aos indivíduos que eram contra a corrupção e desvios éticos de partidos políticos (tanto na esquerda como na direita) e fizeram críticas a governos ou grupos de esquerda e ao socialismo no Brasil e no exterior e que dizem defender a direita e a oposição formada pelo PSDB. No entanto, com a crise econômica (2014) que afetou a política (2015) e levou ao impeachment de Dilma Rousseff e ao novo governo de Michel Temer (2016), eles se mostraram tendenciosos e desinformantes. Quando as investigações começaram a mirar também os políticos do PSDB (o partido queridinho pela imprensa e indivíduos supostamente antiPT e antiesquerda), passaram a atacar Jair Bolsonaro e todo o pessoal da Lava Jato, demonstrando seus discursos e oportunismos a partir da queda em desgraça de todo o pessoal do PSDB (José Serra em 2016; Aécio Neves e Geraldo Alckmin em 2017).

Os desinformantes brasileiros são defensores da manutenção do establishment (político, econômico e social) da "era PSDB-PT-PMDB" (a falsa briga entre PT-PSDB e o coadjuvante nesta briga, o PMDB) que durava desde a queda do Collor e é antagônica àqueles contrários ao establishment e favoráveis ao globalismo: Rachel Sheherazade, Reinaldo Azevedo, Diogo Mainardi, Arnaldo Jabor, Ucho Haddad, Marcelo Madureira, Marco Antônio Villa, Joaquim Barbosa, Fernando Henrique Cardoso, Marina Silva, Aloysio Nunes, João Doria, todo o pessoal liberal no Brasil (MBL, ILISP e outros) e no exterior (Gloria Alvarez), entre muitos outros.

Desde 2018: Saída do Brasil para o exterior (Itália e depois Espanha)

 
Emerson trabalhando em um restaurante da Espanha.

Por conta de dezenas de processos judiciais pendentes há anos, além de acusar indivíduos sem provas e virar um dos indivíduos mais odiados no meio político (tanto pela esquerda como pela direita), decidiu planejar a segunda saída do Brasil.[7] Em 20 de março de 2018, deixou o Brasil e se mudou para a Itália, se instalando em Roma (capital do país).[59] Exatamente um mês depois (20 de abril), deixou Roma e foi para Madri, capital da Espanha[60] (usando a mesma estratégia de pedir asilo que usou nos Estados Unidos).[7] No início, sobreviveu de empregos temporários, como trabalhar em restaurantes espanhóis e ser um limpador de neve em época de inverno espanhol (dezembro a março). Alguns channers o acusaram de aplicar golpes, como pedir 700 dólares para mandar um iPhone novo pelo correio e sumir com o dinheiro,[7] mas Emerson nega isso.

Em 13 de março, o Diário de Justiça do Estado da Bahia publicou que a imputação de Emerson pelo 20º artigo da Lei nº 7.716/89 (racismo) foi afastada, e sua punibilidade foi extinta.[61]

Em 10 de maio, seu rival Psycl0n foi preso pela segunda vez (adquirindo o direito de pedir música no Fantástico) junto de outros comparsas do fórum Dogolachan na Operação Bravata da Polícia Federal, que também tinha como alvo o próprio Emerson, mas da qual ele se safou por ter deixado o Brasil apenas dois meses antes. O chan sofreu instabilidade por causa dos federais e chegou a sair do ar. Em um vídeo postado no YouTube, filmado por um comparsa dele no país um dia depois da prisão (dia 11), Emerson aparece num restaurante nas Ilhas Baleares chamado Big Food comemorando a prisão de Marcelo e alegando que ele foi um dos responsáveis pelas denúncias contra seu rival.

Após se instalar na Espanha, Emerson começou a defender abertamente que os brasileiros não votassem e exigissem, em frente aos quartéis das Forças Armadas, que os militares saíssem de lá e intervissem, fazendo a "faxina geral" nos três poderes antes das eleições de 2018. Passou a atacar mais Jair Bolsonaro do que qualquer outro político ou famoso, chamando-o de um monte de impropérios e fazendo falsas acusações, enquanto os ataques contra políticos ou famosos ligados ao establishment (como Fernando Haddad, Michel Temer, Geraldo Alckmin, José Sarney, Fernando Henrique Cardoso, entre outros) se tornaram ausentes em suas postagens e lives, virando praticamente um "novo Augusto Lima" (outro brasileiro que pede intervenção militar e ataca todos os políticos morando fora do Brasil, só que diretamente nos Estados Unidos), ganhando mais desafetos que resolveram parar de segui-lo e mandar mensagens nada amistosas nos comentários de suas lives, além de denunciar o perfil do intervencionista calunioso.[7]

Três meses depois da prisão do "quadrilhão do Dogolachan" em agosto, teve sua prisão decretada e teria se tornado oficialmente foragido da Justiça brasileira, de acordo com rumores de channers e Robson Otto Aguiar,[62] e uma matéria do SBT interior, que alegam o mesmo. Robson mostra que uma matéria do UOL diz que o Ministério Público Federal  (MPF) pediu a prisão de um dos supostos agressores de Carla Zambelli que mora na Espanha. Emerson, no entanto, nega ser um foragido. Estranhamente, apesar de estar fora, ele não está incluído na lista de brasileiros foragidos no exterior pela Interpol, o que reforça suspeitas obscuras e indignação dos que acompanham o caso, das vítimas e seus inimigos que querem sua prisão.[63]

Os ataques constantes dele lhe renderam dois bloqueios no Facebook por conta das postagens políticas e pessoais: o primeiro ocorreu em 1º de setembro, quando sofreu um mês de bloqueio no perfil (retornando apenas em 1º de outubro) e o segundo em 1º de novembro, com 45 dias de bloqueio (retornando em 15 de dezembro). Os bloqueios foram por causa dos inúmeros ataques contra Bolsonaro e postagens em que ameaça os políticos de direita e esquerda. Ou seja: antes e depois de Bolsonaro ser eleito, passou a defender abertamente outra intervenção militar para impedir as eleições e derrubar o governo.

Foi na época dos textões no Facebook e vídeos longos no YouTube que também entrou em atrito com diversos seguidores, ao postar contra intervencionistas e mulheres com seu machismo já conhecido há anos, o que afastou ainda mais seus seguidores. Os poucos intervencionistas que tinham contato com ele desde a época das manifestações contra Dilma Rousseff em 2015 romperam seus vínculos após descobrirem seu passado duvidoso e o que percebiam como incoerências políticas.[7]

2019

Em janeiro de 2019, Emerson fez duas lives direto da Espanha através do Facebook para atacar e ameaçar o deputado reeleito Jean Wyllys de forma homofóbica e pessoal, acusando-o de crimes relacionados a corrupção e pedofilia, sem apresentar nenhuma prova nas suas transmissões. Os ataques dele foram o estopim para que Jean Wyllys anunciasse sua renúncia ao mandato e desistisse do seu terceiro mandato (26 de janeiro) uma semana antes de assumir, permitindo que sua marionete, o jornalista brasileiro de passado duvidoso David Miranda, assumisse seu mandato (em 1º de fevereiro) graças ao quociente eleitoral. Após as ameaças, Wyllys decidiu então arregar do novo mandato, renunciando e saindo do Brasil.

Em 11 de fevereiro, o site Universa afirmou que a quadrilha virtual que faz ameaças contra Jean Wyllys, esquerda em geral e feministas é a mesma que faz ameaças semelhantes a quem é de direita[58] (o que desmancha as alegações da esquerda desde 2011 de que a quadrilha é ligada aos grupos de direita e de extrema-direita), incluindo as deputadas federais Carla Zambelli e a Joice Hasselmann.[58] Antes de virarem políticas, Carla Zambelli foi ativista feminista da FEMEN e Joice Hasselmann foi jornalista. Ambas relatam ameaças por e-mails: Zambelli relata ameaças de morte, estupro e até sequestro do filho de 11 anos, enquanto Hasselmann relata ameaças de morte e estupro.[58] Ambas receberam ameaças nos e-mails semelhantes em nome de "Emerson Eduardo Rodrigues Setim".[7]

No mesmo mês, a imprensa brasileira relatou que Jean Wyllys planejava se refugiar na Espanha. A notícia provocou especulação nas redes sociais por seus apoiadores e críticos de que ele teria iniciado uma operação própria para capturar (ou até agredir) pessoalmente Emerson. Em março, a mesma imprensa relatou que Wyllys tinha ido para a França após receber novas ameaças de morte contra a família na Espanha, provocando novamente especulação de que ele havia desistido da operação, que seria risco até para ele.

Em março, antes e depois de Jair Bolsonaro visitar os Estados Unidos e se encontrar com Donald Trump, vídeos e textos postados em suas contas do Facebook e do YouTube em que fala sobre a visita foram considerados contraditórios e tendenciosos.[7] Alegando defender a intervenção militar no Brasil para que seja feita a "faxina geral nos três poderes" e desferindo acusações e ataques contra Bolsonaro (como sempre acontece), o chamou de entreguista por se sujeitar aos interesses americanos e ao mesmo tempo elogiou excessivamente Trump, não só como presidente mas por outros motivos, além de desejar que ele nunca tivesse recebido Bolsonaro. As controversas declarações dele contra a visita de Bolsonaro aos EUA provocaram seu surto antiamericano e tiveram reações muito negativas dos poucos seguidores nas redes sociais (principalmente no Facebook), surpreendendo até seus inimigos mortais. Apesar de ambos os mandatários serem de direita (além de fato serem antiestablishment e antiglobalistas), em nenhum momento fez alguma menção se apoia partidos ou pessoas favoráveis de fato à verdadeira direita (ver Controvérsias).

Na manhã do dia 13 de março, dois ex-estudantes do Colégio Raul Brasil, na cidade de Suzano, entraram no local e realizaram um massacre contra estudantes e professores, matando 8 e cometendo suicídio em seguida. Após o massacre, Emerson foi citado como um dos líderes que teriam incentivado o massacre nas reportagens da Bandeirantes (Brasil Urgente) no dia 15 e Globo (Fantástico) no dia 17.[64][65] Em resposta, através de postagem no Facebook em 18 de março, Emerson anunciou ter contratado advogados no Brasil para processar a Bandeirantes e a Globo.

 
Emerson numa live do YouTube em 18 de março de 2019, quatro dias antes da conta ser suspensa.

Enquanto ele fazia seus ataques à visita de Bolsonaro aos EUA e processava as emissoras que atrelaram seu nome ao Massacre de Suzano, seu perfil no Facebook e canal no YouTube estavam sendo denunciados por usuários brasileiros sem que ele soubesse.[7] Os usuários perceberam que ele era um criminoso foragido após as emissoras de TV (Bandeirantes e Globo) mostrarem reportagens que o descrevem como parte da quadrilha virtual que difama gente de todo tipo e promove discurso de ódio. Ele passou a receber mensagens de ameaças e ódio após os internautas que decidiram investigar seu passado postarem nos comentários um link de vídeo do YouTube mostrando uma reportagem antiga sobre sua prisão em 2012 junto a Marcelo.

Em 22 de março, justamente no dia em que completou seis anos da Operação Intolerância que levou à sua primeira prisão, teve suas contas do Facebook (criada no início de julho de 2018) e do YouTube (criada no início de abril de 2018) suspensas devido às denúncias realizadas por internautas enfurecidos com as declarações dele sobre a visita de Bolsonaro aos EUA para encontrar Trump e as reportagens sobre o massacre no Colégio Raul Brasil nas semanas anteriores. A exclusão o impediu de fazer suas prometidas revelações bombásticas sobre as deputadas Joice Hasselmann e Carla Zambelli que havia prometido há semanas. Todas as lives e fotos postadas nessas redes sociais foram excluídas e perdidas para sempre.

Menos de uma semana após a exclusão das suas redes sociais, Emerson voltou à internet com o canal reserva e de lives no YouTube (com ajuda de seus comparsas brasileiros que são seus fãs) para atacar, ameaçar, chantagear e xingar seus inimigos de tudo que é nome, incluindo figuras como Lola, Jean Wyllys, Joice Hasselmann, Carla Zambelli, incels, chans, o PSL (que chama de falsa direita e partido socialista), Cabo Daciolo, General Mourão, Jair Bolsonaro e familiares, feministas e por aí vai. Mas seu canal reserva de vídeos e lives também começou a ser alvo de denúncias até ser suspenso no dia 5 de abril. A nova suspensão contribuiu para o novo desfalque para ele, embora haja outros comparsas (como visto aqui (suspenso depois) ou aqui (em um único vídeo)) o ajudando, mas isso não o impediu de voltar ao YouTube. No dia 8 de abril, criou um novo canal (que foi suspenso três meses depois em julho) e voltou a postar novos vídeos, além de reupar os que haviam sido suspensos com a conta antiga (22/03) e a reserva (05/04). Voltou com dois canais nos dias 10 e 11 do mesmo mês. No entanto, deixou de postar vídeos nas três contas no mesmo mês e desde então estão abandonadas.

Em 24 de abril, uma postagem no portal comunitário da Wikinet feita através do IP 85.59.44.94, de alguém que alegou ser o próprio Emerson, ameaçou processar a Wikipédia (what?) se não retirassem em 24 horas sua biografia que ele alega ser caluniosa, deixando até telefone e e-mail para contato.[7][66]

REMOCAO DO MEU NOME URGENTE

Senhores,

Entro em contato antes de tomar medidas judiciais contra a WIKIPEDIA.

Exijo que em um prazo de 24 horas seja retirado todo e qualquer conteudo com o nome de EMERSON EDUARDO RODRIGUES ou EMERSON EDUARDO RODRIGUES SETIM seja retirado do seu site.

NAO AUTORIZO que qualquer imagem ou mencao ao meu nome seja colocada nesse site, já que estao usando de modo apócrifo com o objetivo de me caluniar de forma aleivosa e insidiosa.

Para maiores contatos: +34-602-016874 ou [email protected]

A ousadia foi tanta, que a mensagem ficou por uma hora e dois minutos[66] até ser revertida por outro editor,[67] que mandou processar a Wikipédia[67] e bloqueou o IP por uma semana. O IP em questão era da Espanha (que de acordo com sites que apontam localização, o IP era entre Madri[68] e Barcelona[69]), o que supõe que o autor da ameaça judicial era realmente Emerson, alguém se passando por ele ou sendo orientado que não gostou da sua biografia na Wikinet, a qual a Wikipédia jamais ousou publicar. A Wikinet, é claro, não aceitou as ameaças de processo, já que ele as dirigiu contra a Wikipédia, cuja sede fica nos Estados Unidos.

Em 26 de abril, em um vídeo no YouTube, alegou ter sido convidado para participar do programa Pânico da rádio Jovem Pan, feito por uma produtora ligada a Emílio Surita, para dar sua versão sobre as acusações feitas por Joice Hasselmann e Carla Zambelli de que ele teria lançado ameaças de morte da Espanha entre fevereiro e março. Apesar de mostrar as provas do convite, seus inimigos nos chans e nas redes sociais questionaram a veracidade da informação e do tal convite, já que ele não pode voltar ao Brasil ou se defender das denúncias caluniosas que faz na internet (os motivos mencionados) e que até agora nunca deu algum telefonema à rádio, apesar das promessas.

Durante o mês de maio, voltou ao Facebook usando perfil com nome de "Renan Maldonado" (que depois mudou para "Emerson Eduardo Rodrigues"). O perfil havia sido criado em 2015 e continha as informações de datas que ele esteve no exterior, mas não tinha nenhuma postagem desde essa época até o início de maio.[43][48][49][50][59][60] Suspeita-se que esse perfil foi feito não por Emerson, mas por algum simpatizante que o emprestou para seu uso próprio, ou que ele fez um perfil fake para que ninguém o descobrisse e denunciasse. Como nas contas anteriores, manteve as mesmas postagens contra Bolsonaro e a direita que governa o Brasil, que ele classifica como "falsa direita", demonstrando entender mais a política brasileira morando em outro país, até ter o perfil suspenso pelo Facebook no final do mês após denúncias.

Desde que teve essa conta no Facebook suspensa, nunca mais criou outro perfil, além de deixar de fazer vídeos, sem a mesma atividade que tinha nas suas contas no ano passado. O canal de 8 de abril foi suspenso por violações recorrentes da política que proíbe discurso de ódio, pois continha vídeos em que pregava violência contra direitistas e esquerdistas.

Ainda em maio, ameaças por internet foram feitas contra a Universidad Nebrija, na Espanha, sob o nome de Emerson. Foram enviados e-mails com o assunto "¡Voy a transformar la universidad en um mar de sangre!" para a universidade, um conteúdo semelhante ao das ameaças nos Estados Unidos, inclusive com erros de ortografia:[70]

Soy un fugitivo político exiliado de mi país (Brasil). No puedo volver a mi país de origen porque estou siendo amenazado de muerte por políticos y autoridades. Atención autoridades españolas, yo, Emerson Eduardo Rodrigues, Pasaporte número FO645170, RG 6410906-5, estoy siendo injustizado.

De esta forma, me siento obligado a presionar las autoridades españolas:

Si alguna autoridad no progeja mi derecho di vivir en España, por precaución, estoy construyendo 8 bombas, cada una compuesta por 100 gramos de PETN, y voy a distribuir alrededor de la Universidad NEBRIJA, principalmente en lugares con gran circulación de personas.

Si alguna autoridad se acerca a mí, detonar todas las bombas via app de celular.

¡Hoje, dia 6 de maio de 2019!

Si quieren entrar en contacto conmigo, acepto solamente contacto virtual.

Mi facebook es: https://www.facebook.com/emerson.eduardorodrigues.1

Mi canal en youtube: https://www.youtube.com/channel/UCwuO3DexNM6DzJj82xNV4Og

Es allí donde hago todos mis videos de denuncias contra la injusticia brasileña. No duden de mí, o voy a explotar todo lo que tenta por delante!

Emerson foi chamado para depor, mas foi inocentado. Ele alega que as ameaças foram feitas por Psy e logo depois disso o denunciou ao Ministério Público Federal  (MPF), alegando que Psy estaria usando celular na prisão.[71] Segundo ele, os policiais encontraram de fato um celular com Marcelo e este foi o motivo pelo qual ele foi transferido para o Presídio Federal de Campo Grande por má conduta.

No dia 11 de julho, o FBI emitiu um documento mostrando a devolução dos pertences que foram apreendidos de Emerson para análise. Um notebook, um disco rígido de 4 TB e um cartão de memória de 32GB foram enviados de volta para a casa de sua mãe, em Curitiba. Emerson diz que tal documento é uma das provas de que o FBI o reconheceu como inocente das ameaças de bomba ocorridas em 2017.[72]

No final de julho, criou conta em outra plataforma de vídeos chamada de UGETube, numa tentativa de contornar sucessivos bloqueios e suspensões de contas no YouTube, fazendo o de sempre: atacando e acusando os líderes direitistas que classifica como "falsa direita" que estariam por trás de incriminar o próprio com ajuda de hackers, sem apresentar nenhuma prova das acusações, além de divulgar vídeos da filha que teve no Brasil, virando espécie integrante 2.0 da famigerada "resistência" e liderando seus poucos seguidores na internet para atacar seus desafetos.

Em 3 de dezembro, Emerson Rodrigues foi condenado a dois meses de prisão no regime semiaberto por ameaça (147 do Código Penal). Teve o prazo de cinco dias para recorrer da decisão, mas como estava na Espanha, ele não o fez.[73]

No dia 21 do mesmo mês, depois de mais de seis meses sem gravar algum vídeo ou aparecer nas redes sociais, postou um vídeo[4] em que atacou vários de seus desafetos e também este artigo da Wikinet, dizendo ser mentiroso e financiado pelo Bolsonaro, apesar das evidências em contrário. No entanto, afirmou que não se importa mais em remover o conteúdo pois o livro que ele diz estar escrevendo irá não só desmentir todas essas informações, mas também levar todos os seus desafetos à perdição. Disse que vai conseguir fazer Bolsonaro ser preso, linchado e abandonado pelos próprios filhos. Também afirmou que estava planejando lançar uma fake news sobre a morte de Silvio Santos que seria um clickbait levando a um texto desmentindo falácias sobre ele e atacando seus desafetos; ele só não teria conseguido realizar essa proeza por causa da morte de Gugu Liberato em 22 de novembro.

2020

Em 24 de janeiro de 2020, Emerson mostrou em vídeo e-mails de um sujeito com o nome de "berberde" se identificando como a pessoa por trás tanto de GOEC como de DPR e ameaçando sua filha de estupro com uma barra de ferro, entre outras coisas. Nos e-mails, o sujeito em questão nega ser Fernando Vallier, mas exige que Emerson remova todas as denúncias que fez contra Vallier pela Europa. Emerson diz não ter dúvidas de que GOEC e DPR são ambos nicknames de Fernando Vallier.[74] Sendo assim, Emerson declarou guerra a Vallier e Camila Bathke, dizendo que lutaria para colocar os dois na cadeia (e possivelmente Coelho também) até maio, além de pedir para os editores da Wikinet removerem dados pessoais do seu artigo e colocarem informações adicionais que provariam o seu ponto de vista.[75] No dia 29, publicou outro vídeo comunicando que as autoridades americanas devolveram seu HD e outros pertences que haviam apreendido no mandado de busca.[76]

No dia 3 de fevereiro, seu canal no YouTube que usava para postar novos vídeos foi suspenso pela manhã no horário de São Francisco (costa oeste dos Estados Unidos, onde fica a sede do YouTube) e tarde na Espanha (hora da Europa ocidental). Nos dias seguintes, criou outro canal e fez reupload dos vídeos do canal suspenso. Ele começou a receber e divulgar denúncias (qualquer merda ou trollagem) de "informantes" como o Poneifag, que ele acredita em tudo sem questionar.

Em 5 de fevereiro, disse ter recebido provas "contundentes" que o youtuber Ricardo Ohara, em alta na época, era channer, usuário do Dogolachan sob o nickname "japonêsfag" e até mesmo pedófilo. Emerson disse ainda que ele tinha aliança com Psy e que a ida para o Brasil que Ohara planejava na época seria para se aliar a Rafaela e prejudicar Emerson. Apesar de tentar contato e diálogo com Ohara no começo, ele desistiu disso logo depois e continuou dizendo que iria fazer o possível para colocar Ohara na prisão.[77]

No dia 8 de fevereiro, disse ter recebido um comunicado do Serviço Secreto Espanhol de que estariam usando seu documento para fazer ameaças à família real espanhola. Pediu então para que removessem o número do seu documento da Wikinet. Nessa mesma semana, começou a upar vários vídeos antigos da época em que ainda estava nos EUA após reencontrá-los com a recente devolução do seu HD. Também começou a cogitar, de acordo com e-mails que recebeu, a possibilidade dos youtubers Maicon Küster, Monark e Arthur do Val e o senador Marcos do Val  serem todos dogoleiros.

No dia 19 de fevereiro, pediu para a Wikinet reunir o máximo de perguntas possível para ele responder em vídeo no início de março, quando tivesse tempo.[78] As perguntas foram retiradas de chans e outras fontes anônimas e transcritas para esta página.

No dia 22 de fevereiro, declarou que em breve lançaria novos canais sobre vários assuntos, incluindo tecnologia, ensino de idiomas, MGTOW, Nessahan Alita (incluindo uma versão para mulheres), e vários outros.[79]

 
E-mail associando um pedido do produto "Gay Dominante" ao nome de Emerson

No início de março, apagou todos os vídeos do canal, com a exceção daquele sobre seu HD devolvido, sem dar explicações. Voltou a publicar vídeos cerca de uma semana depois num novo canal, que passou a usar como principal. No dia 10 de março, postou dois vídeos respondendo uma parte das perguntas da Wikinet (as primeiras 18).

No mesmo mês, após a notícia de que um sargento do Exército brasileiro foi preso em Sevilha por tráfico de drogas (39 quilos de cocaína, ou mais de 2 toneladas segundo um informe da Guarda Civil Espanhola) e tráfico de armas dentro de aviões da FAB durante a visita de Jair Bolsonaro à Espanha, ele alegou ter conseguido levar suas denúncias e as de Da Vinci Lourenço de Almeida à Guarda Civil Espanhola. Disse que recebeu as denúncias de Reginaldo Florêncio Werneck (Dom Werneck), que teria um acordo com o General Mourão, algo sobre o qual ele se calou. Sobre seu status na Espanha, ele diz que tem conexões com a Guarda Real Espanhola e portanto está completamente seguro.

Em 10 de março, foi publicado no JusBrasil o primeiro processo que Jean Wyllis moveu contra Emerson Rodrigues pelos artigos 140, parágrafo 3 (injúria discriminatória) e 147 (ameaça verbal).[80][81][82]

No dia 19 de março, começou a postar vídeos de tutoriais feitos por terceiros num outro canal que já havia criado um mês antes.

Em 22 de março, recebeu e-mails confirmando o pedido de um produto homossexual que foi comprado em seu nome. Ele atribui esses ataques a Jean Wyllys.

Em 25 de março, uma conta atribuída a Emerson foi criada na Wikinet. Apesar de ter sido inicialmente contra a Wikinet no final do ano passado, Emerson foi mudando sua conduta com o tempo e passou a colaborar com os editores. Caso seja confirmado que a conta é realmente dele, seria o primeiro caso dele como editor wiki com conta registrada.

Em 27 de março, gravou um vídeo em que relata ter conversado via chamada de WhatsApp com um moderador judeu do RealChan e simpatizado com ele, e que portanto pararia de perseguir esse chan. Por outro lado, disse que iria perseguir a todo custo o 55chan e o Salmãochan e ofereceu aos moderadores do 55 um único acordo para evitar que ele continue com as denúncias: se entregarem pacificamente à polícia.[83] No dia 30, abriu uma conta na Twitch, emersoneduardorodrigues0, para fazer suas lives.

Em 1º de abril, diversos ataques feitos por Poneifag, ex-moderador do RealChan, a outros chans (principalmente o 55) fizeram com que os channers ficassem bastante irritados, levando ao banimento dos IPs atribuídos a ele. Algum tempo depois, Emerson gravou um vídeo em que diz que Poneifag era uns dos seus aliados que se infiltrou no mundo dos chans brasileiros numa tentativa de pegar IPs brasileiros pra tentar expor channers por diversos crimes. Por causa desse ataque, os channers declararam guerra contra Poneifag e Emerson.

 
E-mail de alguém se passando por Psy

No dia 18 de abril, após começarem a circular prints de um alvará falso "confirmando" que Psy havia saído da prisão, Emerson recebeu um e-mail de algum troll se passando por Psy anunciando uma cruzada contra ele.

 
E-mail que Nando Moura mandou para Emerson

No dia 29 de abril, Nando Moura mandou um e-mail agressivo para Emerson exigindo que ele parasse de mencionar seu nome, ameaçando difamá-lo em seu canal caso ele não parasse. Emerson respondeu que tem denúncias graves contra ele e o desafiou para um debate em live. Terminou em feijoada.

Troca de e-mails entre Emerson Eduardo Rodrigues e Nando Moura.


NO 01

29 abr. 2020 1:04, Fernando Cagnin <[email protected]>

O que você quer tanto comigo cabra?

Par de falar no meu nome, você tá atrasando meu lado e não tenho nada contigo.

Se continuar falando de mim eu vou dar TUA CAPIVARA COMPLETA no meu canal.


NO 02

30 abr. de 2020 15:22, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

Quem tu acha que é para falar assim comigo ? Chegaram coisas pesadas de você e você sequer tem peito de falar assim comigo em uma live caralho!

Eu estou na cola desses filhos da puta que tu foi aliado e hoje diz ser inimigo. A real é a seguinte meu chapa, fizeram um ciberataque nos EUA em meu nome e tem investigacao federal americana rolando, fora as europeias aqui. E tu é suspeito sabia? Quer meter difamacao no teu canal, é pra ontem, vai ser mais facil derrubar o teu canal, se é por esse meio covarde que tu quer, vai em frente, mas saiba que a tua situacao so vai agravar.

Nao quero nada contigo meu chapa, se tu estivesse lutando o bom combate nao agiria assim, NANDO MOURA. Tu criou aquele perfil falso falando coisas da minha filha que eu nao queria ela e o caralho e agora quer meter o louco? Se tu nao fez é a chance de a gente aclarar isso porra! Eu sei da sua amizade com o GUSTAVO GUERRA, que foi uma vitima desses hackers também, é claro, ele participou por um tempo e depois fritaram ele.

E vou divulgar esse email. Eu sei que tu derrubou o meu canal. E vem fazendo isso para me calar. Aquele maníaco da VIRGINIA, OLAVO DE CARVALHO está orientando todo mundo. Só quero saber quem é quem, afinal eu tambem estou escrevendo um livro sobre tudo isso,OS SOFISTAS DA DIREITA FALSOS DEFENSORES DA LIBERDADE e NAS MASMORRAS DO BRASIL - RETRATO DE UM PAIS ONDE QUEM INVESTIGA É CUMPLICE E QUEM JULGA É DA MAFIA. E eu estou colaborando com os federais ao redor do mundo, por causa das ameaças TERRORISTAS que fizeram. E colocaram o pedófilo MARCELO VALLE SILVEIRA MELLO atrás das grades. 41 ANOS NA TESTA e ainda o maluco fez ataques de dentro da cadeia aqui na EUROPA e ganhou de bonus um presidio de maxima seguranca, onde ele pode ficar sozinho, com privacidade total, 24/7 sem ser molestado pelo UNCLE BILLY, THE BIG ONE lá. Eu estou lutando por JUSTIÇA porque eu fui incriminado de forma SÓRDIDA enquanto outros escaparam ilesos. E a JOICE HASSELMANN, CARLA ZAMBELLI e o BOLSONARO nao tem escapatoria, eles estao envolvidos ATÉ O TALO nisso tudo. Tanto na conspiracao para fazer o ataque nos EUA quanto no PAGAMENTO para os hackers, liderados pelo pedófilo e terrorista MARCELO VALLE SILVEIRA MELLO. LUTO POR JUSTIÇA MEU CARO, e nao por liberdade. Quero apenas justiça! Joga o documento do FBI no teu canal se tem coragem! Tá lá na WIKINET. Se eu fosse terrorista eu estaria em uma prisao como a do EL CHAPO e jamais receberia o meu computador de volta e eletronicos. SOU INOCENTEe quem disse isso foi uma CORTE FEDERAL NORTE AMERICANA, nao um bordel onde se traficam influencias como o BRASIL. Difamar um denunciante é facil. Confrontar ele que é outra coisa. E eu estou aqui, SHOCK AND AWE!

Vou te dar uma chance se tu esta sendo vitima como eu: Você pode marcar uma live comigo, NAO QUERO A PORRA dos teus assinantes. Quero justiça, apenas isso. Quero meter na cadeia quem fez aquela merda nos EUA e vem me perseguindo como TARGET INDIVIDUAL desde 2009. Bolsonaro se encontrou com o MARCELO MELLO preso na operacao bravata da PF em 09 de setembro de 2016. Se tu nao deve, tu nao teme. E outra, modera o teu jeito de falar comigo, vamos ser dois homens de verdade, sem ofender e tudo irá bem. Se tu está do lado do CORRETO, irá acatar essa sugestao. Ou tem o outro jeito. Nao quero ir por esse caminho mas nao tenho medo de bravatas, cuidado meu caro, quem pode acabar preso é você. Portanto se tu nao deve, vamos como 2 homens decentes conversar ao vivo, RESPEITOSAMENTE na sua live, repito, VOU DEIXAR CLARO QUE NAO QUERO QUE ME SIGAM. Eu estou dando a cara a tapa porque estou lutando por justiça. Nao me IMPORTO UMA FODA com o que tu fará, porque depende do que fizer, terá consequencias positivas ou negativas. Its up to you. Only up to you. You decide your destiny. Semana que vem voarei para a Holanda levar mais coisas para a EUROPOL e simplesmente farei o mesmo que um delegado faz com quem nao quer depor por bem ou esta escapando da verdade e das assertivas. Vou mandar como se realmente fosse você. Só quero ser justo contigo meu caro. NAO TE CONHEÇO e nao sei qual é a tua. Entenda o meu lado. A internet inteira me ataca, e eu ataco ainda mais. O que um leao acuado por hienas faz? Coloquei dois agentes do FBI em cópia aqui para que tu entenda a seriedade da coisa, e mais agentes europeus e britanicos em copia oculta ( nao posso divulgar porque tem até do servico secreto britanico e que estao investigando a DEBORA BARBOSA lá ) e o delegado da PF que esta investigando essas milicias virtuais.

O editor da WIKINET está aqui também, para documentar esse email no meu artigo da WIKINET.

Em copia nesse email agentes federais americanos, brasil e espanha e promotora do MPF.

Em tempo, deixo o meu telefone de contato para caso você queira conversar comigo, COMO HOMEM e RESPEITOSAMENTE. +34-602-016874 Pode ligar ou deixar whats app.Estou à vossa disposiçao. Um delegado jamais faria isso contigo. Eles simplesmente chegam na tua casa, e te levam para um destino incerto e amargo. Se identifique e fale com o seu telefone standard. Vou respeitar a sua privacidade caso você se comporte como homem de respeito e de valores. E vou parar de te mencionar à partir do momento em que tudo isso se aclarar. Palavra de honra de ALEMAO. Se comporte como cavalheiro e será tratado como tal. Vamos aclarar tudo. E eu sou o primeiro a me desculpar se eu estou errado, assim como fiz com o MANO TOKIO ou aguentar as consequencias de um mal juizo, mas voce ha de convir comigo, tu está fugindo da raia. Confesso que gostei da tua iniciativa. E saiba, que se tu está de VERDADE lutando contra esses canalhas pelo que eles sao, e porque tu foi supostamente enganado, com o que eu tenho aqui, o barco deles nao afunda, ELE EXPLODE. Sou bem binário. E estou com a VERDADE do meu lado. Estao chegando coisas ao seu respeito e eu so quero aclarar.

Só nao fuja da raia ou tente agir de forma insidiosa e aleivosa. Ai eu te juro por Deus, eu serei pior do que eles. Só quero a verdade. Só quero ter certeza de que tu nao está envolvido nesses ataques.

Sem mais

EMERSON EDUARDO RODRIGUES


NO 03

30 abr. de 2020 16:22, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

Vai fumar maconha com os teus travestis que comem o teu rabo seu merda

que agora tu vai ver a coisa esquentar E o que mais é o que eu quero que você me dê fama pode colocar no teu canal de merda é o que eu mais quero vou mostrar o pedofilo que você é já tem é só tirar e colocar em público o que eu tenho nos outros canais me aguarda Vai em frente filho da puta

você só está confirmando o que eu falo você não para mim não passa de um pedófilo de merda e você pode para Deus para que você não se encontre comigo pedófilo de Embu

Porque eu vou te quebrar de porrada


NO 04

30 abr. de 2020 16:27, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

Pode derrubar sem canais não é problema eu vou entrar com advogado e vou ganhar dinheiro se não for de você vai ser do Google você acha que é assim você sai prejudica uma pessoa e pede para ficar em paz? só nesse teu meio de psicopatas que isso funciona porque eu sei que você está envolvido com esse pessoal da deep web e vou para cima de você cara na hora que tiver 500 canais eu vou soltar as impressoras e vou fazer um robô de programação que eu tenho aqui e vou expor o canalha que você é o Brasil inteiro vai querer te linchar Que bom que você disse que o YouTube é teu comparsa no seus crimes Sobre a Joyce aquela prostituta que você mencionou ela vai cair cedo tarde feito mosca

eu não tenho medo de bravateiro na hora certa o Brasil inteiro vai ver as minhas renúncias já que eu aprendi o truque com vocês de como expor assim que vocês fizeram nos Estados Unidos eu falei com você só que ao contrário de Fazer ameaças terroristas seu idiota que me deixou como vítima de crime eu vou mostrar quem são vocês apenas quem são vocês a hora que começar a pipocar em tudo quanto a impressora teu nome se lembra de mim filho da puta acaba o contato


NO 05

30 abr. de 2020 16:34, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

A Joyce é uma prostituta que eu tive um caso e para mim não passa de uma vagabunda assim como a tua mãe

Você não passa de um corno que deve ser comido por ela com uma cinta caralho de titânio

Vocês dois estão sendo expostos como dois criminosos na internet e você pode acreditar que você e os vagabundos que estiverem do lado deles vão ser expostos a primeira coisa que eu estou fazendo agora é mandar a cópia desses e-mail para um monte de bolsominions

vou te denunciar aqui na Europa também e vou denunciar essa deputada que já de longa data está no alvo do FBI

A Joyce é uma prostituta é acompanhante de executivo desde que eu conheci ela lá em Curitiba sempre foi prostituta e subiu na vida dando chá de perna em políticos broxas e comunistas


NO 06

30 abr. 2020 21:05, Fernando Cagnin <[email protected]>

Vá se tratar DOENTE MENTAL, procure ajuda, se interne. Eu não sei de nada do que você está falando, apenas pare de me difamar em seus canais. Se continuar falando merda de mim eu vou te expor no meu canal.


NO 07

30 abr. 2020 21:17, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

Já vi que tu é um BANDIDO. Não se preocupa. Exponha com suas mentiras. O dedo que paga o advogado já está estalando. Tô louco para dar um strike nesse seu canal de merda, seu prostituto vendido. Em um dia quando tu acordar, vai estar cheio de pais querendo te linchar, SEU PEDÓFILO MALDITO. Já te bloqueei. Vai à merda seu filho fuma puta comedora de merda. Vou mostrar pro Brasil o CHANNER pedófilo que tu é. E não se preocupe. Me de fama. Terão mais de 100 canais que eu criei para mostrar o que eu tenho de ti, seu pedofilo. Cuidado, tu está em um país perigoso, país revoltados podem te linchar, e o melhor, tu não pode sair daí, soube que tu é foragido kkk Que eu vou te expor. Doente mental é a PUTA imunda que te pariu. E você está DENUNCIADO em todo lugar.


NO 08

30 abr. 2020 21:19, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

Você escolheu o errado seu filho da puta

avisa aquela tua mãe que é uma prostituta que a partir de agora o filhinho não vai poder nem sair para rua já que eu vou criar mais de 100 canais e vou falar em todos esses canais que o Nando Moura o filho dela é um pedofilo vagabundo e vou mostrar tudo que eu tenho sobre você para todo mundo

Pedofilo filho da puta o dia que eu te ver eu juro por Deus que eu vou te encher de porrada


NO 09

30 abr. 2020 21:24, Fernando Cagnin <[email protected]>

Você não tem prova nenhuma contra mim, pois eu não fiz nada de errado. Diferente de você, channer, ASSASSINO, CANALHA. Todo mundo sabe quem é você.

Vai la e fala mais de mim que vai ser uma honra ver mais um canal seu caindo. Quero ver fazer o meu cair, tenho atendimento premium no Google. (Uma conhecida sua aliás.)

Vá se tratar, siga sua vida em paz E PARE DE FALAR NO MEU NOME.


NO 10

30 abr. 2020 21:31, Fernando Cagnin <[email protected]>

LAVE SUA BOCA PRA FALAR DA JOYCE.

E PELA ÚLTIMA VEZ EU VOU DIZER, CALE TUA BOCA E ME DEIXE EM PAZ, PARE DE ATRASAR MEU LADO, SEU FILHO DA PUTA. VÁ PROCURAR UM HOSPITAL PSIQUIÁTRICO.

ADEUS.


NO 11

30 abr. 2020 21:36, Fernando Cagnin <[email protected]>

Ótimo, estou acionando meu advogado também. Vamos ver quem pode mais. Não adianta ficar escondido ai na Espanha, Emerson. Eu te conheço.

Vou te bloquear agora. Não quero mais ouvir falar no seu nome.


NO 12

30 abr. de 2020 21:37, EMERSON EDUARDO RODRIGUES <[email protected]>

não vai ter advogado que segure o que eu vou jogar na internet é melhor acionar o teu advogado porque tu vai para cadeia seu vagabundo


Em 5 de junho, a feminista Lola Aronovich escreveu uma minibiografia sobre Emerson em seu blog. Ela já tinha escrito sobre ele outras vezes, mas nunca tão completo como dessa vez, que, apesar de TL;DR, ainda ficou menor que este artigo. Na postagem, ela defendeu a Rafaela e chamou Emerson de nazista, além de divulgar um vídeo de uma conversa de Emerson com um tal de Kurt. O estilo do vídeo é similar aos do suposto canal da Rafaela, com a música Requiem for a Dream, efeitos toscos e frases sensacionalistas. Os leitores do blog sugeriram denunciar Emerson ao youtuber Henry Bugalho.

Emerson é um psicopata como Marcelo: nunca vai parar.

— Lola sobre Emerson

No dia 15 de junho, Emerson pediu para postarem na internet áudios em que ele afirma estar sendo perseguido por um carioca gay chamado "Kurt", que lhe mandou vídeos chupando um dildo e dizendo que é o pau de Emerson. Disse ainda que pretendia visitar a Alemanha e depois a Albânia, a partir da sexta (dia 19) e que quando voltasse colocaria Kurt na cadeia.

Ouça os áudios:








Em 10 de julho, Luciano Ayan foi preso pela Polícia Civil de São Paulo por lavagem de dinheiro (e não por fake news, como inicialmente divulgado). Depois disso, o MBL & Cia. entraram em desespero e juraram que não tinham nenhuma ligação com Luciano, mesmo com as evidências, e apagaram todas as provas para controlar danos, além de mandarem um advogado para defendê-lo. Ayan é conhecido por ter entrevistado Emerson em 2015 para seu site Ceticismo Político, entrevista esta que foi posteriormente excluída após a reação dos seus leitores que conheciam o passado controverso do entrevistado. Semanas depois da prisão, foi revelado o envolvimento de Ayan em mais dois crimes repudiados pela direita: plantação da ervinha verdinha (maconha) e armazenamento de conteúdo sexual com menores de idade. Desde a prisão e os crimes, Emerson não fez mais comentários sobre a prisão, provavelmente com medo de Ayan o delatar.

Entre o final de junho e o início de setembro, ficou sem postar vídeos e textos nas redes sociais. Em agosto, foi revelado o motivo: ele havia viajado da Espanha para a Alemanha, onde sofreu um acidente de carro numa Autobahn, demorando um mês para se recuperar. Como ele sumiu da internet nesse período, surgiram falsos rumores de que ele tinha morrido.

Em 23 de outubro, Emerson afirmou ter recebido a notícia de que petista Marcia Tiburi  estaria escrevendo um livro inteiramente dedicado a difamá-lo.[84]

No dia 8 de novembro, Emerson anunciou que vai ser testemunha e depor na embaixada norte-americana a favor de Jean Wyllys em dezembro.[85] Ele diz que está preparando um depoimento de mais de 1000 páginas que será o "Armagedom". Alguns dias depois, anunciou que começará a fazer lives diárias na Twitch às 5 da noite (9 da noite na Espanha).

Em 21 de novembro, Emerson anunciou que não utilizaria mais seu canal no YouTube para seus vídeos principais, apenas para linkar a outras plataformas onde não há censura. No domingo, dia 22, fez sua primeira live na Twitch e conseguiu angariar mais de 100 viewers simultâneos por ter sido divulgada por channers no 55 e em outros lugares. Ele fez outra live no dia seguinte, chegando a metade do que tinha conseguido no dia anterior, porém, logo em seguida, sua conta foi suspensa por três dias por excesso de palavreado sexual.

Em 24 de novembro, o site UOL publicou uma matéria revelando que Lola Aronovich ganhou, no mês anterior, um processo judicial contra Emerson originalmente movido em 2013. Consequentemente, Emerson está condenado a pagar R$ 25 mil de indenização, além de 15% do valor da ação para a defesa dela. O juiz classificou os ataques como "discurso de ódio". O processo foi originalmente movido por ele contra a sua desafeta após sair da prisão e fazer acusações. No processo, Emerson fazia acusações e pedia R$ 41 mil de indenização. No entanto, ela só soube do processo em 2015, quando foi notificada, e depois disso nunca houve audiência entre os dois. Com a ajuda de uma leitora (que é advogada), ela entrou com reconvenção, que é a citada processo. "Achei bastante ridículo. Afinal, tudo que eu denunciei foi comprovado pela Justiça", diz Lola. Em 2019, o juiz condenou Emerson a pagar as custas do processo, fixadas em R$ 4 mil, mas o processo de reconvenção contra ele continuou. "O fato é que ele abandonou o processo contra mim", diz Aronovich.[86]

De acordo com o site UOL, há uma ordem de prisão contra Emerson desde a prisão de Marcelo em 2018 e há a possibilidade de Lola fazer com que o caso chegue à Espanha, onde ele continua gravando vídeos acusando a ela e dezenas de outras pessoas. Ao saberem que Emerson perdeu o processo contra a Lola, os channers (que não gostam de nenhum dos dois por diversos motivos) duvidaram dela querer receber indenização, citando o exemplo do processo do cantor Caetano Veloso contra o ideólogo Olavo de Carvalho, residente nos Estados Unidos que, mesmo condenado, nunca deu um centavo pra ele.[87]

No seguinte áudio, gravado no dia 9 de dezembro, Emerson diz que Lola é uma mentirosa e a acusa de diversos crimes:

No dia 15 de dezembro, um de seus canais no YouTube foi suspenso.

Defesa

Defesa do advogado de Emerson das acusações de racismo e compartilhamento de CP, em que Psy e Rafaela são mencionados.

FERNANDES & MENEZES ADVOCACIA 
Rua Izabel a Redentora 1038 Centro – São José dos Pinhais - PR CEP: 83030500
Processo 5021040-33.2012.404.7000/PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA CRIMINAL FEDERAL DE CURITIBA,

EMERSON EDUARDO RODRIGUES SETIM, brasileiro, casado, técnico em informática, residente e domiciliado na Av.Pe. Anchieta 2636, ap 901-A, bairro Bigorrilho, cidade Curitiba, PR, por seu advogado que ao final assina, vem respeitavelmente à presença de V. Exa apresentar sua DEFESA PRELIMINAR, nos mencionados autos que lhe move o Ministério Público Federal, que o faz nos seguintes.

DOS FATOS 
Consta, na denúncia oferecida pelo D.D Ministério Público, que o Denunciado havia, em 15 de dezembro de 2011, inserido um vídeo preconceituoso na internet, inserido assim na conduta tipificada no art. 20 da §2º da Lei 7716/1989, constituindo assim o primeiro fato; 2º fato teria o Denunciado e Marcelo Valle Silveira Mello inserido fotos pornográficas de menores na internet, 3º fato teria o Denunciado e Marcelo Valle Silveira Mello, teria o primeiro na qualidade de autor e o segundo na qualidade de administrador do site postado em 10/2011, o “ manifesto da terra arrasada”, consistindo em um texto preconceituoso que ao seu entender era um desabafo político. 

Resposta do Réu 
O Réu não nega que tenha postado inúmeros textos nas mencionadas páginas, textos que acreditava que não teriam a repercussão que tiveram, mas jamais admitiu ter postado ou ser adepto a qualquer vídeo com conteúdo de pornografia infantil, para colaborar com sua versão. Diante da dificuldade da Polícia Federal obter mais dados, o Réu forneceu logins e senhas das comunidades virtuais que participava, com o intuito de que a Polícia Federal justamente individualizasse a conduta de cada usuário da rede, possibilitando assim demonstrar que jamais compactuou com a pedofilia, nem postou qualquer vídeo ou material envolvendo menor. Destaco brevemente que o Réu relatou em seu extenso interrogatório que, após um relacionamento com Rafaela Vivas da Silva, filha de um influente bispo da Igreja Universal do Reino de Deus que era contra seu relacionamento com a filha, posteriormente após um casamento frustrado com Fabiana de Oliveira, que pertencia à raça negra, passou a trabalhar em diversos países na área de telecomunicações, para tentar esquecer os fatos. 

Relatou o Réu que, após o mencionado casamento com Fabiana, voltou a ter um relacionamento conturbado e doentio com a primeira namorada Rafaela, marcado por fetichismo onde Rafaela, sua ex-namorada, se mostrava interesseira, fazendo exigências de demonstrações de amor perigosas beirando à loucura, inclusive com a provocação do Réu, enviando-lhe um vídeo contendo cenas de sexo entre ela e vários integrantes da raça negra na webcam. Com efeito, o Denunciado passou a postar textos que tinham a intenção de atingir sua ex-namorada e jamais fora realmente adepto do racismo e nunca foi preconceituoso. Tem inúmeros amigos negros, judeus e homossexuais, mas, com suas decepções amorosas, passou a ter compulsividade em escrever e postar textos pela internet, chegando a fazer um tratamento para se livrar deste vício. Neste ambiente através de seus textos, o Denunciado conseguia se autoafirmar. 

O Réu, que trabalha com telecomunicações, relatou que seu professor nesta área era [[Rogério Gaspar]], misógino e homossexual. Abrindo sua vida pessoal à Polícia Federal, relatou que, após voltar de El Salvador, conheceu o site de [[Sivio Koerich]], que inicialmente era de autoajuda, porém, posteriormente, vários usuários que se identificavam através de apelidos denominados de "fakes" começaram a utilizar o site para divulgar conteúdos racistas e o Réu admite ter sido seduzido pelo espaço e pela popularidade que suas palavras atingiam quando as postava, mas hoje admite terem sido postadas sem qualquer sentido. Na vida real, não é uma pessoa preconceituosa; muito pelo contrário, fato que poderá provar por conta da instrução do feito. O site de Silvio Koerich posteriormente passou a ser utilizado para postagem de textos apresentando um lado obscuro das mulheres, pregando o desapego a elas e a não miscigenação de mulheres e negros. É preciso fazer uns parênteses para elucidar que a antiga mulher do Réu era da cor negra e a atual esposa é da cor morena, ou seja, as palavras do Réu não tinham um fim em si mesmo. 

Praticamente em todos os casos envolvendo pedófilos, sejam individuais ou desmembrando quadrilhas, os primeiros indícios de materialidade são percebidos imediatamente por conta das diligências de busca e apreensões, onde são encontrados com os suspeitos vários materiais pornográficos, como vídeos, fotos, revistas e objetos, que imediatamente são escrachados na imprensa pela Polícia Federal, sendo imediatamente divulgados nos autos, com tarjas pelos peritos e comentários pessoais. Mas destes autos observa-se indubitavelmente a existência de textos preconceituosos, mas concretamente a postagem de apenas dois vídeos, um contra o povo indiano que o Réu reconhece a produção porém nega que a postagem tenha sido feita por ele, e outro face a integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus, que não nega a postagem. Portanto, não há como se atribuir nem autoria nem distribuição de qualquer material pornográfico ao Denunciado, seja infantil ou adulto. 

Ademais, não foram encontradas armas, drogas ou quaisquer outros materiais de uso proibido em sua casa. Conforme observa-se dos documentos anexados aos autos (DEPS) em conjunto com o Relatório 6, e dos informativos REs emitidos pelos peritos, em especial pelo conteúdo do Relatório confeccionado pelo Delegado da Polícia Federal, datado de 26 de abril de 2012, das mídias apreendidas compostas de vários HDs, pen-drives, notebooks e computadores, tais periféricos não trouxeram elementos inusitados aos fatos já apurados. No entanto, é possível observar que, com o fornecimento das senhas e logins de acesso pelo Réu, fora possível extrair as mensagens trocadas entre diversos usuários, em especial com Marcelo Valle (administrador do site), inclusive facilitando a identificação de outros usuários, fatos de confessadas autorias, mas não há mídias, fotos ou vídeos que demonstrem que realmente o Réu fosse adepto à prática da pedofilia. 


DO DIREITO PRELIMINARMENTE 
Da Nulidade da Denuncia por Violação ao Princípio da Ampla Defesa e do Contraditório 

A dinâmica processual, prevista no art. 396 do CPC, determina que, não rejeitada a denúncia liminarmente, o Denunciado será intimado para responder às denúncias, bem com o apresentar defesa no prazo legal, onde o acusado poderá especificar provas que pretende produzir.

O principio da ampla defesa e do contraditório previsto no art. 5º, LV, da Constituição Federal, visa dar ao réu todas as possibilidades de defesa permitidas em direito. Ocorre que, nos presentes autos, não estão disponíveis às partes todos os elementos de acusação para que possibilite ao Réu manifestar-se satisfatoriamente sobre todas as provas que pretende produzir na fase de instrução criminal, sendo uma verdadeira irresponsabilidade fazê-las de modo genérico, quanto mais apresentar a resposta do réu nos termos da redação 11.719/2008, presente a mencionada deficiência. Mister considerar o fato incontroverso que os presentes autos de inquérito são compostos de elementos físicos e digitais. Em relação aos documentos digitalizados, é possível a realização da resposta preliminar do réu, mas tal não ocorre com os elementos físicos, em especial pelos CDs de interceptação telefônica que não estão dispostos às partes e foram novamente direcionados à Polícia Federal. A Resolução nº 63, de 26/07/2009, do Conselho da Justiça Federal, que determina a tramitação direta dos inquéritos policiais entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, não tem o condão de afastar as garantias Constitucionais, servindo de instrumento para impedir às partes a ter acesso às peças integrantes do inquérito. Tal instituto foi utilizado pelo D.D. Ministério Público até o oferecimento da denúncia, mas, aberto o prazo para defesa, não há como se admitir a ilegalidade. A prova não é mais do Ministério Público findo o inquérito; é sim do processo. Ou o inquérito está concluído, ou ainda não há que se decretar a nulidade do recebimento da denúncia, deferindo-se novo prazo às partes e excluindo-se tais provas do processo. Vivemos em um Estado Democrático de Direito, no qual, como nos ensina a Profª. Ada Pellegrini Grinover, em "Nulidades no Processo Penal", "o direito à prova está limitado, na medida em que constitui as garantias do contraditório e da ampla defesa, de sorte que o seu exercício não pode ultrapassar os limites da lei e, sobretudo, da Constituição." 

Os vícios ocorridos no curso do inquérito policial, em regra, não repercutem na futura ação penal, ensejando, apenas, a nulidade da peça informativa, salvo quando houver violações de garantias constitucionais e legais expressas e nos casos em que o órgão ministerial, na formação da opinio delicti, não consiga afastar os elementos informativos maculados para persecução penal em juízo, ocorrendo, desse modo, a extensão da nulidade à eventual ação penal. A medida cabível no presente caso é a nulidade da denúncia e a consequente declaração de nulidade das provas do processo, que retornaram à Polícia Federal, à fase inquisitiva, vez que impossibilita à defesa manifestar-se cabalmente sobre elas. 

2Da Competência Estadual 
O art. 109, V, da CF, estabelece que competente aos juízes federais processar e julgar "os crimes previstos em tratado ou convenção internacional, quando, iniciada a execução no País, o resultado tenha ou devesse ter ocorrido no estrangeiro, ou reciprocamente!. A competência para processar e julgar o crime previsto no art. 241-A, caput, da Lei 8.069, de 13 de julho de 1990, na redação da Lei 11.829/2008, é da Justiça Federal, por ser o Brasil signatário da Convenção sobre os Direitos da Criança, promulgado pelo Decreto nº 99.710, de 21 de novembro 1990, desde que presente a transnacionalidade do delito. A transnacionalidade é exigida também para o crime de racismo. Se o vídeo foi postado no Brasil, não há como se imputar à Justiça Federal a competência para apreciação do feito. Assim, as questões envolvendo a competência para julgar crimes cometidos via Internet exigem exame casuístico, não se presumindo que a simples utilização do meio virtual para a prática de delitos extrapole, por si só, os limites do território nacional. 

Veja-se precedente desta Corte acerca da matéria:
PENAL E PROCESSO PENAL. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO. DIVULGAÇÃO/PUBLICAÇÃO, POR MEIO DA INTERNET, DE MÚSICA COM CONTEÚDO DE PRECONCEITO RACIAL. ART. 20, § 2º DA LEI Nº 7.716/89. AUSÊNCIA DE PROVA DE QUE A CONSUMAÇÃO DO DELITO TENHA OU DEVESSE TER OCORRIDO NO ESTRANGEIRO. REQUISITO DA INTERNACIONALIDADE, A QUE ALUDE O ARTIGO 109, INCISO V, DA CF/88, NÃO PREENCHIDO. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ESTADUAL. 

1. Para fins do disposto no artigo 109, inciso V, da CF, dois aspectos determinantes devem ser enfrentados, sendo que o primeiro diz respeito à existência de tratado ou convenção internacional assinado e aprovado pelo Brasil, e que o segundo diz respeito à internacionalidade da conduta;

2. O fato do crime ser cometido através da internet não é suficiente para firmar a competência da Justiça Federal, sendo necessária a prova de que houve execução ou consumação do delito no exterior, ou vice-versa.

3. Recurso em sentido estrito a que se nega provimento para manter a decisão que declinou da competência para processar e julgar o feito à Justiça Estadual...

(Classe: RSE - RECURSO EM SENTIDO ESTRITO Processo: 2007.72.01.000325-4UF: SC Data da Decisão: 2009). Grifei. 

Fundamenta o magistrado que a competência federal é atraída pelo fato do provedor ser localizado no exterior, irrelevância pois o servidor estar localizado em local alienígena ao território nacional não constitui ilícito e não atrai a competência e sim o resultado do crime: Ainda, os delitos objetos de investigação ultrapassaram os limites territoriais brasileiros - eis que praticados por meio da internet, por meio de sítio hospedado em servidor localizado no exterior (Estados Unidos da América e/ou na Malásia) Veja-se a jurisprudência sobre o tema: 

CONFLITO NEGATIVO DE COMPETÊNCIA. PROCESSO PENAL. VEICULAÇÃO NA INTERNET DE IMAGENS PORNOGRÁFICAS ENVOLVENDO CRIANÇAS E ADOLESCENTES. COMPETÊNCIA QUE SE FIRMA PELO LOCAL DA PUBLICAÇÃO ILÍCITA. 

1. CONFORME ENTENDIMENTO DESTA CORTE, O DELITO PREVISTO NO ART. 241 DA LEI 8.069/90 CONSUMA-SE NO MOMENTO DA PUBLICAÇÃO DAS IMAGENS, OU SEJA, AQUELE EM QUE OCORRE O LANÇAMENTO NA INTERNET DAS FOTOGRAFIAS DE CONTEÚDO PORNOGRÁFICO. É IRRELEVANTE, PARA FINS DE FIXAÇÃO DA COMPETÊNCIA, O LOCAL EM QUE SE ENCONTRA SEDIADO O RESPONSÁVEL PELO PROVEDOR DE ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL. 

2. OMISSIS." (CC 66.981, 3ª SEÇÃO, REL. MINISTRO OG FERNANDES, DJU 05-3-2009 PENAL E PROCESSO PENAL. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO. DIVULGAÇÃO/PUBLICAÇÃO, POR MEIO DA INTERNET, DE PORNOGRAFIA INFANTIL. ARTIGO 241 ECA. AUSENTE PROVA DE QUE A CONSUMAÇÃO DO DELITO TENHA OU DEVESSE TER OCORRIDO NO ESTRANGEIRO. REQUISITO DA INTERNACIONALIDADE. ARTIGO 109, INCISO V, DA CF/88. ÔNUS DA PROVA. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ESTADUAL. 

1. PARA FINS DO DISPOSTO NO ARTIGO 109, INCISO V, DA CF/88, DOIS ASPECTOS DETERMINANTES DEVEM SER RECONHECIDOS: PRIMEIRO, A EXISTÊNCIA DE TRATADO OU CONVENÇÃO INTERNACIONAL ASSINADO E APROVADO PELO BRASIL E, SEGUNDO, QUE SE TRATE DE CRIME À DISTÂNCIA, COM EXECUÇÃO OU RESULTADO EM MAIS DE UM PAÍS. 

2. O FATO DO CRIME SER COMETIDO ATRAVÉS DA INTERNET NÃO É SUFICIENTE PARA FIRMAR A COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL, SENDO NECESSÁRIA A PROVA DE QUE HOUVE EXECUÇÃO OU CONSUMAÇÃO DO DELITO NO EXTERIOR.

3. A CONSTITUCIONAL PREVISÃO DE CRIME À DISTÂNCIA QUANDO O RESULTADO DEVESSE TER OCORRIDO EM OUTRO PAÍS, É HIPÓTESE DE CRIME TENTADO, ONDE O RESULTADO NO ESTRANGEIRO NÃO É APENAS POTENCIAL - COMO SE VERIFICA NA INTERNET - MAS EFETIVAMENTE PROCURADO PELO EXECUTOR DO CRIME. 

4. TENDO O AGENTE REALIZADO OS ATOS EXECUTÓRIOS DO CRIME NO PAÍS, ARQUIVANDO O CONTEÚDO PORNOGRÁFICO EM PROVEDOR NACIONAL, A INCIDENTAL TRANSFERÊNCIA DOS DADOS A SERVIDOR NO ESTRANGEIRO É DILIGÊNCIA INTERNA DO PROVEDOR, QUE NÃO SERVE PARA A CONFIGURAÇÃO DO CRIME INTERNACIONAL, SOB PENA DE DESARRAZOADA ORDINARIZAÇÃO DA JURISDIÇÃO FEDERAL PARA OS CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET. 

5. REJEITADA A ARGUIÇÃO DE PROVA DESARRAZOADA, PELA CONCRETA CONSTATAÇÃO DE QUE SÃO INFORMADOS OS IPS DE ACESSO E SUA LOCALIZAÇÃO, POSSIBILITANDO AO AGENTE MINISTERIAL PROVAR SE HOUVE EFETIVA PUBLICAÇÃO INTERNACIONAL DO MATERIAL. 

6. SENDO O CRIME INICIADO NO BRASIL, SEM PROVA DA PUBLICIZAÇÃO EM OUTRO PAÍS, NÃO É CASO DE CRIME À DISTÂNCIA, MAS DE CRIME INTERNO DE PUBLICIZAÇÃO DE CONTEÚDO DE PORNOGRÁFICO INFANTIL. 

7. MANTIDA A REMESSA DA PERSECUÇÃO CRIMINAL À JURISDIÇÃO ESTADUAL. (CLASSE: RSE - RECURSO EM SENTIDO ESTRITO PROCESSO: 2009.72.01.005538-0UF: SC DATA DA DECISÃO: 16/03/2010) 

O fato do Segundo Réu, Marcelo Valle Silveira Mello, tivesse ou tenha prestado serviços ao Conselho de Justiça Federal, por si só não atrai a competência da Justiça Federal para o caso, pois o relatório da PF apenas supõe a utilização da internet do Conselho de Justiça Federal, mas não há evidências concretas sobre o fato. As investigações não são direcionadas neste sentido, pois o mencionado réu foi detido em na cidade de Curitiba, e os equipamentos analisados são pessoais. Necessário, portanto, a nulidade do recebimento da presente denúncia com o declínio de competência a justiça estadual. Não entendendo Vossa Excelência pelo acolhimento das preliminares arguidas. 

MÉRITO Da Necessidade de se Individualizar as condutas. 
O esclarecimento deste ponto é importante para individualizar a conduta de cada usuário na rede e para atribuição de suas responsabilidades e participações, exegese da Lei Processual, evitando-se que atribuições injustas recaiam sobre o Denunciado. 

Dos elementos coligidos nos autos, desde o inicio da persecução penal, na fase inquisitória onde a Polícia Federal pugnava pela quebra de sigilo, as investigações apontavam para a assertiva de que Emerson não administrava o site, embora confesso, fosse ele um usuário contumaz, a demonstração desta assertiva ocorre em vários momentos dando conta que do Denunciado solicitava a Marcelo Valle que inserisse ou ainda que retirasse os textos do site. A Polícia Federal, ao apontar o Denunciado como autor de um vídeo contra a Igreja Universal, nos autos de Busca e Apreensão 5004159- 78.2012.404.7000 evento 1), relata que a sua esposa Francielle pediu para que o mesmo tirasse o vídeo do ar, informando ainda que, posteriormente ao fato o denunciado, enviou um e-mail a Marcelo Mello, o verdadeiro administrador do site, para que ele tirasse este vídeo do ar. Ora, se ele tivesse poderes de administrador, certamente ele próprio retiraria o vídeo do ar.

(5004159-78.2012.404.7000 evento 1). A Polícia Federal relata ainda que em, 21 de dezembro 2011, o Denunciado pergunta a Marcelo se ele havia retirado o vídeo do ar, demonstrando que ele não detinha poderes de gerenciador de informações, como quer fazer crer, em suas conclusões nos relatórios de investigações da Polícia Federal. As provas de que o Denunciado era um usuário do site e que ele não havia concorrido para a sua formação é produzida pela própria Polícia, embora posteriormente, após a prisão de Marcelo Mello Valle, este tenha confessado ser o administrador do site. 

Ainda nos autos de Busca e Apreensão 5004159- 78.2012.404.7000, no evento 1, a Polícia Federal reproduz que Marcelo Mello informa ao Denunciado que o site silviokoerinch.com não iria mais para o ar por conta da pressão ICAA (órgão internacional de manutenção de sites). Mais tarde, Marcelo Mello informa a Emerson a existência de outro site silviokoerich.org. A Polícia Federal tenta atribuir à administração do site, por conta das palavras de Marcelo, reproduzindo as palavras que "conseguimos voltar", quando então ele cria o ambiente silviokoerich.org. Ora, estas palavras são um referencial às pessoas que postam no site e não tem o condão de atribuir responsabilidades e poderes a ninguém, mormente seja um aviso "comemorativo" da existência de outro ambiente onde os usuários possam postar. 

(5004159-78.2012.404.7000 evento 1). Conclui ainda em seu relatório 011/2012, evento 15004159- 78.2012.404.7000, os investigadores Fernando Encimas e Miriam Regina Braga, tecendo as seguintes considerações. 
Mas as investigações não demonstraram em momento algum que Emerson era administrador do site. Ainda observamos das investigações muitas acusações sem fundamento onde a Polícia atribui ao Denunciado qualquer texto preconceituoso, cuja autoria não consiga identificar. Tais alegações sem comprovação técnica são por demais perigosas, pois nada impede que sejam juntados fotos de menores aos autos e sejam imputados ao Denunciado. Não se imiscuindo na defesa processual de Marcelo, mas possível observar que a Polícia Federal junta aos Autos mensagens datadas do ano de 2004, onde já existe Ação Penal n º 2005.01.1.076701-6, que tramita na 6 ª Vara Federal de Brasília mensagens que foram juntadas para apontar similaridades com o caso, mas que visam intervir na decisão do magistrado. 

Continuidade Delitiva. 
Em que pese a reprobabilidade dos textos e mensagens, inerente à tipificação penal atribuída pelo D.D. Ministério Público, ao teor dos autos, não há como se atribuir a incidência por duas vezes do crime previsto no escrito no art. 20, §2º, da Lei 7.716-89, nos moldes propostos pelo D.D. Ministério Público, pois dado a pouco lapso de tempo, concluem-se que se demonstrada a materialidade e autoria, houve no caso uma continuidade delitiva e não concurso material de crimes como prevê o art. 69 do CPC. A análise dos autos deixa claro que, pelas condições de tempo, lugar e maneira de execução, as diversas mensagens preconceituosas devem ser consideradas como continuação da primeira. Com efeito, todas as declarações racistas foram proferidas em sites e ambientes virtuais próprios em intervalo exíguo entre um e outro, não sendo adequada a punição do apelado nos termos do art. 69 do Código Penal. 

Inexistência do 2º Fato e da Atipicidade da Conduta Crimes previstos no art.241-A e 241 E da Lei 8069/90. 
A necessidade de se de individualizar as condutas e estabelecer quem realmente detinha poderes para administrar os sites residem justamente, para que não se atribua crimes a quem não os cometeu. O Réu confessou, na fase inquisitorial, que postava diversos textos de cunho preconceituoso e não negou autoria do vídeo produzido, mas negou que tenha-os postado na Internet, alegando que sua atitude teve objetivo de refutar ataques de sua ex-namorada, mas não subsistem as alegações do Ministério Público que a materialidade e autoria estão demonstrado em relação aos crimes previstos no art. 241-A e 241 e da Lei 8069/90. Com intuito de demonstrar sua inocência em específico sobre este tópico, o Réu autorizou à Polícia Federal expressamente a utilização de senhas de seus diversos ambientes virtuais. O tipo penal descrito no artigo no 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente descreve como figura típica oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio, inclusive por meio de sistemas de informática ou telemáticos, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo menores. Portanto, a conduta do Denunciado em momento algum se subsumiu à tipificada pelo Ministério Público, eis que o Réu em momento algum praticou qualquer dos verbos existentes no núcleo do tipo. Esse tópico é de extrema importância, pois nos HDs e periféricos pertencentes ao Requerido não serão encontrados qualquer indício que ele tenha oferecido, transmitido, distribuído ou divulgado vídeos ou fotos que contenham cena de sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente. E se existisse qualquer indício destes materiais nos equipamentos do Denunciado, a tipificação a ser dada ao caso era a prevista no art.241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente, e não a imputação de um crime que efetivamente o Denunciado não cometeu, a provar pelos diversos e-mails, trocados entre ele e o administrador do site. Apesar de, no momento da prisão, a Polícia ter divulgado ter apreendido uma grande rede de  pedofilia, não existem tais provas nos autos. Por oportuno é de ressaltar que toda a carga probatória, na forma do art. 156 do CPP, recai ao membro do parquet, vez que milita em favor do imputado a substancial presunção de inocência, valor de dignidade constitucional. O Denunciado impugna a juntada de qualquer material nesse sentido, em especial o deferimento da volta dos equipamentos à Polícia Federal, para segunda análise após aberto prazo a defesa. Ainda que tenha o Denunciado postado textos insinuando uma possível concordância com essa prática, rebatendo outros usuários, essa postagem é uma conduta em que se não configura a prática descrita no tipo e quanto a esse crime não houve confissão pelo Denunciado como quer fazer crer o D.D Ministério Público ao alegar que a materialidade e a autoria estão provadas. Basta acessar os documentos nos autos, onde está a publicação e a divulgação de material infantil. O fato do Denunciado postar textos aludindo a uma possível relação de sexo com menor não se subsume no tipo penal, ainda que reprovável a conduta. Cito as folhas mencionadas pelo MP. 382. O Ministério Público aponta divulgação de pornografia fl.393 do evento 105, mas não há qualquer foto ou vídeo contendo pornografia, folha 394 não há pornografia, a divulgação das fotos daquela menina que não está em cenas obscenas é extraída da própria internet. Em relação aos CDs e mídias, estas retornaram à Polícia Federal para análise quando deveriam estar à disposição das partes, impossibilitando assim a defesa preliminar que resta prejudicada neste aspecto. A Polícia Federal, em diversas manifestações, aponta a necessidade de se aprofundar nas investigações e identificar outros usuários, tornando oportuno falar que o site continua no ar, não havendo como se imputar toda a responsabilidade ao Denunciado.  Veja comentário da PF (fls 405 Evento 105). 

Há, no caso, uma necessidade premente de identificação dos usuários que postavam no site. Eis que quando o Denunciado foi preso em março de 2012, a Polícia Federal tenta imputar toda e qualquer mensagem ao denunciado, atribuindo-lhe o apelido de CapatazSancto. Às 409 (Evento 105), observamos que, em 8 de abril 2012 foram postado textos de conteúdo racista, com este apelido virtual, cuja autoria fora atribuída ao Denunciado que estava preso. Em relação aos fatos confessos, principalmente às postagens de textos, cabe ao réu apresentar sua defesa ainda que indireta, mas há fatos que são terminantemente negados pelo Denunciado, e não há nem indícios de materialidade nem de autoria que possam respingar no Denunciado. Esse é o motivo da quebra total e irrestrita de suas senhas. Esse é o motivo que o impulsiona a requer um perícia no material apreendido. 

DO PEDIDO 
Diante do exposto requer-se que seja decretada a nulidade do recebimento da presente denúncia, por conta de que as provas físicas, que deveriam ser do processo, estarem na atual fase à disposição, até o dia 18 de junho 2012, da Polícia Federal, impossibilitando assim às partes terem acesso a todo o conteúdo, causando-lhes prejuízos processuais irreparáveis. Requer, outrossim, que estas provas sejam declaradas nulas de pleno direito. 
b) seja reconhecida a competência da justiça estadual para atuar sobre o caso, decretando-se a nulidade do processo e a extinção da prisão cautelar imposta ao denunciado; 
c) requer que seja reconhecida de plano a inexistência de materialidade e autoria em relação ao 2º fato imputado ao Denunciado; requer-se a produção de todas as provas necessárias, legalmente admitidas, testemunhais e em especial a produção de provas periciais, que sejam realizadas por profissionais na área de informática e não por agentes concursados, em que se mostrará todo o alegado em especial em relação ao 2º Fato imputado. Por derradeiro, requer-se um prazo ainda que exíguo para juntada de procuração e ou substabelecimento. 

Termos em que p. deferimento. São José dos Pinhais, 8 de Junho de 2012. Paulo Hernani de Menezes Jr. OAB/PR 53019

Controvérsias

Emerson possui uma visão de mundo que pode ser chamada de mista, pois combina algumas opiniões consideradas antagônicas por diferentes correntes políticas, religiosas, entre outras. Suas posições muitas vezes se contradizem, fato que é denunciado pelos seus inimigos, desafetos e aqueles que foram enganados por ele.

Contradições como conservador e direitista

Apesar de defender o conservadorismo, a direita e o cristianismo, posições políticas e religiosas que defendeu diferentes vezes se contradizem. Alguns de diversos exemplos:

  • Defende o conservadorismo, mas casos como sua prisão em 2012 (por postagens consideradas preconceituosas e até absurdas) e em 2017 (por imigração ilegal e outros crimes) vão contra suas declarações, que não são defendidas pelos conservadores.
  • Defende a direita, mas ataca mais os políticos e pessoas direitistas do que a esquerda, além de defender pautas que nunca foram defendidas pela direita (como o establishment e os antiglobalistas).
  • Defende a intervenção militar, mas ataca os intervencionistas.

Antipetista e pró-tucano

Em 2013, na tentativa esconder seu passado duvidoso por causa da prisão em 2012, passou a aparecer em fotos e vídeos falando mal da Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores, chegando a defender abertamente que o PSDB volte a presidir o Brasil, além de encontrar pessoas e políticos tucanos, chegando a defender Aécio Neves e Beto Richa (ambos do PSDB).

Em 2015, sem nenhum motivo aparente, passou a defender Jair Bolsonaro como próximo presidente do Brasil, mas seu apoio foi curto, pois a rejeição de Bolsonaro em se encontrar com Emerson veio logo depois. Desde então, Emerson passou a atacar Bolsonaro em seus vídeos e textos nas redes sociais (Facebook, Twitter e YouTube), dizendo que ele faz parte da "falsa direita".

No entanto, quando o PSDB se opôs ao impeachment da Dilma Rousseff (2015) e a alta cúpula tucana foi atingida pelas investigações da Lava Jato que levaram a começarem a caírem em desgraça pública (2016-17), em nenhum momento Emerson denunciou o PSDB como parte da falsa direita (já que o PSDB e o PT têm acordo nos bastidores da "estratégia das tesouras" desde 1989). Ele defende o corrupto Beto Richa, preso três vezes por mandar assaltar os pagadores de impostos nos pedágios do Paraná, e inclusive aparece numa foto tirada com ele em 2014. Em anos recentes, passou a criticar e fazer comentários duvidosos e ameaçadores contra políticos de direita e esquerda (ver Lista de inimigos declarados).

Sobre os homossexuais

Emerson diz não ter preconceito contra homossexuais (gays e lésbicas). No entanto, diz ser contrário a qualquer direito especial deles e que os considera uma anomalia a ser curada. Além disso, ataca e acusa sem provas Jean Wyllys (ex-BBB e ex-político homossexual brasileiro) com palavras de baixo calão de forma homofóbica e pessoal.

Sobre a imigração na Europa

Todo buen español debe mirar siempre a Inglaterra al orinar. Y también todo buen español debe mirar siempre a MECA al cagar!

—Variação de uma frase de Blas de Lezo

Emerson é vigorosamente contra a imigração de muçulmanos do Oriente Médio para a Europa, apesar de ter feito amizade com vários muçulmanos na Espanha.

Segundo alguns, isso contraria sua prática por ele ter sido preso e deportado dos EUA em 2017 por imigração ilegal. Apesar disso, ele se recusa a comentar sobre o lado negativo da imigração denunciado pelos antiestablishment e os antiglobalistas (direita, cristãos, anti-imigração), além dos próprios árabes e muçulmanos (que são contrários à imigração dos seus cidadãos ao continente europeu).

Fake news e desinformação nas redes sociais

Desde que começou participar de redes sociais na internet, há mais ou menos uma década, foi acusado de espalhar fake news e desinformações. Isso ocorreu inclusive na época das eleições de 2018. Nos tempos que estava com perfil no Facebook (2018-19), compartilhava informações e notícias de qualidade duvidosa vindas da esquerda (Carta Capital, Catraca Livre, Mídia Ninja etc.) e da grande mídia, além de fake news aliadas à falsa direita (os grupos Globo, Estadão, Folha, entre outros), quando era noticiada alguma irregularidade (verdadeira ou falsa) de políticos de direita (principalmente Jair Bolsonaro).[nota 14]

Mesmo sendo contra esta corrente ideológica da esquerda ou da falsa direita, é possível que ele espalhava essas desinformações por ser financiado por algum intervencionista para atacar e dividir a direita (talvez para tentar impedir a vitória do Bolsonaro), o que supõe que ele apoiava indiretamente que Fernando Haddad ou algum candidato do establishment (do agrado da direita, esquerda e da grande mídia) se tornasse o novo presidente. Os vídeos e textos demonstram sua verdadeira intenção de acordo com seus inimigos que o denunciam como uma "quinta coluna", "infiltrado", "criminoso" ou "foragido".[nota 14]

Declaração sobre a visita de Jair Bolsonaro a Donald Trump nos Estados Unidos

Em março de 2019, antes e depois de Jair Bolsonaro visitar os Estados Unidos e se encontrar com Donald Trump, Emerson acusou Bolsonaro de ser um entreguista e se sujeitar aos interesses americanos,[7] mas ao mesmo tempo, estranhamente, elogia Trump em excesso por outros motivos, além de dizer que preferiria que o mandatário americano não tivesse recebido o brasileiro.

As declarações e postagens contra a visita de Jair Bolsonaro e elogios a Trump tiveram reações negativas imediatas pelos seus seguidores (principalmente no Facebook), desencadeando uma grande controvérsia criada desnecessariamente em torno de si mesmo.[7] Ele acabou contradizendo o apoio que diz ter a Trump em postagens de textos e vídeos, em que dizia ser um "trumpista" desde os tempos das eleições americanas em 2016, provocando uma grande treta com seus seguidores que apoiam o mandatário americano e a visita do mandatário brasileiro.[7]

Por causa de suas postagens controversas, ele perdeu centenas de seguidores em poucos dias (aumentando ainda mais seu número de ex-fãs e haters), já que eles apoiavam a aliança conservadora de Trump-Bolsonaro (ou "BolsoTrump"). Começaram a questionar se ele era realmente um "direitista de carteirinha", acusando de ser um desinformante da famigerada falsa direita, a ex-nova direita (que age para dividir a direita e manter a falsa briga com a esquerda), além de denunciar o perfil dele no Facebook.

Só que Emerson ignorava que seus ex-seguidores apoiassem a aliança conservadora dos mandatários americano e brasileiro, além de outros políticos que têm ideais semelhantes, o que ajudou os líderes partidários europeus e latinos mais à direita a conseguir resultados nas eleições recentes (contra a direita tradicional, esquerda e suas linhas auxiliares), já que os mandatários dos dois países e líderes da direita são antiestablishment e antiglobalistas, tendo surgido em anos recentes devido às crises (econômicas, sociais e políticas) que seus países enfrentavam.

Mais tarde, aproveitaram mais uma contradição para insinuarem que ele também atacava os Estados Unidos e afirmar que ele agiu em interesses obscuros (já que as declarações são semelhantes aos discursos antiamericanos). Graças essa mancada, voltaram à tona (para seu desespero) as confusões em que ele se meteu nos EUA de 2016 a 2017, quando entrou naquele país como "asilado político" e saiu "deportado" (por imigração ilegal e golpes contra brasileiros), sendo proibido de entrar no país por cinco anos, além de outros crimes que levaram à sua primeira prisão.

Opinião sobre indivíduos

Lista de inimigos declarados

As seguintes pessoas, em algum momento, passaram a ser alvos dos ataques de Emerson. Alguns deles por serem, para ele, parte de uma quadrilha que abafa a pedofilia e a corrupção política (seja a esquerda ou a direita) no Brasil. No entanto, as acusações feitas por ele nunca foram provadas, razão pela qual ele é alvo de dezenas de processos. Basicamente, é só não dar atenção total para ele para se tornar automaticamente um inimigo mortal.

Pessoas em destaque são as vítimas das críticas mais pesadas por Emerson e os mais atacados por ele.

Channers e figuras relacionadas a chans

YouTubers e (sub)celebridades da Internet

  • Nando Moura, músico, roqueiro e YouTuber o qual Emerson afirma ser pedófilo;[35]
  • Olavo de Carvalho, escritor, YouTuber, entre outros, que ele chama de "pedófilo da Virgínia" e acusa ser o chefe de Marcelo e Rafaela;
  • Ricardo Ohara, youtuber nipo-brasileiro que ele acusa de ser dogoleiro e pedófilo;
  • Débora G. Barbosa, youtuber brasileira residente da Inglaterra;
  • Monark, youtuber que ele cogita ser um dogoleiro;
  • Maicon Küster, outro youtuber que ele cogita ser um dogoleiro;
  • Rômulo Maraschin, youtuber terraplanista e conspiracionista;[35]
  • Além da Nuvem, canal de vídeo conspiracionista;[35]
  • Tiu Lu, canal de vídeo;[35]
  • Julio Severo, blogueiro e ativista pró-família, refugiado nos Estados Unidos desde 2009, que ele diz ser um pedófilo e luciferianista;
  • Francisco Demilson de Oliveira, YouTuber e dono do canal "Perguntar Não Ofende" que Emerson diz ser pedófilo e usuário da Deep Web;
  • Humberto Volts, blogueiro e vlogger.[35]
  • Cléber Monteiro Muniz, que muitos suspeitam de ser o Nessahan Alita mas que segundo Emerson é na verdade o Silvio Koerich;
  • Paulo Pavesi, que no início admirava, mas passou a repudiar após ele se envolver com política;

Políticos e figuras públicas

  • Jair Bolsonaro, atual Presidente da República,[35] e todos os filhos dele;
  • Ana Caroline Campagnolo, deputada estadual de Santa Catarina e professora universitária de história;
  • Joice Hasselmann, ex-jornalista e atual deputada federal;[58]
  • Carla Zambelli, ex-feminista e atual deputada federal;[58]
  • Gleisi Hoffmann, deputada federal (ex-senadora) pelo Paraná que ele chama de "padroeira dos pedófilos";
  • Sérgio Moro, ex-juiz e ex-ministro da Justiça;
  • Dilma Rousseff, petista ex-presidente do Brasil;
  • Lula, petista ex-presidente do Brasil;
  • Arthur do Val, deputado estadual e youtuber;
  • Marcos do Val , senador pelo Espírito Santo;
  • Hélio Beltrão, presidente do Instituto Mises Brasil, que ele diz ter financiado a campanha da Dilma mesmo sendo libertário contra o Estado;
  • Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro filiado ao PRB;[4]
  • General Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil;
  • Jean Wyllys, ex-deputado federal e refugiado em países europeus;
  • Cabo Daciolo, ex-deputado e candidato evangélico a presidência nas eleições de 2018;
  • A Polícia Federal do Brasil, que diz ser corrupta igual a KGB  e a Stasi , com a exceção de poucos delegados como Flávio Augusto Palma Setti, Igor Romário de Paula e Flúvio Cardinelli García;
  • Eduardo Gaievski, ex-assessor de Gleisi Hoffmann e um dos maiores pedófilos da história;
  • Papa Francisco;
  • Benjamin Netanyahu , vulgo "Bibi", primeiro-ministro de Israel;
  • Seu advogado Paulo César Ramos, da época da Operação Intolerância;
  • Ivandro Biscaia, ou "Ivandro Biscate", candidato a vereador em Curitiba e suposto envolvido nos ataques nos EUA;
  • Romeu Tuma Júnior , político autor do livro Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado (admira o livro, mas não o autor);
  • Luciano Hang, empresário conhecido como "Véio da Havan";

Outros

  • Rafaela Almeida Vivas da Silva, sua ex-amante que ele considera a grande chefe por trás de toda a perseguição a ele na Internet e que está por trás de diversos crimes;
  • Léo Vivas , ou "Vovó Mafalda", pai de Rafaela e bispo da Igreja Universal do Reino de Deus;
  • Ivan Fagundes Machado, que ele diz ser o assassino de Rogério Gaspar;
  • Vários bispos e pastores da Igreja Universal, incluindo:
    • Pastor Jorge Carrillo;
    • Bispo Randall Filho, que ele diz ser um homossexual e bandido que ameaçava pessoas na rua;
    • Bispo Jerônimo Alves, que teria sido pego lavando dinheiro;
    • Pastor Flávio Tavares, que ele diz ser homossexual com um casamento de fachada;
    • Pastor Joelson, que era namorado da mãe da Rafaela e de Léo Vivas (Emerson comemorou muito quando ele caiu);
    • Pastor Gerônimo Alves, que teria sido pego roubando dinheiro que ia para a Rede Record
    • Bispo Darlan, conhecido como "Le Boy" por ser homossexual e frequentar casas de gogoboy;
    • Valdemir Soares, que lavava dinheiro da COHAB (Conjuntos Habitacionais de Curitiba) e foi seu maior inimigo na IURD (Emerson também comemorou muito quando descobriu que Valdemir caiu);
    • Von Elder, um degenerado que teria fodido mais de 100 prostitutas, além de sair com homens também;
  • Todas as outras igrejas evangélicas, que ele diz serem corruptas;
  • Karina Guimarães Ponte, ex-namorada, suposta hacker da Santa Casa de São Paulo e amiga da Rafaela;
  • Juliana Pinheiro da Silva Viana, ex-namorada loira e farmacêutica de Campina Grande, Paraíba (também ex-namorada de Marcelo Almeida da Siemens), que ele diz ser uma "puta louca esquizofrênica" que ameaçou destruir sua vida;
  • Milânia Neves, secretária do Maranhão;
  • Daniela Kwitko, judia advogada e ex-secretária da Fazenda;
  • Thiago Lima, ocupação desconhecida;[35]
  • Loryel Rocha, ocupação desconhecida;[35]
  • Reginaldo Florêncio Werneck, vulgo "Dom Werneck", ocupação desconhecida;[35]
  • Danilo Gentili, humorista e apresentador de TV;
  • entre outros.

Pessoas que ele admira

Ao contrário da colossal lista de inimigos, Emerson também detém admiração por um pequeno número pessoas e organizações.

  • Campos Diogo Rodrigues, seu pai, que ele considera o" homem mais honesto, íntegro e trabalhador que jamais conheceu".
  • Rogério Gaspar, amigo e falecido técnico que ele admira pelos conhecimentos tecnológicos que tinha;
  • Ricardo Wagner Arouxa, estudante carioca de Análise de Sistemas vítima de dogoleiros;
  • Dr. Eduardo Gogola, um dos seus advogados que, ironicamente, tem um sobrenome parecido com "Dogola";
  • Alguns poucos delegados da Polícia Federal do Brasil, como Flávio Augusto Palma Setti e Igor Romário de Paula;
  • Maria Wyatt, tradutora na corte criminal de Las Vegas que foi testemunha em favor dele no FBI e o ajudou a alugar um quarto para ele em seu chalé;
  • Davincci Lourenço de Almeida, teórico da conspiração que afirmou ter levado uma mala de dinheiro para Lula;
  • CIA, FBI, NSA e outras polícias do governo americano;
  • Pedro Varela e José Antonio Primo de Rivera, que para ele têm a mesma missão que ele.
Pessoas históricas
  • Blaz de Lezo  (1689–1741) , almirante espanhol que ele considera um herói;
  • Francisco Franco  (1892–1975), general espanhol e Caudillo da Espanha de 1936 a 1975 (Emerson o considera "o melhor estadista que já existiu");
  • Ayrton Senna  (1960–1994), que o inspirou a ser corajoso, ousado e talentoso. Ele o considera o melhor piloto da história, mesmo que os números (que ele diz serem forjados) digam o contrário. Ele também acrescenta que a Mercedes-Benz financia o Black Lives Matter.

Curiosidades

  • Emerson costuma chamar o Brasil de "Bostil" e diz que nunca voltará a pisar no país, a não ser se for para ajudar a prender as pessoas que ele quer prender.
  • Antes da Espanha, Emerson já fez turismo em 60 países do mundo, e já trabalhou em 52 deles como engenheiro de telecomunicações.[54] Entre os países em que ele já esteve ou trabalhou estão EUA, Canadá, México, El Salvador, Índia, Quênia, Filipinas, Nigéria, Colômbia, África do Sul, Reino Unido, Irlanda, França, Romênia, Polônia, Armênia (Yerevan, 2009, Rússia (treinamento em São Petesburgo, 2009) e Japão.
  • Nos EUA, ele já morou em Chicago, Las Vegas, Boston, Nova Jérsei, Colorado e Rhode Island. Já esteve em mais de 16 estados, incluindo também Arkansas e Tennessee.
  • Espiritualmente, diz ser cristão e acreditar em reencarnação.
  • Diz ser favor do separatismo no Brasil, incluindo do Sul e do Nordeste, para quebrar a Nova Ordem Mundial . No entanto, quando é da Espanha, a história muda: é contra a Catalunha se separar do território espanhol.
  • Afirma ter acumulado mais de €600 mil em espécie.
  • Afirma ser o escritor conhecido pelo pseudônimo Nessahan Alita, mas os fãs de Alita não acreditam nessa história, pois as declarações de Emerson sobre as mulheres contradizem com os livros do escritor.
  • Diz ser MGTOW.
  • Afirma que, durante seu envolvimento sexual com Joice Hasselmann entre 2009 e 2010, ela gostava bastante de fazer sexo anal e uma vez chegou até a defecar na sua barriga, fato que teria acontecido num hotel em São José dos Pinhais ou Colombo.
  • Quando estava na Índia em 2011, Rafaela lhe enviou um vídeo sendo gangbangeada por vários negros e dizendo que todo homem branco devia ser sodomizado. O vídeo inteiro tem 18 minutos e está perdido para sempre, mas um pequeno trecho pode ser encontrado no BitChute.[nota 15] Ao ver o vídeo, ele teve ataque de raiva e gravou o famoso vídeo da Índia em que faz várias declarações preconceituosas e racistas sobre o país para enviar a ela como resposta. No final de 2011, o vídeo infame foi vazado e disponibilizado na internet no YouTube. O vídeo original foi tirado do ar, mas cópias foram feitas e também retiradas do ar por diversas vezes. O vídeo é usado pelos seus inimigos até hoje para demonstrar que ele é preconceituoso e racista. Emerson alega ter se arrependido de ter dito essas coisas.
  • Tinha um monte de blogs, um para cada assunto que achava dominar. Como já era de se esperar, ninguém nunca deu uma foda.
  • Em 2 de outubro de 2020, já tinha feito 320 denúncias formais ao MPF.[88]
  • É idêntico fisicamente a diversas pessoas: ao youtuber SkipNhO, ao Nicolas do Junior Bake Off Brasil 2020 e ao radialista Marcos Chiesa  (ex-Pânico da Jovem Pan).
  • Emerson diz ter premonições. Disse ter sonhado com a sua prisão, com a morte de seu pai e com a morte de Ayrton Senna. Antes da morte de Rogério, teria sonhado com um caixão carregando um corpo putrefato com um anel de ouro (que Rogério realmente tinha) e também com Rogério e seu pai na porta de sua casa, quando a música "Cry for Help" do Rick Astley começou a tocar em seu celular.
  • Afirma estar escrevendo vários livros que venderá diretamente para cada comprador (exigindo identificação), entre os quais:
    • Os Sofistas da Direita: Falsos Defensores da Liberdade;
    • Nas Masmorras do Brasil: Retrato de um País onde Quem Investiga é Cúmplice e Quem Julga é da Máfia;
    • O Código de Honra Prussiano;
    • A Bíblia do Homem Branco Heterossexual;
    • Como Resgatar a Virilidade do Homem Branco;
    • Democracia: O Pavimento ao Comunismo;
    • Série Nessahan Alita para Mulheres (8 livros), dedicado a refutar o feminismo e escrito em primeiro lugar para sua filha;
    • Dolores Aronovich Aguero: A Saga de um Demônio
    • além de reedições de livros revisionistas.

Poderes e habilidades

  • Engenharia eletrônica: Tendo trabalhado como engenheiro de comunicações em diversas empresas de telefonia, incluindo Ericsson, Nokia, Siemens, Alcatel e Huawei, tem um conhecimento considerável dessas tecnologias.
  • Poliglotismo: Afirma ser fluente em português, inglês, espanhol e italiano, avançado em alemão, intermediário em francês e também saber também um pouco de árabe.[4][5]
  • Ciências humanas: Afirma ter um conhecimento considerável de história e filosofia, o que lhe permite escrever seus artigos e livros, incluindo os livros que teria escrito como Nessahan Alita.
  • Leitura facial: Consegue interpretar microexpressões faciais.
  • Conexões com o governo americano e espanhol: Alega possuir a cidadania espanhola e que está imune de extradição ou prisão e tem conexões com a Guarda Real Espanhola. Diz que vai conseguir o green card americano, além de auxiliar as autoridades americanas (incluindo o FBI e a CIA).

Dados

Videos

Delegado Flávio Augusto Palma Setti falando que Emerson é inocente (a partir dos 14 minutos)

Galeria

Montagens

Notas

  1. O nome de nascimento é Emerson Eduardo Rodrigues. O final Setim ele acrescentou ao se casar com Franciele Aparecida Gonçalves Araújo Setim em 2012. Apesar do divórcio, "Setim" ainda consta em seus documentos.
  2. 2,0 2,1 2,2 Esse monte de nomes facilita que a Wikinet seja sempre a primeira nas buscas do Google, Bing, DuckDuckGo, Yahoo, entre outros, sobre a biografia que a imprensa brasileira tem preguiça de investigar e publicar (hehehe...).
  3. Muito semelhante às acusações de envolvimento do Dogolachan com o Massacre de Suzano, que viriam a ocorrer oito anos depois.
  4. Uma das poucas boas neste blog "Silvio Koerich fake" acertou o que a Rede Globo seria dentro de alguns anos, quando passou a defender pautas esquerdistas e globalistas.
  5. Na época, a palavra doxxing não era conhecida.
  6. 6,0 6,1 A imprensa brasileira não se interessa em acompanhar os processos judiciais dos criminosos presos (já que demoram) e acompanhar andamento de casos em segredo judicial é crime. Quando os criminosos voltam aos crimes, a imprensa já esqueceu que publicou seus nomes anos atrás. Isso não foi visto como os casos do Mensalão, Lava Jato ou até mesmo casos de assassinatos que geraram repercussão nacional (como o recente caso da morte de Marielle Franco e seu motorista Anderson Rodrigues).
  7. Acreditem se quiser: Emerson e Marcelo foram soltos graças ao indulto presidencial feito no final de 2012 pela então presidente Dilma Rousseff, considerada inimiga pela dupla.
  8. Na verdade, o PT e o PSDB são os partidos políticos usados na estratégia das tesouras dos partidos, já que o vermelho (PT) representa a esquerda radical (supostamente esquerda) e o azul (PSDB) a esquerda moderada (supostamente direita). Ambos os partidos têm o objetivo monopolizar e polarizar posições políticas, além de criar partidos de linha auxiliar, para impedir que outros partidos (sejam de direita ou esquerda, que são nacionalistas ou antissistema que repudiam este esquema) assumam o poder, além de implantarem o socialismo fabiano  para submeterem potências estrangeiras com leis duvidosas e questionáveis à sociedade civil. A crise econômica e o envolvimento de pessoas dentro e fora dos partidos na Lava Jato (desde 2014) contribuíram para a derrota dos dois partidos e seu coadjuvante MDB (ex-PMDB), terminando oficialmente em 1º de janeiro de 2019, quando, pela primeira vez desde a redemocratização, nenhum dos partidos (PT, PSDB ou PMDB) ou lideranças favoráveis ao chamado "globalismo" conseguiram chegar à presidência.
  9. O tal livro, Os Sofistas da Direita: Falsos Defensores da Liberdade, que Emerson promete desde 2014 (!!!) nunca foi lançado no Brasil. De acordo com o próprio autor do suposto livro, tem conteúdo em que questiona o movimento da direita no Brasil.
  10. Até lá, o Brasil viraria uma "nova Venezuela"... Digo, uma "Brasilzuela"... por culpa do PSDB.
  11. e motivo de Emerson ter colocado a música Baker Street quando seu HD foi devolvido do FBI
  12. 12,0 12,1 12,2 O Governo Trump iniciou tolerância zero aos imigrantes ilegais e criminosos foragidos, mas a turma do politicamente correto e a imprensa fake news preferiu se referir a "imigrantes ilegais" simplesmente como "imigrantes" ou "indocumentados" (de onde tiraram esta palavra???), um flagrante apoio à imigração descontrolada que existe na Europa e que coloca os milhões de imigrantes legais como criminosos. Graças à política de tolerância zero, a imigração ilegal caiu 95% na fronteira com o México (voltando os índices de 1963, quando começaram os dados, depois que os cubanos começaram a fugir para os Estados Unidos) e aumentou a prisão em massa dos criminosos, que chegaram a quase 5 mil em menos de dois anos.
  13. Sim, é verdade: Se você resolver imigrar ilegalmente e passar do limite no território americano como "turista" ou "visitante", será preso. Além de ser preso em uma ala de ilegais, será expulso do país (isso se não cometer algum crime violento) e no dia seguinte começará a conta de cinco anos de proibição de entrar no país.
  14. 14,0 14,1 Quem é crítico do atual sistema político estabelecido após o fim da Guerra Fria ou de regime fechado de algum país e que não compactua com a corrupção na esquerda e direita (a dita "falsa briga"), jamais compartilharia postagens nas redes sociais da imprensa que é a favor desse sistema político. É como se um esquerdista compartilhasse notícias de sites de direita ou centro-direita que atacam a falsa direita ou um direitista compartilhasse notícias de sites de esquerda ou centro-esquerda que atacam a extrema-esquerda ou um esquerdista.
  15. E upado pelo próprio Emerson. Acesse no BitChute. Acesse https://www.bitchute.com/video/6FdDSl9CFLQi/

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/wp-content/uploads/sites/41/2019/01/1_DENUNCIA1.pdf
  2. Dono de site racista pode ter participação em homicídios. O Globo, 23 de março de 2012
  3. 3,0 3,1 3,2 ETDT, [ENTREVISTAS]:EMERSON EDUARDO RODRIGUES SETIM. ETDT, 19 de junho de 2015.
    No entanto, de acordo com o entrevistador após ser enganado, algumas acusações que ele faz não tem provas, mas não cita quais as partes, chamando-o de um "completo demente e esquizofrênico".
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 4,4 4,5 DESMENTINDO #WIKINET #WIKIPEDIA #MILICIAVIRTUAL # BOLSONARO #CPIFAKENEWS. YouTube. Publicado em 21 de dezembro de 2019.
  5. 5,0 5,1 Currículo
  6. 6,0 6,1 6,2 CASO BLOG SILVIO KOERICH - EMERSON EDUARDO RODRIGUES B.O.Animal. 20 de dezembro de 2011
  7. 7,00 7,01 7,02 7,03 7,04 7,05 7,06 7,07 7,08 7,09 7,10 7,11 7,12 7,13 7,14 7,15 7,16 7,17 7,18 7,19 7,20 7,21 7,22 7,23 7,24 7,25 7,26 7,27 7,28 7,29 7,30 7,31 7,32 7,33 7,34 7,35 Sparky Lurker. Emerson Eduardo Rodrigues Setim / Engenheiro Emerson / Capataz Sancto / Engenheiro Mijão / Pedolão - Contos da "redenção" de um ex-capataz sancto nos chans brasileiros. Kiwifarms, 9 de maio de 2019
  8. http://emersoneduardorodriguesdenuncias.blogspot.com/
  9. 9,0 9,1 http://archive.li/2G6W2
  10. TJ/RJ Consulta Processual do nº 0176053-13.2009.8.19.0001
  11. Perfil no Linkedin
  12. Série: Homens, o motor da civilização – Os homens prestam pra alguma coisa? Parte 3 Blog Silvio Koerich, 21 de julho de 2010 (ver comentários)
  13. https://twitter.com/AntiSecBrTeam/status/135186801659883520
  14. https://twitter.com/iPiratesGroup/status/135192702999470081
  15. https://twitter.com/AntiSecBrTeam/status/135215705900584961
  16. https://twitter.com/iPiratesGroup/status/135219557513183233
  17. https://twitter.com/iPiratesGroup/status/135422543032102912
  18. Exposição 1
  19. Exposição 2
  20. Operação Intolerância prende responsáveis pelo blog Silvio Koerich Polícia Federal, 22 de março de 2012.
  21. https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/brasil/2018/12/ex-aluno-da-unb-denunciava-os-proprios-links-racistas-para-driblar-pol.html
  22. http://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2015/08/justica-condena-pela-6-vez-eduardo-gaievski-por-abuso-sexual-de-menor.html
  23. https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/02/18/interna_cidadesdf,350223/justica-condena-reu-que-mantinha-site-de-odio-a-negros-nordestinos-e-gays.shtml
  24. 24,0 24,1 https://emersoneduardorodriguesdenuncias.blogspot.com/
  25. https://www.youtube.com/watch?v=ejBB2pMf0S8
  26. https://www.youtube.com/watch?v=8jq8rLAvYis&t=5s
  27. Casa em Colombo depredada, Imgur
  28. Certidão de Óbito de Campos Diogo Rodrigues - Imgur
  29. 29,0 29,1 Anexo_02-1.pdf Regulamentação de visitas de Emerson com sua filha Izabella
  30. https://www.youtube.com/watch?v=HLFHZEvkvyo
  31. https://robertolbarricelli1.wordpress.com/2014/02/03/entrevista-emerson-eduardo-rodrigues-setim-bloco-1/
  32. https://robertolbarricelli1.wordpress.com/2014/02/05/entrevista-emerson-eduardo-rodrigues-setim-bloco-2/
  33. https://robertolbarricelli1.wordpress.com/2014/02/06/entrevista-emerson-eduardo-rodrigues-setim-bloco-3/
  34. Super User. Condenado por incitar a violência, Emerson Eduardo Rodrigues é assessor do candidato a deputado federal Matheus Sathler (PSDB/DF), autor do "Kit Macho", Editora Derives, 30 de Setembro de 2014
  35. 35,0 35,1 35,2 35,3 35,4 35,5 35,6 35,7 35,8 35,9 Emerson Eduardo Rodrigues Setim (preso pela polícia federal)!, Humberto Volts
  36. Tupan (BLOG DO TUPAN). Homem é agredido após protestar contra Dilma, Bem Paraná, 17 de Outubro de 2014, 18:24
  37. Emerson Eduardo Rodrigues. ENTREVISTA QUE LUCIANO AYAN APAGOU Blogspot, 4 de maio de 2015.
  38. Emerson Eduardo Rodrigues. ENTREVISTA QUE LUCIANO AYAN APAGOU Blogspot, 4 de maio de 2015.
  39. Luciano Henrique Ayan. Entrevista: Emerson Eduardo Rodrigues Setim Blogspot, 24 de março de 2015.
  40. Luciano Henrique Ayan. Entrevista: Emerson Eduardo Rodrigues Setim Blogspot, 24 de março de 2015.
  41. Luciano Henrique Ayan. Entrevista: Emerson Eduardo Rodrigues Setim Blogspot, 24 de março de 2015.
  42. Ooooops! Erro 404 :( Certicismo Político, 9 de julho de 2015.
  43. 43,0 43,1 Mudou-se para Manila (Filipinas)
  44. 44,0 44,1 Documentos do terreno em Colombo, WebArchive
  45. https://vocaroo.com/3QnihFqxghu
  46. BO do WhatsApp - WebArchive
  47. Comunicado de Débito na Copel, Imgur
  48. 48,0 48,1 48,2 Mudou-se para Las Vegas
  49. 49,0 49,1 Mudou-se para Chicago
  50. 50,0 50,1 Mudou-se para Boston
  51. Denúncia de Emerson contra Coelho, nos EUA
  52. Ten locations I administer received bomb threat letter on networked Fax Printers. Reddit, 30 de maio de 2017, 10hs30min
  53. 53,0 53,1 53,2 Man jailed on multiple counts Prairie Daily News
  54. 54,0 54,1 Passaporte de Emerson - Imgur
  55. DESMENTINDO A WIKINET EMERSONEDUARDORODRIGUES YouTube, publicado em 21 de janeiro de 2020.
  56. 56,0 56,1 56,2 56,3 EMERSON EDUARDO RODRIGUES SETIM FOI PRESO NOS EUA Robson "Otto" Aguiar, 15 de agosto de 2017
  57. Department of Homeland Security - Voluntary Departure
  58. 58,0 58,1 58,2 58,3 58,4 58,5 Marcos Candido. Ameaças feitas a Jean Wyllys também perturbam deputada de direita: "Pânico" Universa, 11/02/2019 04h00.
  59. 59,0 59,1 Mudou-se para Roma (Itália)
  60. 60,0 60,1 Mudou-se para Madri (Espanha)
  61. Página 741 da Caderno 2 - Entrância Final - DJBA Jusbrasil, 13 de Março de 2018
  62. MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PEDE PRISÃO DE EMERSON EDUARDO RODRIGUES SETIM QUE ESTÁ FORAGIDO NA ESPANHA - Robson "Otto" Aguiar, 11 de fevereiro de 2019.
  63. Não acredita? Clique aqui.
  64. Assassinos de Suzano buscaram orientação na Deep Web Brasil Urgente, Rede Bandeirantes, 15 de março de 2019.
  65. Deep Web: submundo da internet é zona de ódio e crime Fantástico, Rede Globo, 17 de março de 2019.
  66. 66,0 66,1 Wikinet:Portal comunitário. Wikinet, 24 de abril de 2019, 17h12min
  67. 67,0 67,1 Wikinet:Portal comunitário. Wikinet, 24 de abril de 2019, 18h14min
  68. WhatIs MyIpAddress
  69. Utrace
  70. Diligencias previas 1070 2019 - Juzgado de Instrucción nº 52 de Madrid
  71. Denuncia de Emerson ao MPF contra Psy 18 de junho de 2018
  72. Department of Justice - Receipt for Property
  73. Diário de Justiça do Estado do Paraná (DJPR) Página 128, 3 de dezembro de 2019
  74. QUEM É GOEC? YouTube, postado em 24 de janeiro de 2020
  75. RECEBI AMEAÇAS DE QUEM EU ESTOU DENUNCIANDO #DOGOLACHAN #GOEC #DPR #DEEPWEB YouTube, postado em 24 de janeiro de 2020.
  76. THANK YOU FBI - I HAVE ALL BACK!😉 #FBI #SECRETSERVICE #NSA #CIA #HOAXEMERSONEDUARDORODRIGUESSETIM. YouTube, postado em 29 de janeiro de 2020.
  77. OHARA OU "JAPONESFAG" DO DOGOLACHAN - O CHICOTE VAI ESTRALAR NO TEU LOMBO!☠️😠👺 Youtube, 5 de fevereiro de 2020.
  78. 19 de fevereiro de 2020
  79. ATENÇÃO : NOVOS CANAIS E TEMÁTICA. YouTube. 22 de fevereiro de 2020.
  80. https://www.jusbrasil.com.br/processos/262574793/processo-n-0038136-3820168070001-do-tjdf
  81. https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10622653/artigo-140-do-decreto-lei-n-2848-de-07-de-dezembro-de-1940
  82. https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10621647/artigo-147-do-decreto-lei-n-2848-de-07-de-dezembro-de-1940
  83. SOBRE O REALCHAN E OUTROS CHANS - 55CHAN E SALMÃOCHAN
  84. A CRIMINOSA DA INTERNET - LOLA ESCREVA LOLA E SEU SÉQUITO. YouTube.23 de outubro de 2020.
  85. https://www.mpdft.mp.br/portal/index.php/comunicacao-menu/sala-de-imprensa/noticias/noticias-2020/12511-ndh-denuncia-homem-por-coacao-no-curso-do-processo-injuria-qualificada-e-ameaca-contra-ex-deputado
  86. Renata Baptista (Tilt). Senti que existe justiça, diz Lola sobre vitória em ação contra misógino UOL, 24 de novembro de 2020, 4hs.
  87. " Senti que existe justiça, diz Lola sobre vitória em ação contra misógino" 55chan, 24 de novembro de 2020.
  88. Todas as denúncias de Emerson ao MPF
  89. https://www.empresascnpj.com/s/empresa/emerson-eduardo-rodrigues-setim-nome-fantasia-vorwarts-solutions/19058170000155

Links externos

Ver também


 

Emerson Eduardo Rodrigues faz parte de nossa série de artigos sobre
chans
Visite o Portal:Chans para mais artigos do gênero.


 
Emerson Eduardo Rodrigues faz parte de nossa série sobre YouTube

YouTubers BR YouTubers gringos Memes Tubos Ver também

{{{c6}}}
{{{c7}}}
{{{c8}}}
ver fechar