Abrir menu principal

Wikinet β

Drauzio Varella

Drauzio Varella
Drauzio magro.jpeg
Apesar de correr, Drauzio nunca gostou muito de praticar musculação
Nome realAntônio Drauzio Varella
Nascimento03/05/1943 (76 anos)
OcupaçãoMédico, YouTuber
Logo do YouTube transparente.png CanalDrauzio Varella
Logo do YouTube transparente.png Nº de inscritos2,25 milhões

Dr. Auzio Varella é um comunista filho da puta médico, apresentador de TV e youtuber brasileiro metido a entendedor de tudo que se possa imaginar. Tem em seus principais interesses a medicina, literatura adulta e infantil, militância a favor das drogas, combate ao cigarro, sistema prisional brasileiro e tudo mais que der audiência. Trabalha pra Rede Globo.[1]

Por trabalhar para a Globo, é óbvio que Drauzio exibe opiniões típicas da grifinória, mas de uma maneira sutil [2] que não chega a polarizar o seu canal - exceto nos casos de alt-rightties fanáticos seguidores de Olavo de Carvalho que não querem sentir nem o odor de uma opinião contrária. Por exemplo, Drauzio Varella é a favor do aborto (coisa que ele demonstra de uma forma não explícita), o que é algo totalmente antiético considerando que ele é médico. Ele constrói seu argumento utilizando a velha falácia esquerdista de que é muito horrível que aborteiras pobres morram em clínicas clandestinas - sendo que foi uma escolha delas abortar - e diz que o aborto só é seguro para os ricofags - ou seja, os grandes empresários e enfim, aquele papo comunista chato de sempre.[3] Desta maneira, ele muda o foco da discussão sobre a moralidade do aborto para a situação do aborto no Brasil, pois querendo ou não, aborteiras vão abortar assim como odiadores vão odiar.

Em 2020, ele defendeu um travesti pedófilo que estuprou e assassinou uma criança de nove anos.

Índice

Vídeos interessantesEditar

Apologia da pedofilia, estupro e assassinatoEditar

Ver tambémEditar

Salsa

  1. Página do Drauzio no Fantástico
  2. Em 2018, ele rasgou a fantasia a apoiou abertamente Lula.
  3. Vídeo do Drauzio sobre aborto

Ligações externasEditar