JSON

Revisão de 22h21min de 6 de abril de 2021 por Cthulhu.fhtagn (discussão | contribs) (Já que agora o MediaWiki tem JSON, melhor explicar que merda é esta)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

JSON,[1] que se pronuncia, em inglês, como Jason, uma referência ao assassino Jason Voorhees Wikipedia's W.svg, da série Sexta-feira 13 Wikipedia's W.svg, acrônimo [2] para Javascript é uma merda mas a gente quer usar esta merda mesmo assim,[3] é um formato de arquivos de texto que representa um objeto Javascript de uma forma que qualquer idiota pode editar, ou seja, você pega uma porra que pode ter uma estrutura complicada pra caralho e representa como uma porra que continua tendo uma estrutura complicada pra caralho, só que esta estrutura complicada pra caralho vem em um arquivo texto, em vez de um código binário escroto.

JSON é uma merda.

E é uma merda por um motivo bem simples: o formato que pega uma porra complicada e transforma em um arquivo texto já existe, e se chama XML. Ou seja, o criador do JSON [4] é um filho da puta, que provavelmente teve ter tomado na bunda ao tentar usar XML, ficou puta revoltz mas, em vez de xingar todo mundo no Twitter como qualquer EMO normal [5] faria, resolveu usar seu conhecimento de Javascript [6] para o Mal, ou seja, criar mais um formato para tornar a vida do programador mais infeliz ainda.[7]

JSON funciona assim: você começa a porra do JSON com { e termina com }, como se fosse um bloco de programação Javascript, e dentro representa a porra que você quer, basicamente no formato "nome da variável": "valor da variável". Pode ter uma porrada de variáveis, e elas são separadas por vírgulas, e o valor da variável pode ser um outro bloco JSON, ou seja, dá para ficar aninhando mais de 8000 blocos.[8] Também dá para fazer a porra da variável ser um vetor, o que é representado começando com [ e terminando com ],[9] ou os tipos nativos do Javascript.[10]

Mas ninguém se importa com estas porras, o que interessa mesmo é:

Como eu faço para colocar pornografia dentro de um JSON?

A resposta é simples:

  1. Coloque o JPEG em um site
  2. Crie um JSON que descreve este JPEG, incluindo o link para a imagem
  3. ???
  4. PROFIT!

Salsa

  1. JSON 
  2. Agora é mesmo acrônimo e não sigla.
  3. Hã?
  4. Douglas Crockford
  5. Não existe EMO normal, porra. Todo EMO é psicopata.
  6. Douglas Crockford 
  7. Foda-se, né? Programador tem mais é que se foder mesmo.
  8. Software Engineering, How deeply can a JSON object be nested? https://softwareengineering.stackexchange.com/questions/279207/how-deeply-can-a-json-object-be-nested
  9. Assim: "putas": ["tua mãe", "tua irmã", "tua filha"]
  10. Números, variáveis lógicas, etc. Ah, porra, vai lá na Wikipédia em português, que é uma merda, e pula logo para o interwiki em inglês, que também é uma merda, mas tem mais merda escrita que a versão em português.