Esquadrismo na Internet

Revisão de 17h06min de 1 de outubro de 2020 por MesopotamianSFR (discussão | contribs) (Criou página com 'O esquadrismo na internet, é o fenômeno dos esquadrões populares na internet, com o objetivo de combater tanto o crime, quanto os justiceiros e, em alguns casos, combater c...')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

O esquadrismo na internet, é o fenômeno dos esquadrões populares na internet, com o objetivo de combater tanto o crime, quanto os justiceiros e, em alguns casos, combater certas empresas e pessoas na internet que fazem coisas tais como Racismo, Xenofobia, Especismo, Awtokismo, Anjocaidismo entre outras.

O esquadrismo é considerado um fenômeno bastante recente, o qual começou a ganhar força na metade de 2020 com o aumento de diversos vigilantistas antipedofilia na internet e com o aumento das atividades de hacking a pessoas que não fizeram nada, assim como o aumento dos crimes virtuais que antes eram feitos apenas por criminosos, e que agora, passaram a ser feitos pelos próprios justiceiros.

Um dos principais objetivos do esquadrismo é possibilitar que exista uma regulação, menos que mínima, na internet, tanto no combate ao crime, assim como o combate aos justiceiros e a empresas que fazem o que quiser na internet. O esquadrismo também visa o combate a certos tipos de policiais abusivos, assim como o combate ao totalitarismo invertido e a pessoas que pensam que podem fazer e falar o que quiserem na internet, principalmente pessoas ricas.

Atualmente, a tática do esquadrismo na internet, é bastante usada por antifascistas e pessoas de esquerda radical na internet. Mas também há registros de grupos de extrema-direita e de grupos nacionalistas também fazendo esta mesma tática.

O esquadrismo é uma consequência direta da falta de regramento na internet, assim como a falta de punição de certos tipos de pessoas, principalmente pessoas ricas, tais como David Jaffe, Paulo Kogos e similares. O esquadrismo na internet, também incita ao surgimento de esquadrões populares na vida real que agem literalmente como se fossem grupos paramilitares de esquerda com o objetivo de combater o vigilantismo, o crime e o totalitarismo invertido. Assim levando ao reaparecimento de grupos paramilitares em vários lugares do mundo, só que agora, a maioria deles sendo de esquerda.